Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Vai um sushi?

Vai um sushi?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Vai um sushi?

Quando ouvem falar de sushi muitas pessoas imediatamente o associam e referem-se ao sushi como sendo simplesmente peixe cru. Ora, esta conceção está completamente errada. O prato em que o sushi é servido por si só é denominado de sashimi.

No sushi o peixe é apenas e só um dos vários ingredientes que podem ser adicionados, e não o “ingrediente central”.

O sushi é um prato tradicional do Japão e que já existe há muitos séculos, sendo que nos últimos tempos tem-se tornado numa das grandes coqueluches da culinária moderna.

Este prato já existe há mais de um milénio e o seu ingrediente principal é o arroz. Além do mais, é precisamente a textura e a consistência do arroz que torna o sushi melhor ou pior. Os grãos de arroz são cozidos e depois misturados com sal, açúcar e vinagre especial de arroz, nas doses certas. No entanto, existem por todo o mundo várias receitas e maneiras diferentes de fazer sushi e no próprio Japão o sushi é feito de maneira diferente consoante cada região. Por exemplo, em Osaka o sushi normalmente leva pepino e outros vegetais, e também pode conter ervas enroladas com arroz e algas marinhas frescas.

Apesar de o peixe não ser o ingrediente central no sushi, é um elemento importante e por isso para se conseguir confecionar um bom sushi é essencial usar peixe fresco.

O sushi tanto pode ser comido com pauzinhos como com as mãos. Uma regra a ter em conta, quando pedir sushi num restaurante, é que nunca deve ensopar o arroz no molho, uma vez que isso é considerado como sendo um insulto ao chef.

Os Japoneses não têm por hábito fazer sushi em casa, uma vez que consideram que apenas um chef especialista consegue fazer um bom sushi. Por outro lado, no Japão existem tantos sítios para se ir comer um bom sushi, que não se justifica estar a confecioná-lo em casa.

O sushi também apresenta grandes benefícios em termos de saúde uma vez que é muito rico em vitaminas e pobre em gorduras saturadas. Além disso alguns dos peixes usados na confeção do sushi são muito ricos em ómega 3, o que ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e artrite. Além de saboroso também faz bem à saúde!


Carlos Vieira

Título: Vai um sushi?

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 0

771 

Imagem por: » Zitona «

Comentários - Vai um sushi?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Publicidade
Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso\"Rua
Para todos os tipos de negócios, produtos ou serviços, se pretende obter resultados é fundamental divulgar. Não adianta ficar preso a ideia de que o seu trabalho é bom se ninguém sabe que ele existe. Seria como ter uma biblioteca contendo todo o tipo de informação sobre os mais variados temas no fundo do mar, ou no meio de uma floresta desconhecida. Afinal, o que faria com tanta informação se não tem acesso a ela?

Vamos entender o seguinte; quanto maior o número de pessoas receberem diariamente informação sobre o negócio em questão, maior a possibilidade de retorno, mesmo que seja de 1% ou menos. O mais importante é se fazer presente e não perder o foco, o que significa que, mesmo o retorno parecendo ser relativamente pequeno, sem nenhuma divulgação, seria um fracasso.

Dicas para fazer divulgação:

Primeiro é preciso determinar quais os veículos irá utilizar como ferramenta de marketing, depois, quanto tempo irá empregar nessa tarefa e criar um script (texto) de abordagem e apresentação que seja atraente, porém não muito extenso.

Com a oportunidade que a internet nos dá atualmente, é o meio de divulgação mais rápido, barato e prático que se pode ter, porém, não se empolgue muito. É preciso seguir alguns passos para que de fato dê certo. Usar a internet como mecanismo para divulgar, não é ficar atirando para todos os lados sem seguir uma estratégia que funcione como porta de atração.

Então, comece criando um site ou blog e contrate um serviço de hospedagem, os sites grátis têm extensão do fornecedor, o que pode tirar a característica de algo profissional, mas lembre-se de registrar um domínio, há muitos serviços de hospedagem com preço baixo.

Faça inscrição nas principais redes sociais e atualize todos os dias, é uma ótima ferramenta.
~
Crie anúncios e insira nos sites de classificados, como por exemplo, aqui no Rua Direita, que é grátis e tem grande número de visitações diárias.
Prepare uma campanha de incentivo usando o YouTube, com um vídeo explicativo de no máximo 2 minutos. O mais importante aqui é despertar o interesse para que visitem o site.

Faça uma lista de todos os seus contatos e envie informativo por e-mail, mas cuidado para não praticar spam, ou seja; enviar para quem não conhece ou não lhe autorizou. Telefone para os amigos e familiares e conte as novidades sobre o trabalho com simpatia e entusiasmo. Peça a eles indicação para que possa também falar com os contatos deles e o principal; acredite no sucesso, se empenhe com seriedade e determinação.

Pesquisar mais textos:

*lss Cabelos *

Título:Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Autor:*lss Cabelos *(todos os textos)

Imagem por: » Zitona «

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios