Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > Diferença entre notebook e ultrabook

Diferença entre notebook e ultrabook

Categoria: Internet
Diferença entre notebook e ultrabook

Certo, vamos partir do princípio.

Até pouco tempo atrás, os únicos computadores fabricados eram os chamados Desktop.

Desktop são computadores caracterizados por possuírem uma CPU de processamento (aquela caixa retangular enorme), um monitor separado dessa estrutura, um teclado com fio separado e um mouse.
Ou seja, os dispositivos são organizados e conectados de forma independente, separados.

Com a evolução da tecnologia, os chips e processadores foram diminuindo de tamanho e aumentando sua capacidade de armazenamento e processamento.

Surgiram então os notebooks, que são computadores portáteis, com monitor e teclado unidos em uma só estrutura.

Daí em diante, a tecnologia está evoluindo cada vez mais rápido.
A Intel, que é a fabricante de processadores de maior sucesso no mundo, criou algumas regras específicas para definir o que é um ultrabook, que sempre carrega um processador Intel no seu interior:
• Exige que o processador seja, no mínimo, da 4º Geração da Intel (Chamado Haswell)
• Deve ser compatível com controle de voz
• Espessura de no máximo 23mm

No geral, os ultrabooks se diferenciam dos notebooks por algumas características.


Confira as principais características do Ultrabook:
• Design mais fino em relação aos notebooks
• Alta velocidade de resposta e navegação
• Liga e desliga mais rapidamente
• Sai do modo de hibernação em, no máximo, três segundos
• São parecidos com os tablets
• Necessitam de touchscreen
• 6 horas de duração da bateria em reprodução de vídeos em Full HD
• 9 horas de duração da bateria com o sistema ligado e fora de uso
• 7 dias de duração da bateria em stand by
• Armazenamento em SSD
• Ótimo desempenho

Resumindo, os ultrabooks são equipamentos mais resistentes, portáteis e de melhor desempenho que os notebooks normais.

Consequentemente, são mais caros também.

Contudo, é preciso pesquisar se valem mais a pena comprar um notebook bom um ultrabook ruim.
Tudo vai depender da sua necessidade e disponibilidade financeira.

Existem notebooks que contemplam facilmente suas necessidades.

Então, se você não precisa viajar muito, nem executar programas pesados (como edição de áudio ou vídeo), nem trabalhar com muitos programas abertos simultaneamente, não vale a pena comprar um ultrabook.

Nesse caso, um notebook seria a melhor escolha. Existem modelos de notebooks bons e com preço acessíveis, um pouco de pesquisa resolve esse dilema, principalmente das marcas Dell, Lenovo e ASUS.


Filipe Mixa

Título: Diferença entre notebook e ultrabook

Autor: Filipe Mixa (todos os textos)

Visitas: 0

13 

Comentários - Diferença entre notebook e ultrabook

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios