Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Regulação de Poder Paternal

Regulação de Poder Paternal

Categoria: Outros
Comentários: 1
Regulação de Poder Paternal

O divórcio ou a separação é sempre um processo complicado para qualquer uma das partes. Mas no meio de tudo isto, se julga que as partes são duas, engana-se, pois são 3.

Apesar de já muitos casais conseguirem tratar de todo o processo sem grandes discussões e conflitos, a verdade é que os filhos sentem sempre muito estar separação.

Os acordos fazem-se e se conseguem fazer a separação e divisão de móveis, porque há-de aborrecer-se e guerrear por causa dos filhos?

Numa situação em que não se conseguem entender relativamente aos filhos, o melhor é pedir ajuda. Tem aqui duas opções, ou consulta um advogado e dá entrada de um processo em tribunal ou consulta um mediador. Os mediadores são também advogados cujo interesse é fazer com que as partes se entendam e fiquem satisfeitos (naturalmente na medida do possível).

Sem entrar em situações mais complicadas de más mães ou maus pais (dentro do conceito geral), vamos então ver como pode imperar o bom senso na altura de fazer os filhos as crianças mais felizes do mundo.

As crianças gostam do pai e da mãe, mesmo que gostem mais de um do que do outro, os nossos filhos gostam sempre de nós. Assim, separar os filhos de um dos progenitores, é uma atitude criminosa para o crescimento saudável das crianças.

As visitas devem ser sempre permitidas e uma educação em conjunto, mesmo que existam duas casas, é a ideal.

A criança normalmente fica ao cargo da mãe, vivendo na casa desta. No entanto, as visitas do pai devem ser combinadas e cumpridas. Naturalmente que podem existir situações em que um dos progenitores não consegue cumprir, mas imprevistos acontecem e não vamos desde o inicio julga que é falta de vontade.

Fins-de-semana alternados e por exemplo ir buscar os filhos à escola alguns dias por semana, é uma ideia para manter o pai permanentemente presente. Claro que se durante a semana o pai quiser ir jantar com os filhos, bastará combinar com a mãe. Dá-se este exemplo, quando os filhos moram com a mãe, e esta pode ser uma dica para serem dois a acompanhar os pequenos.

Férias, feriados e aniversários podem ser combinados sem discussão, apesar de algumas vezes um pensar que fica a perder, pense que para o ano é a sua vez.

Relativamente a despesas, tudo deve ser dividido. Como as crianças estão em casa da mãe, deverá a haver lugar a uma pensão de alimentos para os filhos. O pai deverá dar à mãe um valor mensal que corresponda à água, luz e alimentação dos filhos. A acrescer a isto serão pagas a meias as despesas escolares, medico-medicamentosas e de vestuário.

Acima de tudo decidam as coisas a dois e sem alaridos em frente às crianças.


Carla Horta

Título: Regulação de Poder Paternal

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

766 

Imagem por: Pink Sherbet Photography

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • sandra

    16-04-2014 às 16:40:11

    boa tarde gostari de saber se me podem ajudar aqui com algumas duvidas ! pois sou mae solteira e tenho dois filhos um de cada pai e nenhum deles vive comigo , pois sempre tive as crianças comigo desde que nasceram ... agora minha irmã me chama para junto dela na frança que preciso de ter ou de tratar para poder ir viver de vez para la ! obrigado pela atenção

    ¬ Responder

Comentários - Regulação de Poder Paternal

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios