Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como melhorar as minhas finanças pessoais

Como melhorar as minhas finanças pessoais

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Como melhorar as minhas finanças pessoais

Muitos de nós passamos a vida a queixar-nos do estado da nossa carteira e finanças pessoais, culpamos o estado do país, da economia mundial, os políticos e até mesmo nós mesmos por sermos uns aselhas que não sabem fazer contas à vida. Bem realmente existe um culpado, você! Então como posso alterar a minha situação financeira!? Bem aqui fica um segredo: Mude a sua maneira de fazer contas à vida.

Há que começar pelo mais básico e mais fácil de alterar, a sua cabeça. A razão do seu problema é a forma como faz as suas contas mensais. Não importa se ganha o ordenado mínimo nacional, ou menos (caso ganhe muito menos se calhar deveria arranjar outro trabalho ou um part-time), não obstante se ganha o ordenado mínimo, menos ou mais, este seguinte plano, nunca irá funcionar se não formatar a sua mente, para que aceite uma nova realidade e necessidade, a de poupar dinheiro todos os meses.

Tão ou mais importante do que uma alteração na forma de pensamento e de organização financeira, você deverá também adquirir um objetivo. Este objetivo permitirá que continue motivado ao longo dos primeiros meses, e ao atingi-lo irá sentir um sentimento de realização pessoal tão grande, que fará com que o estipular de um objectivo

Formulas de conquista financeira pessoal


1ª Formula





Estipule os seguintes parâmetros ou contas bancárias para três diferentes funções e efeitos, inclusive, irá ter de adotar novos termos de linguagem pessoal (PIB e CPS)

Conta 1 – Esta será a sua conta ordenado onde todos os meses irá ser depositado o seu ordenado

Conta 2 – Esta será a conta do P.I.B. (Pessoal, Investimentos e Beneficência), nesta conta o (P) será um valor variável que todos os meses irá corresponder a 5% do total do seu ordenado, O (I) terá também um valor equivalente de 5%, enquanto o (B) será igual a 1%. Estas percentagens poderão e irão variar de acordo com o seu vencimento.

Conta 3 - Esta será a conta em que irá ser depositado todos os meses o valor resultante do cálculo que irá ter de realizar todos os meses.

CPS - Irá estipular este segundo valor para si e na sua vida, tal como irá fazer com o PIB. O CPS (Casa, Pessoais, Saúde) terá de ser estipulado por si, podendo até mesmo mudar este nome para um que tenha mais sentido, face aos seus gastos fixos mensais.

O cálculo que irá ter de realizar todos os meses, com os seus objetivos futuros em mente, será o seguinte:
Conta 1 – PIB – CPS = Valor que vai para a Conta 3 todos os meses

2ª Formula


Para algumas pessoas a formula proposta anteriormente poderá não ser a mias adequada, visto que nem todos temos os meus trabalhos ou temos mais encargos que outras pessoas, assim esta segunda formula não é sequer uma fórmula por assim dizer, mas mais uma maneira de fazer os seus cálculos mensais para que consiga colocar algum dinheiro de lado todos os meses.




Analise corretamente as suas possibilidades financeiras face ao seu estado de vida atuais. Veja o que é realmente essencial e o que não é. Reduza tudo o que não é um bem essencial e verá que tem andado a gastar dinheiro em coisas que não eram necessárias.
Caso more em casa dos seus pais ou divide um apartamento com alguém aproveite esta fase para usar e pôr em prática a fórmula 1, pois se for a analisar, os seus gastos serão totalmente diferentes de uma família de três.

Pague sempre, sempre as suas contas fixas primeiro! Após isto, coloque uma percentagem de lado que irá corresponder a gastos esperados para o resto do mês e deste valor não irá ultrapassar, o restante irá então para a conta três, esta além de corresponder ao que consegue colocar de lado todos os meses será também a conta a que poderá recorrer no caso de uma eventualidade ou usar para um investimento futuro.

No caso de a sua vida exigir mais gastos que aqueles que consegue suportar mensalmente, deverá entrar falar com um conselheiro especializado nesta área e que o poderá treinar em como conseguirá dar uma volta à sua vida financeira ou falar abertamente com alguém que saiba que tem um dom natural para gestão de finanças e pedir umas dicas.


Bruno Jorge

Título: Como melhorar as minhas finanças pessoais

Autor: Bruno Jorge (todos os textos)

Visitas: 0

743 

Comentários - Como melhorar as minhas finanças pessoais

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cuidado com as curvas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Motas
Cuidado com as curvas\"Rua
Quando se fala em motas, delineia-se na nossa mente a figura de um indivíduo, “maluquinho” por estes veículos de duas rodas, vestido com colete preto de couro e envergando umas possantes botas da mesma cor, e, quiçá, umas caveiras ou outros distintivos aqui ou ali, nele ou na moto. Normalmente, os motociclistas, motoqueiros ou motards, como são conhecidos, regem-se por um espírito muito próprio, que ninguém sabe definir muito bem, mas que, sem dúvida, engloba a sensação de liberdade e, por vezes, umas bebedeiras a valer numa qualquer concentração de motas. A parte boa é que, não acontecendo nada de pernicioso à mota e ao seu condutor quando se desafia a sorte desta maneira, uma vez despojado das roupas e acessórios motards, colocando o fato e a gravata, este volta a ser uma pessoa “normal”, imbuído de sentido de responsabilidade e bom senso. Estas características, tão úteis no trabalho e em sociedade, são, amiúde, esquecidas quando se está ao “volante” de uma moto. Cede-se, frequentemente, à tentação de andar muito depressa, de ultrapassar em terceira fila, de passar à frente nas portagens, de desrespeitar o próximo perpetrando atrocidades inacreditáveis e fazendo tudo o que dá na veneta, com a segurança de se estar protegido pelo anonimato do capacete e da pouca ou nenhuma visibilidade da matrícula.

Por outro lado, também existe aquilo a que se chama de solidariedade motard, que apela aos mais puros sentimentos de entreajuda em caso de queda ou outra situação de aflição. Claro que, em determinadas circunstâncias, mais valia que estivessem quietos, em vez de retirar apressadamente o capacete a um colega estendido no chão (é a última coisa a fazer), e noutras ainda bem que se tem assistência em viagem, porque, dada a falta de visão periférica dos companheiros de estrada, bem se podia”esticar o pernil” que não apareceria vivalma para dar uma ajuda.

Definições e conceitos à parte, o motociclismo constitui uma paixão fervorosa de um grande números de indivíduos, com um incremento significativo do género feminino. Faz-se uso da mota por razões não profissionais, por diversão, por se ser praticante desta modalidade, para locomoção, ou, simplesmente, porque se gosta de motos. Seja qual for a razão, os agradecimentos têm de ser dados a Gottlieb Daimler (1834-1890), que inventou o primeiro protótipo. E, já agora, não custa render gratidão também a John Boyd Dunlop, veterinário escocês, que concebeu uma espécie de roda, que corresponde ao nascimento do pneu. Pode, portanto, afirmar-se com toda a legitimidade que um veterinário deu à luz um pneu…!

Pesquisar mais textos:

Maria Bijóias

Título:Cuidado com as curvas

Autor:Maria Bijóias(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • letícia Cristina Calixto de Souza 20-06-2013 às 17:19:32

    eu achei muito interessante esse texto por que ele me ajudou a fazer um trabalho escolar mas eu quero falar para a autora desse texto que ela está de parabéns e que esse texto possa incentivar cada pessoa que ler ele então meus parabéns

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios