Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Caspa? Trate-a de vez!

Caspa? Trate-a de vez!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Comentários: 3
Caspa? Trate-a de vez!

A nossa pele está em constante renovação. A epiderme, que é a camada superior, está a todo o momento a ‘substituir’ células mortas por outras novas que estão por baixo. Esta renovação ocorre de forma regular e com um ritmo constante. No entanto, a pele do couro cabeludo fica, por vezes, em hiperatividade, e o ritmo de eliminação das céluals mortas torna-se estonteante. A eliminação é tão rápida que as células ficam ‘amontoadas’ umas nas outras, formando ‘placas’… de caspa. São essas ‘placas’ de células mortas que vão causar-lhe incómodo e deixar os seus ombros ‘ornamentados’ involuntariamente.

De facto, a caspa é uma calamidade estética, mas não desespere. A descamação do seu couro cabeludo é perfeitamente evitável.

Lave diariamente o cabelo com champô. Os cuidados de higiene diários abrangem também o cabelo, por isso lave-o e use um champô adequado.

No entanto, um champô normal pode não ser suficiente para erradicar o problema. Algumas vezes é necessário um champô medicinal, rotulado de anticaspa.

Os champôs anticaspa devem ter sulfureto de selénio, que é um dos melhores ingredientes para retardar o ritmo acelerado de renovação celular que provoca a caspa. Não use este champô todos os dias, pois apesar das propriedades benéficas, este tipo de ingredientes é muito forte para o couro cabeludo e podem, inclusivamente, afetar a saúde do cabelo. Aplique-o uma ou duas vezes por semana alternado as lavagens diárias com um champô normal.

Caso os resultados não o satisfaçam, não desista. Provavelmente, o ingrediente ativo do seu champô não conseguiu resolver a sua situação pelo que deverá procurar outro. Continue a procura, pois a maior parte das pessoas conseguiu encontrar o seu ‘perfil’ de champô anticaspa. Caso a procura já tenha sido muita, consulte um dermatologista.

É também forte a possibilidade de a caspa voltar, mesmo se o champô entretanto a afastou. Isto acontece porque o seu couro cabeludo se habituou ao efeito do elemento ativo. Resta-lhe procurar novamente um outro que volte a afastar a caspa.

Durante as lavagens com o champô anticaspa, deixe-o atuar durante cerca de três minutos antes de enxaguar. Lave bem o couro cabeludo que é o mais importante neste caso. A maior parte das pessoas trata o cabelo e esquece a base que o suporta.

Deixe o seu cabelo ao ar livre o mais possível. O uso de chapéus pode estimular o processo desencadeador da caspa. Depois de algum tempo, verá os resultados!


Rua Direita

Título: Caspa? Trate-a de vez!

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

636 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Kizua UriasKizua

    28-06-2014 às 21:32:10

    Tinha muita caspa, mas depois que comecei a usar shampoo anticaspa, eles sumiram. É muito bom!

    ¬ Responder
  • adriano

    10-06-2014 às 15:53:36

    minhas caspas sao muito intenssa ja usei muitos tipos de champoo e nada de resolver. O que posso fazer?

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    11-06-2014 às 18:21:01

    Olá, você pode fazer um ratamento caseiro para ver se suas caspas diminuem. Segue abaixo:
    Ingredientes: 1 folha de couve manteiga crua; 1 maçã.
    Modo de preparo:Passe a maçã e a folha de couve pela centrífuga ou processador de alimentos e tome o suco a seguir.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Caspa? Trate-a de vez!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Segurança
Raio Mata Três Pessoas No Brasil\"Rua
No dia 07 de novembro de 2014, três pessoas acabaram morrendo em decorrência de raios após as vítimas serem socorridas, mesmo depois de bastante tempo tentando reanimá-las.

Os três homens deram entrada no hospital com parada cardiorrespiratória e com muitas queimaduras. Esse incidente aconteceu na zona leste de São Paulo, as vitimas trabalhavam com ferro velho.

O Brasil é o país onde os raios estão mais presentes no mundo. São mais de 50 milhões de raios por ano. Esses raios atingem mais pessoas na zona rural, porém nas áreas urbanas ocorrem também só que com menos frequência.

Há pessoas que falam que raios não ocorrem duas vezes no mesmo lugar, mas isso é improvável, eles ocorrem sim! Tanto que nos últimos séculos, as tempestades aumentaram 90% por causa do aquecimento do planeta devido ao asfalto, que é uma das formas de poluição.

Alguns cuidados, nesses momentos, são importantes como: não ficar em área aberta, não usar o telefone e se vir uma tempestade, então permaneça no carro.

Os raios ocorrem no Brasil porque é um país tropical e de muito calor, por isso está em primeiro lugar em queda de raios. Nesse mesmo ano de 2014, um rapaz morreu usando o computador. Ele recebeu a eletricidade no momento em que o raio caiu na antena.

O estado de São Paulo lidera em quedas de raios. Um raio dura em média 1 segundo, e a queda de raios acontece por uma descarga elétrica que produz nuvens de chuva. Os relâmpagos ocorrem entre as nuvens e os raios pelo solo.

Algumas regiões tem tendência de cair mais raios, a descarga é visível a olho nu e é um fenômeno que produz um clarão. As mortes mais frequente são nas áreas urbanas, por isso não é seguro se proteger em baixo de árvores.

Pesquisar mais textos:

Gislene Santos Sousa

Título:Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Autor:Gislene Santos Sousa(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios