Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Turista Ou Viajante: Descubra Quem É Você!

Turista Ou Viajante: Descubra Quem É Você!

Categoria: Viagens
Comentários: 2
Turista Ou Viajante: Descubra Quem É Você!

Quem ama viajar sabe o prazer que é conhecer uma parte do mundo. É uma das melhores experiências na vida e muito necessária para cada pessoa. Não apenas pelo fato de conhecer, ver os lugares, mas pelo que acontece dentro da gente. São mudanças no nosso interior que, muitas vezes nem percebemos, mas que ocorrem sempre que retornamos de uma viagem. Ela é única!

Mas, será que há esta diferença: turista de viajante? Não seria a mesma coisa? Será que você é um turista ou é um viajante? Saiba aqui a diferença que há nestes dois tipos de pessoas que, pelo menos em comum, amam e adoram viajar!

Antes de iniciar esse tema é bom conceituar o que significa turismo. Então, turismo é um momento da vida em que as pessoas se deslocam de sua residência, de seus hábitos, rotinas com a intenção de retorno, de voltar. Ele abrange não apenar ir e sair do seu habitat, e sim engloba serviços e produtos como transportes, meios de hospedagem, serviços de agenciamento, alimentação, atrativos, dentre outros. Agora, vamos diferenciar um turista de um viajante:

1) Turista: tempo livre, intenção de retorno
São pessoas que viajam em seu tempo livre, para locais diferentes dos de sua residência, com a intenção de retorno. É importante destacar a questão do tempo livre e da intenção de voltar para seus costumes, de retornar ao seu lar.

2) Viajante: possui inúmeras motivações, sai de sua origem sem intenção de retornar
São pessoas que viajam com um objetivo definido, com motivações sejam acadêmicas, profissionais, amorosas e vão com a intenção de morar no local, sem previsão de retorno à suas origens. Sua viagem é, assim, um deslocamento de seu lugar de origem a outro ponto do universo, sendo diferenciada de outros deslocamentos a partir de suas motivações.

Tempo dos dois: turista e viajante
1) Turista: em seu tempo livre, ou seja, no tempo de não trabalho, aquele tempo gasto fora de seus negócios. Pode ser uns cinco, quinze e até trinta dias;
2) Viajante: está fora de seu local de origem por mais de 24h e pode ser menos de um ano, mais de dois anos e assim, por diante.


Rafaela Coronel

Título: Turista Ou Viajante: Descubra Quem É Você!

Autor: Rafaela Coronel (todos os textos)

Visitas: 0

478 

Imagem por: Um Menino Caminha

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Sofia Loren

    28-08-2014 às 03:24:42

    Um dia aspirei ser viajante..hoje...tornei-me real! Partir sempre, sem destino, sem raízes, sem apego...é assim, uma viajante feliz perambulando por aí nesse mundão!

    ¬ Responder
  • aline duarte

    27-08-2014 às 01:16:38

    Eu sou uma viajante, com certeza!

    ¬ Responder

Comentários - Turista Ou Viajante: Descubra Quem É Você!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Um Menino Caminha

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios