Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Segurança > As fechaduras são uma questão de segurança

As fechaduras são uma questão de segurança

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Segurança
Visitas: 2
Comentários: 1
As fechaduras são uma questão de segurança

Hoje em dia não se vê uma porta que não tenha fechadura. Umas mais simples, outras mais complexas, com o intuito de travar ou, pelo menos, atrasar a ação de intrusos, o certo é que se recorre a elas como meio de (maior) segurança. Todavia, nem sempre foi assim. Antigamente, as portas eram protegidas apenas por trancas que, na verdade, facilitavam o arrombamento. Atualmente, para além das fechaduras, já se inventaram portas blindadas e vidros inquebráveis! Desenvolveram-se modernos sistemas de vigilância, descortinaram-se técnicas avançadas, como detetores de movimento, sensores infravermelhos e circuitos fechados de vídeo.

Especialistas do ramo têm agora condições de serenar ânimos mais inflamados pelo medo e de proporcionar, com o seu trabalho, mais calma e melhor segurança. O famoso «Quem é?» que dantes ensinavam a crianças a dizer antes de abrir a porta, no sentido de confirmar a familiaridade da voz que respondesse, foi substituído pelo óculo, que permite visualizar a pretensa visita.

Uma prevenção adequada de determinados imprevistos pode ter início na análise dos pontos mais desprotegidos da casa. Um bom teste para avaliar possíveis entradas para os ladrões (menos óbvias do que a porta e as janelas, naturalmente) consiste em avaliar por onde entraria algum dos elementos do agregado familiar numa situação de perda das chaves, ainda que tal ação fosse suscetível de provocar estragos.

Não obstante o medo e a crescente atividade dos “amigos do alheio”, as fechaduras da grande maioria das portas de entrada são simples, ou seja, coadjuvam o “trabalho” destes “profissionais”. As clássicas fechaduras de canhão apresentam-se mais seguras, não sendo, contudo, inteiramente invioláveis. Ainda assim, dar uma dupla volta na chave ajuda. Sim, porque o progresso das estratégias de segurança anda a par com o de outras concebidas para conseguir entradas menos violentas e mais discretas. Nesta perspetiva, até um cartão do tipo Multibanco serve para invadir um edifício que não tenha sido fechado à chave.

Ultimamente, as fechaduras de segurança (com diversas linguetas e trancas) são as mais habituais. Para reforçar a segurança da porta principal sem ter de mudar a fechadura original, basta instalar fechaduras de segurança (ou um ferrolho), colocadas de forma a ficarem com a maior distância possível entre elas. As trancas, embora pouco estéticas, são dotadas de grande eficácia, mormente se as respetivas linguetas entrarem diretamente na parede (a porta e o umbral ficam duplamente protegidos).

Finalmente, convém que as ferragens (destinadas a proteger a fechadura e o canhão) sejam de metal maciço e exibam os rebordos cortados em bisel, aparafusados a partir do interior e sem qualquer ponto de apoio para alicates ou similares. Assegure a sua segurança!


Maria Bijóias

Título: As fechaduras são uma questão de segurança

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

806 

Imagem por: Ben Zvan

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    29-05-2014 às 05:57:56

    Cada fechadura tem o seu poder de segurança, mas acredito que as de ferro são as melhores.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - As fechaduras são uma questão de segurança

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Imagem por: Ben Zvan

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios