Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Motas > Acelere (Só) Na Segurança

Acelere (Só) Na Segurança

Categoria: Motas
Acelere (Só) Na Segurança

As motas povoam os sonhos de muitas pessoas. Não apenas aqueles que ocorrem com os olhos abertos, a carteira fechada e um suspiro que emerge das entranhas, mas também os que permitem realizar aspirações profundas enquanto se dorme. De facto, neste tipo de sonho, a mota simboliza aventura e liberdade, o espírito de uma vida experimentada nos limites. Se, ao sonhar, se vê somente a mota, é sinal que se deseja, mesmo sem o saber, mais emoção para a própria vivência. Se, por outro lado, se sonhar que se está a andar de mota, é presságio de grandes aventuras para breve.

Para lazer ou trabalho, estes veículos são bastante utilizados. A própria Polícia a eles recorre no desempenho das suas funções. Vêem-se, inclusive, a fazer escolta a automóveis transportando altas individualidades. É claro que quando estas se deslocam de avião, não se consegue detectar o rasto das motas no céu! Embora a alguns só falte levantar voo, tal é a velocidade que imprimem às duas rodas, a verdade é que este meio de transporte ainda não é guarnecido de asas… E não possui, igualmente, janelas, evitando discussões sobre se estas devem ir abertas ou fechadas…

A prova no Dakar é, possivelmente, o teste mais rigoroso para todos os veículos que participam, incluindo as motas. Perante condições de dureza extrema, são postas à prova a perícia do condutor, assim como a resistência e outras características do que ele conduz. Actualmente, existem apoios e o GPS, que permite a rápida localização dos concorrentes e o pronto socorro, se for caso disso. Antigamente, porém, podiam passar-se muitos dias até que um piloto, eventualmente em apuros, fosse detectado.

Se não se souber andar de mota e se insistir, não obstante, em circular, pode ser-se protagonista de aparatosos acidentes ou, no mínimo, provocá-los a outros que transitem na mesma via. Para além de ter de se possuir habilitação adequada e os documentos em dia, convém não andar demasiado depressa. Para esse efeito, existem os autódromos, dotados de condições e dispositivos de segurança. Ao circular, há que não esquecer os piscas, eventualmente coadjuvados com a mão, de modo a que os outros motoristas se inteirem das nossas intenções. E para quê andar colado ao carro da frente? Se ele travar de repente ou aparecer um buraco, vai-se “abraçá-lo” compulsivamente… Em estradas com grande volume de tráfego, é aconselhável a regra de permanecer na faixa da direita. E deve prestar-se especial atenção ao “furar” por entre os carros: o espelho pode bater em algum lado e perde-se imediatamente o controlo. O capacete, para salvaguardar, tem de estar correctamente colocado e com a fivela apertada. É também recomendável o uso de luvas, uma vez que, em caso de desequilíbrio, a tendência é defender-se com as mãos. É vantajoso vestir sempre um casaco, de preferência de couro (porque protege mais), e para quem anda bastante de mota, sugere-se a protecção de tornozelos e calcanhares. Afinal, ninguém quer ter um calcanhar de Aquiles…

Maria Bijóias

Título: Acelere (Só) Na Segurança

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

608 

Comentários - Acelere (Só) Na Segurança

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios