Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Caspa? Trate-a de vez!

Caspa? Trate-a de vez!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Comentários: 3
Caspa? Trate-a de vez!

A nossa pele está em constante renovação. A epiderme, que é a camada superior, está a todo o momento a ‘substituir’ células mortas por outras novas que estão por baixo. Esta renovação ocorre de forma regular e com um ritmo constante. No entanto, a pele do couro cabeludo fica, por vezes, em hiperatividade, e o ritmo de eliminação das céluals mortas torna-se estonteante. A eliminação é tão rápida que as células ficam ‘amontoadas’ umas nas outras, formando ‘placas’… de caspa. São essas ‘placas’ de células mortas que vão causar-lhe incómodo e deixar os seus ombros ‘ornamentados’ involuntariamente.

De facto, a caspa é uma calamidade estética, mas não desespere. A descamação do seu couro cabeludo é perfeitamente evitável.

Lave diariamente o cabelo com champô. Os cuidados de higiene diários abrangem também o cabelo, por isso lave-o e use um champô adequado.

No entanto, um champô normal pode não ser suficiente para erradicar o problema. Algumas vezes é necessário um champô medicinal, rotulado de anticaspa.

Os champôs anticaspa devem ter sulfureto de selénio, que é um dos melhores ingredientes para retardar o ritmo acelerado de renovação celular que provoca a caspa. Não use este champô todos os dias, pois apesar das propriedades benéficas, este tipo de ingredientes é muito forte para o couro cabeludo e podem, inclusivamente, afetar a saúde do cabelo. Aplique-o uma ou duas vezes por semana alternado as lavagens diárias com um champô normal.

Caso os resultados não o satisfaçam, não desista. Provavelmente, o ingrediente ativo do seu champô não conseguiu resolver a sua situação pelo que deverá procurar outro. Continue a procura, pois a maior parte das pessoas conseguiu encontrar o seu ‘perfil’ de champô anticaspa. Caso a procura já tenha sido muita, consulte um dermatologista.

É também forte a possibilidade de a caspa voltar, mesmo se o champô entretanto a afastou. Isto acontece porque o seu couro cabeludo se habituou ao efeito do elemento ativo. Resta-lhe procurar novamente um outro que volte a afastar a caspa.

Durante as lavagens com o champô anticaspa, deixe-o atuar durante cerca de três minutos antes de enxaguar. Lave bem o couro cabeludo que é o mais importante neste caso. A maior parte das pessoas trata o cabelo e esquece a base que o suporta.

Deixe o seu cabelo ao ar livre o mais possível. O uso de chapéus pode estimular o processo desencadeador da caspa. Depois de algum tempo, verá os resultados!


Rua Direita

Título: Caspa? Trate-a de vez!

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

636 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Kizua UriasKizua

    28-06-2014 às 21:32:10

    Tinha muita caspa, mas depois que comecei a usar shampoo anticaspa, eles sumiram. É muito bom!

    ¬ Responder
  • adriano

    10-06-2014 às 15:53:36

    minhas caspas sao muito intenssa ja usei muitos tipos de champoo e nada de resolver. O que posso fazer?

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    11-06-2014 às 18:21:01

    Olá, você pode fazer um ratamento caseiro para ver se suas caspas diminuem. Segue abaixo:
    Ingredientes: 1 folha de couve manteiga crua; 1 maçã.
    Modo de preparo:Passe a maçã e a folha de couve pela centrífuga ou processador de alimentos e tome o suco a seguir.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Caspa? Trate-a de vez!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios