Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Eventos > Como Dividir as Despesas do casamento

Como Dividir as Despesas do casamento

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Eventos
Visitas: 2
Como Dividir as Despesas do casamento

O dia do casamento é para se ser feliz. É um dia para recordar e para reviver se esse for o seu desejo.

Se o dia do casamento é repleto de coisas boas e memoráveis, prepará-lo pode não ser assim tão fácil. Escolher entre uma cerimónia civil ou religiosa, escolher o local, as ementas, as lembrancinhas, o ramo, o vestido, o fotografo, enfim, um nunca mais acabar de coisas para escolher, estudar e no final de contas pagar para gozar.

Ao falar-se em pagar, existem algumas coisas a ter em conta. Quem paga o quê?
Se existem protocolos para uma imensidão de coisas, no que diz respeito á hora de pagar coisas dos casamentos, também existe.

Longe vão os tempos em que era o pai da noiva quem pagava todo o pagamento, como se de um dote se tratasse. No entanto, mudaram-se os tempos e as vontades. Vamos então aos protocolos.

Se os noivos são solteiros e ainda vivem na casa dos pais, terão de ser os mais velhos a pagar o casamento. Cabe a cada uma das partes pagar os seus convidados (no que diz respeito ao copo de água), ou seja, os convidados da família da noiva, serão os pais desta a pagar e vice-versa. O DJ ou a banda para a festa também estará a cargo dos pais dos noivos.

Quanto ao fotografo, cada convidado paga as suas, mas as qua ficam para os noivos, terão de ser estes a pagar. Peça um preço especial ao fotografo.

Fatos e vestidos, cabem aos padrinhos. A madrinha da noiva terá de comprar também a lingerie e o ramo.

Lembracinhas estarão a cargo dos noivos, tal como os convites.

Na eventualidade dos noivos serem divorciados ou já viverem em casas independentes das dos progenitores, então terão de ser estes a pagar toda a despesa, exceto todas aquelas que digam respeito aos padrinhos, que neste caso se mantém.

Em todo o caso e independentemente do orçamento que tem para gastar, uma coisa a ter em conta é a qualidade. Isto será sempre indispensável, mesmo que tenha de abdicar de pequenas coisas de um lado para poder gastar um pouco mais de outro.

Claro que tudo isto se trata de um protocolo, pois na prática o que conta mesmo é viver um dia em grande, mesmo para quem tem de pagar a maior fatia.


Carla Horta

Título: Como Dividir as Despesas do casamento

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

637 

Comentários - Como Dividir as Despesas do casamento

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Estratégia do arco-íris

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Serviços
Estratégia do arco-íris\"Rua
Pessoas comuns estão a descobrir novas estratégias que supostamente fazem dinheiro rápido. Mas, a verdade da questão é que, isso é quase impossível. Ao longo de sua jornada de negociação, vai experimentar algumas vitórias e derrotas. Então, vejamos uma das estratégias que irá produzir mais vitórias do que derrotas: a estratégia do arco-íris. Esta é uma estratégia muito poderosa que qualquer um pode utilizar, especialmente novatos lá fora. Se é novo no comércio de opções binárias e gostaria de ganhar dinheiro online, esta é a estratégia ideal para si.

A estratégia do arco-íris envolve um período de 6, 14 e 26 períodos, períodos de média móvel exponencial. Estes permitem filtrar os movimentos menores no mercado e dar-lhe uma visão clara da tendência.

O mercado está numa tendência alta quando o período de 6 EMA está no topo dos 14 períodos EMA e dos 26 períodos EMA. A tendência baixa ocorre quando as EMA cruzam-se. Agora, os 26 períodos EMA devem estar no topo da EMA de 14 períodos. Em tendências altas, os comerciantes devem concentrar-se principalmente em opções de compra.

Uma opção de compra pode ser acionada quando o preço para baixo remonta à EMA 14 e começa a mover-se para cima. Uma opção de venda pode ser acionada quando o preço refaz para cima, e os períodos EMA 14 começam a mover-se para baixo.

As vantagens desta estratégia é que muitos dos sinais são precisos e não requerem muita análise para fazer um bom negócio. Com a gestão de risco adequada, pode fazer desta a sua principal estratégia. Mas, antes de tomar essa decisão, saiba que existem algumas desvantagens. O preço às vezes pode ir além dos 14 períodos de EMA. Alguns comerciantes podem não saber como reagir a isso.

Além disso, mesmo se os mercados são tendências, ainda existe a possibilidade de dar sinais falsos, mas com a gestão de riscos aplicadas, esses sinais falsos não causam muito dano. Combinar esta estratégia com coisas como Fibonacci, linhas de tendência ou médias móveis podem ajudar a reduzir as chances de perdas.

Em geral, a estratégia do arco-íris é um grande indicador. Ele faz maravilhas nos mercados de tendências e é muito fácil de usar para os comerciantes de todos os níveis. No fim de contas, é apenas uma questão de fazer uma boa gestão de risco. É uma ótima estratégia para iniciantes começarem a usar e obterem vitórias, experiência e bastante dinheiro.

Pesquisar mais textos:

Jerónimo Diogo Magalhães

Título:Estratégia do arco-íris

Autor:Jerónimo Diogo Magalhães(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios