Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Puxa sacos...

Puxa sacos...

Categoria: Outros
Visitas: 31
Comentários: 4
Puxa sacos...

Tem pessoas que já nascem com este Dom: Puxar o saco. A gente logo percebe isso, principalmente, quando a pessoa começa a te bajular muito,e a contar tudo que acontece na Empresa..ninguém merece..

O que é Puxa Saco:
Puxa saco é um adjetivo ou substantivo usado com sentido pejorativo que significa adulador, bajulador, baba ovo.

Um puxa saco é conhecido por rasgar seda, ou seja, elogiar alguém excessivamente com o objetivo de conseguir alguma coisa para o seu próprio benefício. Normalmente, os puxa-sacos mostram uma profunda admiração perante alguém que é superior em alguma hierarquia, como por exemplo, um patrão ou professor. Por exemplo: Ele só conseguiu aquele cargo na empresa porque é um puxa saco.

Quer dizer tem pessoas que não tem o conhecimento que você tem, mas sempre esta a mil passos na sua frente..
É Verdade que os puxas sacos estão longe de serem extintos da face da terra. Tem gente que puxa para ser promovido na Empresa. E para muitos chefes, é até bom ter um olho a mais dentro da empresa. Mas será que isso é inconveniente? Sinceramente, eu nunca puxei o saco e nem gosto disso.

"Não puxo saco de ninguém, detesto que puxem meu saco também. Não faço amizades por conveniências, não sei rir se não estou achando graça, não atendo o telefone se não estou com vontade de conversar."
— Caio Fernando Abreu.

É Exatamente eu....

Veja os mandamentos dos Puxa Saco

Quando o chefe chegar seja o primeiro a dar bom dia, com um grande sorriso nos lábios.

Toda vez que seu chefe espirrar diga “saúde”, não importa a quantidade de espirro.

Morra de rir das piadas que seu chefe conta, mesmo que seja a mais sem graça do mundo.

Cole um adesivo no carro com a seguinte frase: “Eu Amo Meu Chefe”.

Tente se parecer ao máximo com seu chefe.

Nunca saia do escritório antes dele.
Demonstre sempre muita eficiência.
Quando te passar uma tarefa, faça-a o mais rápido possível.

Se o chefe por acaso soltar um pum finja que não ouviu e nem sentiu nada.

Seja sempre muito atencioso com seu chefe, demonstrando sempre muito carinho por sua pessoa.

9 dicas para conquistar seu chefe sem ser "puxa-saco" - InfoMoney

Veja mais em: 9 dicas para conquistar seu chefe sem ser "puxa-saco" - InfoMoney
Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/carreira/gestao-e-lideranca/noticia/3051201/dicas-para-conquistar-seu-chefe-sem-ser-puxa-saco

Em primeiro lugar, um puxa-saco nunca é bom. Lembre-se disto: Você faz o que faz por não ter opção mesmo, afinal, sua vida não tinha sentido nenhum antes de seguir esta notável carreira. Mas existem puxa-sacos amadores e puxa-sacos profissionais. Um puxa-saco profissional é aquele que consegue sobressair aos demais puxa-sacos. Lógico que o saco é igual ao coração de uma mãe, onde sempre cabe mais um, mas no saco sempre vai existir aquele que agarra mais saco que os demais. Em outras palavras: Enquanto o puxa-saco amador elogia o terno do dono, o puxa-saco profissional abana o rabinho e se enrosca nas pernas do dono. Um puxa-saco profissional deve ser mais sem personalidade que os demais puxa-sacos, ou melhor, deve ter personalidade nula. Um puxa-saco amador ainda possui um pouco de personalidade, e isto é ruim, muito ruim.

O puxa-saco profissional é aquele que consegue eliminar qualquer traço de personalidade. Para ser um puxa-saco de sucesso, não pode ter opinião própria. Aliás, para ser um puxa-saco de sucesso, não pode nem ter opinião; o puxa-saco profissional deve apenas concordar. É isto que caracteriza um puxa-saco de respeito. Um puxa-saco profissional nunca afirma e confirma ser um puxa-saco. Um puxa-saco de talento, por mais sanguessuga que possa ser, detesta quando alguém lhe chama de puxa-saco.


Patricia Santos

Título: Puxa sacos...

Autor: Patricia Santos (todos os textos)

Visitas: 31

622 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Leonard das Neves OliveiraLeonard das Neves Oliveira

    02-10-2014 às 01:49:04

    Bem verdadeira a análise desse tipo de gente em seu texto Patrícia. Infelizmente essa categoria de pessoa não existe apenas no meio profissional, podemos encontrar esses puxa-sacos na família, na faculdade, ou ainda em qualquer manifestação social. Fica aqui uma sugestão que você escreve sobre esse tema em outros contextos. Sucesso!

    ¬ Responder
  • Luene ZarcoLuene

    28-07-2014 às 19:36:49

    Não suporto nem estar por perto de gente que fica puxando saco, principalmente, de alguém que supostamente se diz "importante". Temos que usar a sinceridade e pronto!

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    09-05-2014 às 12:43:20

    Não gosto de gente que vive bajulando, acredito que tem limites. Também é diferente de ser cordial, gentil. Então, a sinceridade faz a diferença. Normalmente, o puxa saco aproxima-se com outras intenções. Adorei seu texto!

    ¬ Responder
  • Patricia SantosPatricia Santos

    21-05-2014 às 17:09:34

    OBRIGADA

    ¬ Responder

Comentários - Puxa sacos...

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios