Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Eventos > Eventos: O Que É, Classificação E Tipos!

Eventos: O Que É, Classificação E Tipos!

Categoria: Eventos
Visitas: 2
Eventos: O Que É, Classificação E Tipos!

Gerir e organizar um evento requer muito trabalho, dedicação e amor! Como tudo que realizamos para que algo seja um sucesso, o evento segue a mesma linha de raciocínio. É preciso caprichar!

Para que você possa entender melhor sobre o evento, aqui terá um apanhado de informações importantes sobre o que ele é, como é classificado e os tipos mais comuns de eventos.

- Evento
Para um melhor entendimento sobre gestão e organização de eventos é necessário conceituar o que realmente é um evento antes de detalharmos suas características, as atribuições que um profissional faz nesse ramo, os vários tipos de eventos, como se estrutura a organização e assim por diante.

Apesar dos inúmeros significados em que se encontra a palavra evento, o livro Organização de Eventos na pág. 20 conceitua dessa maneira: “ Evento é um fato que desperta a atenção, podendo ser notícia e, com isso, divulgar o organizador”. Segundo esta autora o evento nada mais é que uma propagação de um tema, uma notícia, atingindo os objetivos de quem organiza.

Assim, fica claro que para atingir um determinado tipo de público se faz necessários termos conhecimento prévio antes de organizarmos um evento. São necessários diversos fatores e que este serão mostrado ao longo deste artigo.

- Classificação Dos Eventos
Os eventos podem ser classificados de diversos tipos. Hoje em dia muito se tem propagado esses eventos e outros ainda surgem como uma novidade no mercado. São eles: religiosos, institucionais, comerciais, cívicos, folclóricos, científicos, culturais, políticos, sociais, desportivos, artísticos, técnicos, dentre outros.

- Tipos De Eventos
Os tipos de eventos são de fato muitos. Mas irei destacar aqui os principais tipos que são vistos em todo o mundo e no mercado atualmente. Não os descriminarei, apenas irei citá-los para que haja somente uma pequena abrangência de seus estudos e como o leque desses tipos tem crescido ano após ano.

Vejam quais são eles: Programa de visitas, concursos, exposições, salões, feiras, mostras, encontros como conferências, palestras, simpósio, painel, mesa-redonda, convenção, congresso, seminário, fórum, debate, brainstorming, conclave, entrevista coletiva, jornada, workshop, oficina, colóquio e muitos outros que não estão destacados aqui, mas que com certeza existem e fazem parte desta grande lista de tipos.


Briana Alves

Título: Eventos: O Que É, Classificação E Tipos!

Autor: Briana Alves (todos os textos)

Visitas: 2

367 

Comentários - Eventos: O Que É, Classificação E Tipos!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios