Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Tradição Chinesa - Comer de Pauzinhos

Tradição Chinesa - Comer de Pauzinhos

Categoria: Alimentação
Visitas: 2
Comentários: 1
Tradição Chinesa - Comer de Pauzinhos

Nos tempos antigos, os pauzinhos eram chamados de "Zhu”. Naquela época, os nossos ancestrais gostavam de cozinhar a vapor ou ferver os alimentos. Era difícil para eles usar colheres para mergulhar os legumes na sopa.

Então, eles inventaram os ‘'Zhu'’ para habilmente beliscarem os alimentos, assim, tornou-se o serviço de mesa mais conveniente em suas vidas. O desenvolvimento dos pauzinhos sofreu uma longa história. No início da dinastia Xia (21 - século 16 a.C.), a forma ainda estava em desenvolvimento. Os Chopsticks só se tornaram duas varas do mesmo comprimento na Dinastia Shang (16 - 11 º século a.C.). Mais tarde na Dinastia Shang, o tirânico rei Zhou ordenou aos seus artesãos que fizessem pauzinhos de dentes de elefantes, que foi visto como o ato mais luxuoso do início da história da cultura alimentar chinesa.

O aparecimento de pauzinhos disse adeus aos dias em que os nossos antepassados chineses tiveram que usar as mãos para comer, eles destacam o início da utilização dos mesmos e tal acontecimento faz parte da sua cultura alimentar. A invenção deste utensílio tem muitas teorias científicas. O princípio da prática foi aplicado na alavanca da mecânica. O ponto onde as duas varas se cruzam é o pivô da alavanca.

O povo chinês está familiarizado com o uso de pauzinhos. Muitos estrangeiros estão interessados em utilizá-los também, mas é confuso até aprendermos a usá-los com facilidade. Aqui estão algumas notas é melhor lembrar-se quando tiver de os usar:
Primeiro, você deve segurar a parte superior e não os atravessar.

Em segundo lugar, segure-o com o polegar, o dedo indicador, dedo médio e terceiro dedo. Uma vara deve estar contra o seu terceiro dedo e a outra apoia-se no seu dedo médio.

Em terceiro lugar, quando você escolhe vegetal ou carne nos pratos, use o dedo indicador e o dedo do meio para controlar as varas.

Pratique muito e, em seguida, vai pensar que é uma tarefa fácil!

O uso de pauzinhos faz parte da cultura alimentar chinesa e desperta muita curiosidade noutros povos. Apesar de esta forma de pegar nos alimentos parecer muito informal saiba que se pensa assim está enganado. Existem algumas regras que precisa saber antes de se aventurar a comer de pauzinhos num jantar ou almoço pois, caso contrário, poderá fazer muito má figura! Uma leitura interessante será ‘Regras de Como Comer Pauzinhos’.
Boa leitura e Bom Apetite!


Rua Direita

Título: Tradição Chinesa - Comer de Pauzinhos

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

602 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    17-04-2014 às 20:32:39

    A Rua Direita parabeniza pela explicação tão boa de como utilizar esses pauzinhos. Descobrir a história também é interessante demais. Obrigada!

    ¬ Responder

Comentários - Tradição Chinesa - Comer de Pauzinhos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios