Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Low-cost, conceito em expansão

Low-cost, conceito em expansão

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 8
Comentários: 2
Low-cost, conceito em expansão

A termo low cost começou efetivamente nas companhias aéreas, mas alargou-se a muitos outros setores.

Na verdade, o low-cost, ou baixo custo, tornou-se uma solução para quem quer pagar menos por um seviço ou produto.

É um termo que deriva do inglês, como baixo custo e começou a ser utilizado quando surgiram as primeiras companhias aéreas que oferecem viagens a baixo preço, embora não oferecam refeições a bordo nem serviço de bagagem.
Hoje em dia, o termo alargou-se a outros setores e é utilizado em diversas áreas de atuação, na hotelaria, seguros, ginásios e pelas telecomunicações, entre outros exemplos.

O modelo económico do low cost, baseia-se no preço competitivo e na eficiência dos serviços para apresentar um produto ou um serviço a um preço mais económico, de acordo com Sérgio Bastos, responsável pelo site low-cost em Portugal.
As empresas low-cost apresentam tarifas mais baixas pelos seus serviços extra dispensáveis e elimina o intermediário, como por exemplo as agências de viagens no caso do turismo.

Ao longo dos anos, as empresas têm vindo a acrescentar benefícios adicionais aos seus produtos e serviços, aumentando o custo associado a estes.
Graças a estes serviços é possível adquirir-se produtos mais baratos, sem serviços adicionais.

Esta foi uma solução que surgiu como resposta ao aumento dos preços, sendo cada vez menos sinónimo de falta de qualidade.
De acordo com alguns estudos e opiniões de mercado, demonstra-se que há cada vez mais produtos e serviços de ótima qualidade e preço, para quem o fenómeno já atinge muitas camadas sociais.

Na realçidade, estes produtos já não se cingem às camadas mais baixas mas também a outras e a sua qualidade nem se distingue dos outros.
A crise financeira que se vive no mundo impulsionou o aparecimento de serviços low-cost, devido á necessidade de adquiri produtos com preços mais ecoómicos, e ainda da necessidade das empresas aumentarem a sua eficiência e competitividade.

Há uma mudança evidente na forma como as empresas passaram a olhar o mercado e mesmo as maiores já sentem a necessidade de adotar os processos das low-cost.
as companhias aéreas são o modelo pioneiro porque comercializam voos pela internet, eliminando serviços e taxando os serviços extra.

Com efeito estas companhias conseguiram criar um nicho de mercado que chega aos 30 ou 40 por cento da totalidade do tráfego aéreo mundial.

No que diz respeito à hotelaria, os hostels permitem apenas o alojamento, sem serviços extra, ás vezes partilhando a casa de banho.

Até nos medicamentos, já se praticam os produtos low-cost, devido aos genéricos não envolverem os custos de produçao das grandes companhias.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Low-cost, conceito em expansão

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 8

609 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Yuri SilvaYuri

    29-08-2014 às 13:56:26

    O conceito, low-cost, possibilitou o acesso fácil para todo e qualquer tipo de pessoa. Permitiu, inclusive, o maior número de pessoas viajarem, o que é de grande valia! Graças a essa nova modalidade de baixo custo, mas com uma boa qualidade é que se pode obter produtos e serviços fáceis e essenciais de sobrevivência!

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    17-09-2012 às 15:48:48

    O termo low-cost ainda é bastante recente. Pelo menos sá agora ele tem sido posto em prática.Cada vez mais podemos encontrar esta expressão nas agências de viagens, restaurantes, agências de férias, eventos e outras.O termo significa uma compra ou serviço, mais barato, em especial em dias específicos.

    ¬ Responder

Comentários - Low-cost, conceito em expansão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Estratégia do arco-íris

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Serviços
Estratégia do arco-íris\"Rua
Pessoas comuns estão a descobrir novas estratégias que supostamente fazem dinheiro rápido. Mas, a verdade da questão é que, isso é quase impossível. Ao longo de sua jornada de negociação, vai experimentar algumas vitórias e derrotas. Então, vejamos uma das estratégias que irá produzir mais vitórias do que derrotas: a estratégia do arco-íris. Esta é uma estratégia muito poderosa que qualquer um pode utilizar, especialmente novatos lá fora. Se é novo no comércio de opções binárias e gostaria de ganhar dinheiro online, esta é a estratégia ideal para si.

A estratégia do arco-íris envolve um período de 6, 14 e 26 períodos, períodos de média móvel exponencial. Estes permitem filtrar os movimentos menores no mercado e dar-lhe uma visão clara da tendência.

O mercado está numa tendência alta quando o período de 6 EMA está no topo dos 14 períodos EMA e dos 26 períodos EMA. A tendência baixa ocorre quando as EMA cruzam-se. Agora, os 26 períodos EMA devem estar no topo da EMA de 14 períodos. Em tendências altas, os comerciantes devem concentrar-se principalmente em opções de compra.

Uma opção de compra pode ser acionada quando o preço para baixo remonta à EMA 14 e começa a mover-se para cima. Uma opção de venda pode ser acionada quando o preço refaz para cima, e os períodos EMA 14 começam a mover-se para baixo.

As vantagens desta estratégia é que muitos dos sinais são precisos e não requerem muita análise para fazer um bom negócio. Com a gestão de risco adequada, pode fazer desta a sua principal estratégia. Mas, antes de tomar essa decisão, saiba que existem algumas desvantagens. O preço às vezes pode ir além dos 14 períodos de EMA. Alguns comerciantes podem não saber como reagir a isso.

Além disso, mesmo se os mercados são tendências, ainda existe a possibilidade de dar sinais falsos, mas com a gestão de riscos aplicadas, esses sinais falsos não causam muito dano. Combinar esta estratégia com coisas como Fibonacci, linhas de tendência ou médias móveis podem ajudar a reduzir as chances de perdas.

Em geral, a estratégia do arco-íris é um grande indicador. Ele faz maravilhas nos mercados de tendências e é muito fácil de usar para os comerciantes de todos os níveis. No fim de contas, é apenas uma questão de fazer uma boa gestão de risco. É uma ótima estratégia para iniciantes começarem a usar e obterem vitórias, experiência e bastante dinheiro.

Pesquisar mais textos:

Jerónimo Diogo Magalhães

Título:Estratégia do arco-íris

Autor:Jerónimo Diogo Magalhães(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios