Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Hong Kong e sua economia

Hong Kong e sua economia

Categoria: Outros
Visitas: 68
Comentários: 10
Hong Kong e sua economia

A economia de um país como a China é de surpreender muitas pessoas. Mas, quando se observa a cidade de Hong Kong, situado na China, é notavelmente percebida sua autonomia concernente ao governo e a sua circulação de dinheiro. Hong Kong tem muito a ensinar sobre o que é liberalismo econômico diante da sua descentralização do governo. É com todo esse cenário que iremos abordar sobre o funcionamento de uma cidade que a cada dia tem sido uma das maiores potências mundiais e apresenta-se como o principal centro comercial da China – Hong Kong.

Sua História

Uma pequena vila de pescadores - era assim Hong Kong no período do início do século XVIII. Devido às boas condições naturais do porto, a partir de 1821 os mercadores britânicos começaram a usar o local como comércio de operações. Totalmente coberta agora pelo Império Britânico desde 1941, todo esse espaço foi cedido oficialmente para a China um ano depois. Mas, devido a vitória na Primeira Guerra do Ópio (1839 - 1842) e sua segunda também (1856 - 1860), todos os seus territórios passaram a estar sob o poder do Reino Unido por 99 anos (1898 – 1997).

A cidade de Hong Kong era administrada pelo Reino Unido em meados de 1898 a 1997. Após esse ano, retornou para China para ser administrada, porém, com uma diferença: em regime especial. Isso significa que apesar de estar inserida como propriedade da China, ela é totalmente livre e democrática. Isso foi discutido e com um acordo entre os dois países. Na verdade, Hong Kong é como se fosse um país independente, preservando assim a sua democracia. Como eles mesmos reconhecem: “um país, dois sistemas”. Esse regime especial durará até 2047 sob o domínio de Hong Kong com seu próprio sistema econômico, a sua própria moeda e um alto grau de autonomia administrativa. Já a China responderá pela política externa e defesa da região.

Livre Mercado Que O Fez Próspero

Hong Kong deu um salto exorbitante em sua economia. Como resultado disso, ele é um dos melhores lugares para ter bons negócios e aumentar sua própria economia, ou seja, todos ganham.

Que todos aprendam com Hong Kong!


Adriana Santos

Título: Hong Kong e sua economia

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 68

778 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 10 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAngelo

    25-05-2014 às 15:42:39

    Excelente esse modelo de governo quando se está longe dele. Imagine você trabalhando nesse modelo onde o salario minimo é de R$ 8,50 reais, me lembra os professores do interior do norte e nordeste brasileiro. O Brasil também foi próspero na época da escravidão.

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    25-05-2014 às 16:14:58

    Angelo, obrigada pelas observações. No Brasil, por mais que ganhemos um valor alto no salário, o governo põe a mão na metade, ou seja, não adianta ganhar altos salários num país que cobra os maiores impostos do mundo. O modelo de Hong Kong é de livre comércio, autônomo, e muito pelo contrário, eles não são escravos de ninguém, eles ganham seus salários brutalmente, sem imposição de impostos e também todos ganham e não apenas a minoria do povo(os ricos). Leia mais neste outro texto:
    http://www.ruadireita.com/outros/info/porque-hong-kong-e-tao-prospero/

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    16-04-2014 às 18:20:44

    Que texto fantástico! Parabéns!

    A equipa da Rua Direita

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    16-04-2014 às 19:23:45

    Obrigada caros colegas! *** bjos

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJosé

    02-04-2014 às 00:53:09

    Eu vou de viagem...Hello!

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    16-04-2014 às 19:24:34

    Hahahahah, valeu! *** bjos

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãojose

    30-03-2014 às 22:27:04

    fiquem fascinado ...adorei o texto sobre hong kong

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    16-04-2014 às 19:25:31

    Obrigada José! Agradeço a visitinha aqui e volte sempre! *** bjos

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoNoctem

    12-02-2014 às 21:07:24

    "É com todo esse cenário que iremos abordar sobre o funcionamento de uma cidade que a cada dia tem sido uma das maiores potências mundiais e apresenta-se como o principal centro comercial da China – Hong Kong."
    Só essas informações são necessárias para entender o funcionamento de Hong Kong?
    Foi citado uma breve história, mas fora isso não citou sobre o funcionamento econômico do país.

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    16-04-2014 às 19:27:46

    É o livre mercado, livre circulação de dinheiro, livre comércio, com o mínimo ou zero de impostos. A economia deles está à parte do governo, ou seja, ele não se intromete nos negócios do povo. Ótimo seria se todos os países fossem assim!hehehh

    Bjos ***

    ¬ Responder

Comentários - Hong Kong e sua economia

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios