Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Princípios Da Sustentabilidade No Turismo

Princípios Da Sustentabilidade No Turismo

Categoria: Viagens
Visitas: 2
Princípios Da Sustentabilidade No Turismo

Um dos temas mais discutidos mundialmente é a questão da sustentabilidade. E isso não vem a ser apenas um meio de combater os danos sofridos à natureza, mas conscientizar os seres humanos a preservar e conservar o meio ambiente em que vivem.

Também não podemos isolar o meio ambiente apenas a uma esfera de influência como deixar a cargo do governo ou das instituições privadas. A responsabilidade de cuidar do local, de não agredir o meio ambiente, de preservar os recursos naturais existentes é obrigação de cada indivíduo.

Para o turismo não é diferente. Já que as pessoas viajam de um local ao outro e usufruem de tudo que aquele lugar proporciona. É certo que o Turismo Sustentável já vem sendo aplicado em muitas regiões do mundo e sendo estudado com mais afinco.

Nesta linha, Ruschmann (2008) argumenta que o Turismo Sustentável deve englobar a existência de turistas mais responsáveis, que a sua interação com as comunidades receptoras no campo social, cultural e ambiental seja de forma equilibrada.

Segundo a OMT – Organização Mundial do Turismo (2003), a noção do Turismo Sustentável deve levar em conta um modelo de desenvolvimento econômico que permita:

- Melhorar a qualidade de vida das comunidades anfitriãs;
- Melhorar a qualidade de vida com benefícios econômicos e sociais não só para os residentes, mas também para as empresas;
- Promover uma qualidade elevada na experiência do visitante;
- Manter a qualidade do ambiente da qual depende não só a comunidade anfitriã, mas também o visitante;
- Turismo, planejamento e desenvolvimento sustentável;
- Assegurar uma distribuição equitativa tanto dos benefícios como dos custos;
- Encorajar a compreensão dos impactos do turismo no ambiente cultural, humano e material;
- Melhorar as infraestruturas sociais e de cuidados da saúde.

Como visto, é muito importante adotar medidas práticas, de planejamento para que a sustentabilidade seja exercita, inclusive, no âmbito do turismo. A consciência de se preservar o ambiente é responsabilidade de cada comunidade local e do turista que estará desfrutando do lugar e que deverá agir a favor do meio ambiente.

Que possamos cuidar de cada lugar que viajamos ou que decidimos morar. Até mesmo do nossa residência local deverá ser zelada e vista como algo sustentável e que ficará por muitas gerações.


Adriana Santos

Título: Princípios Da Sustentabilidade No Turismo

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 2

20 

Comentários - Princípios Da Sustentabilidade No Turismo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios