Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A melhor maneira de aprender “CRASE”.

A melhor maneira de aprender “CRASE”.

Categoria: Outros
Visitas: 2
Comentários: 4
A melhor maneira de aprender “CRASE”.

Quando nos deparamos com provas em geral ou concursos públicos, tem um assunto que está presente na maioria delas. Esse assunto chato de aprender que chamamos de crase. Pretendo neste texto mostrar uma das melhores maneiras de aprender esse assunto, pois foi com essa ideia que consegui aprender e melhorar meu desempenho em concursos.

Pra você estudar crase, tem que se dedicar muito, pois são muitas regrinhas que norteiam esse assunto e na maioria das vezes você fica com dúvidas se existe ou não a crase. Então minha ideia é a seguinte.

Existem três ocasiões em que a crase pode ser utilizada ou não, são elas: Quando existe crase, quando não existe crase e quando o caso é facultativo, ou seja, pode ser colocada ou não.

Primeiro temos que estudar o caso “facultativo”, pois ele é o mais fácil de todos, porque há somente três regras para esse caso, são eles: O uso da crase será facultativo antes de pronomes possessivos femininos, depois da palavra até e antes de nomes próprios femininos.

Depois que você aprender os casos facultativos você verá que ficará muito mais fácil aprender os outros.
Logo em seguida passe para o estudo dos casos em que a crase será “obrigatória”, é preciso estudar bastante, pois esse caso contém bastantes regras que você poderá confundir com outras, é preciso muita atenção e cuidado. Quando você estuda por etapas, um assunto fica muito mais divertido fácil de aprender e consequentemente mais proveitoso.

Quando você tiver dominado as regras da segunda etapa, passe para a outra, que no caso será a última, e estude os casos em que “não se utiliza a crase”.

Com o passar dos dias e organizando seu tempo de estudos você vai perceber que já começou a dominar esse assunto que antes para você era um bicho de sete cabeças. Eu aprendi crase seguindo essas três etapas de estudo e logo em seguida comecei a responder questões relacionadas a esse assunto, fiquei surpreso com o meu avanço, digo a vocês que realmente valeu a pena estudar norteado por essas três etapas e garanto para vocês que não esqueço mais. Já passei em três concursos e hoje sou professor na rede pública de ensino, apenas reviso os assuntos antes de qualquer prova. Espero ter ajudado com essas dicas, sucesso a todos!!!


Wanderson Tiago

Título: A melhor maneira de aprender “CRASE”.

Autor: Wanderson Tiago (todos os textos)

Visitas: 2

607 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    28-07-2014 às 19:39:19

    Parabéns pela maneira tão simples de aprender a aplicar a "crase", sempre me confundo! ehheh
    Adorei seus textos e continue escrevendo...bjos!

    ¬ Responder
  • Wanderson TiagoWanderson Tiago

    31-07-2014 às 16:58:14

    Obrigado pelo comentário Briana, estes passos ajudam muito, espero que você consiga sempre alcançar seus objetivos e realizar seus sonhos. Abraços!!!

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    01-05-2014 às 15:24:13

    Nossa, lendo seu texto sobre a melhor maneira de aprender a crase ficou muito mais simples na minha cabeça. Adorei, viu? Parabéns!!!
    Observando por esse lado (3 maneiras) fica muito mais simples identificar se devo usá-la no texto ou não. Muito bom!

    ¬ Responder
  • Wanderson TiagoWanderson Tiago

    01-05-2014 às 19:44:42

    Obrigado Adriana, você é muito gentil. Abraços!!

    ¬ Responder

Comentários - A melhor maneira de aprender “CRASE”.

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios