Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Segurança > Câmaras de Vigilância - Prevenção e segurança ou invasão de privacidade?

Câmaras de Vigilância - Prevenção e segurança ou invasão de privacidade?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Segurança
Comentários: 1
Câmaras de Vigilância - Prevenção e segurança ou invasão de privacidade?

Muito se fala sobre a privacidade. Desde que surgiram os famosos paparazzi, que o tema privacidade é muitas vezes colocada em causa.

O que é a privacidade então? Entende-se por privacidade tudo o que nos é íntimo e muito pessoal, e o conceito de privacidade pode ser diferente de indivíduo para individuo. Ora vejamos, se uma figura pública vive muito da sua imagem, esta não é privada na sua totalidade. A exposição faz parte da sua vida profissional. No entanto, qualquer comum de nós, pode manifestar-se se verificar a sua imagem numa exposição demasiado publica ou associada a qualquer assunto que não lhe diga respeito direto.

Se uma figura pública se vê filmado inúmeras vezes, o comum de nós (que só somos estrelas conhecidas lá em casa), também o somos.

Nos dias que correm e devido ao crescente aumento da criminalidade (e cada vez mais violenta), tudo o que é estabelecimento tem sistema de vigilância através de vídeo.

Os próprios transportes públicos têm sistema de vídeo vigilância. Que tudo isto são indicadores de receios e até certo ponto impõem alguma ordem e respeito, estamos de acordo, mas e em relação a outros sistemas de vídeo vigilância? Não existirão abusos relativamente a isto? E se em vez de nos sentirmos protegidos com estes sistemas de filmagens, nos sentirmos espiados por um “big brother”?

Mas se em certos locais nos sentimos protegidos com estes sistemas, o que achamos se o mesmo acontecer num local de trabalho? Sentimo-nos violados a cada passo, ou a sensação de que vamos merecer créditos positivos junto da entidade patronal pela exposição clara da nossa prestação profissional, sobrepõe o mau sentimento?

Se a legislação não é muito clara quanto às filmagens no local de trabalho, imagine-se a trabalhar num local em que nem imagina que está a ser filmado! Apesar de ser ilegal, esta situação existe.

Cada vez mais as empregadas domesticas que também desempenham funções de amas, estão sujeitas a este tipo de vigilância sem o saberem. Se por um lado possa não parecer correto o procedimento, saiba que cada vez mais são descobertos abusos a crianças utilizando este sistema. As filmagens podem ser chocantes, mas os pais conseguem ter certezas das suas desconfianças e proteger na realidade o que mais amam no mundo.

Até que ponto não nos sentimos realmente todos mais seguros sendo vigiados. Quem não deve não teme, e se o mundo está cada vez mais violento, há ou não que fazer os possíveis para nos protegermos?


Carla Horta

Título: Câmaras de Vigilância - Prevenção e segurança ou invasão de privacidade?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

811 

Imagem por: Matt Mordfin

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • gilbertogilberto

    10-02-2010 às 05:18:21

    Olha gostaria de invadir um sistema de segurança "filmagem" como faço me deem segestoes q nao gaste muito e q seja um modo facil
    aguardp reposta... obrigado gilberto

    ¬ Responder

Comentários - Câmaras de Vigilância - Prevenção e segurança ou invasão de privacidade?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Imagem por: Matt Mordfin

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios