Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Poker: Desporto ou não?

Poker: Desporto ou não?

Categoria: Desporto
Visitas: 2
Poker: Desporto ou não?

A grande maioria das pessoas quando ouvem falar de Poker imediatamente o associam a “jogos de sorte ou azar”, jogos de Casino ou até nalguns casos jogos ilegais. Não é de estranhar por isso que muitos lhe atribuam uma conotação negativa e não o vejam “com muito bons olhos”.

Nos casos em que se torna um vício e uma fonte de problemas financeiros e familiares para o jogador, obviamente é uma situação desagradável, no entanto, não devemos culpabilizar o Poker mas sim a pessoa porque não soube encarar o jogo da forma mais correcta e saudável, e procurou no Poker uma forma “fácil” e rápida de resolver os seus problemas e/ou realizar os seus sonhos.

Essa situação tem vindo a mudar e o Poker é já encarado por muitos como um verdadeiro Desporto, havendo já inúmeros profissionais da modalidade e um sem número de eventos internacionais onde competem os melhores. Existem inclusive competições, torneios e circuitos mundiais à semelhança do que acontece noutras modalidades desportivas, chegando a haver mesmo torneios de apuramento para essas fases finais.

Tal como noutros desportos para se chegar ao topo e estar entre os melhores são necessárias muitas horas de treino, estudo dos aspectos técnicos e tácticos da modalidade, grande controlo emocional e também uma boa preparação física. Apesar de ser uma modalidade sobretudo mental, por vezes nos Torneios compete-se 12 horas (ou nalguns casos mais) seguidas e se o jogador não tiver uma capacidade física que lhe permita aguentar o esforço, o seu intelecto irá ressentir-se e isso será uma desvantagem competitiva. O cansaço excessivo resultante da má preparação física pode levar o jogador a tomar decisões precipitadas e menos acertadas que poderão levar à sua eliminação prematura do Torneio e a não alcançar os resultados pretendidos.

Como em todos os desportos o factor sorte é uma variável a ter em conta, mas, ao contrário do que muitos possam pensar, não o é em maior proporção do que em qualquer outro desporto. Senão vejamos: em qualquer competição de qualquer modalidade desportiva existem sempre os candidatos a ganhar e normalmente o vencedor final é um dos que à partida era apontado como possível campeão. Ora nos torneios e Circuitos de Poker acontece exactamente o mesmo. Não se pense por isso que basta ter sorte. Para se ser um campeão de Poker os requisitos necessários são os mesmos que para ser um campeão em qualquer outro desporto.

Em suma, quando jogado em competição (Torneios ou Circuitos) o Poker preenche todos os requisitos de qualquer outra modalidade e é um desporto como qualquer outro.



Carlos Vieira

Título: Poker: Desporto ou não?

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 2

734 

Comentários - Poker: Desporto ou não?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Secretária em vidro

Ler próximo texto...

Tema: Mobiliário
Secretária em vidro\"Rua
A maior parte das casas tem um escritório para fazer os trabalhos relativos Á profissão ou outros. È uma divisão extremamente necessária para as pessoas se recolherem a trabalhar. Por isso o escritório deve ser um local com conforto e agradável. O ambiente torna-se extremamente importante para o recolhimento necessário e a concentração que certos trabalhos exigem. Se não se tiver no local de trabalho tem de construir-se em casa.

Em todas as profissões é útil ter uma secretária para colocar um computador portátil. Livros e outros acessórios. É uma peça de mobiliário que não se dispensa de forma nenhuma. Desde sempre que foi indispensável na escola, no escritório, na empresa. A sua funcionalidade é como a do computador que praticamente não se dispensa. Para onde se vá leva-se o computador portátil a servir de complemento.

No que diz respeito à secretária ela exige um bom material e design bonito. E de facto há secretárias muito belas desde o seu modelo ao material e design. Por exemplo uma secretária em vidro fica muito bem num escritório amplo de uma vivenda ou numa empresa particular bem decorada. Pode colocar-se também num pequeno escritório de um apartamento ou numa sala especial e decorada a gosto. Há quem prefira ter uma secretária num espaço pequeno especificamente para trabalho. Deste modo concentra-se mais nele e não pensa no que tem para fazer em casa. Ou seja, dá mais prioridade ao que eventualmente tenha que fazer numa secretária. Para além de ajudar a decorar e embelezar o espaço onde se coloca dá um certo ar de charme e gramou num ambiente. Se este for decorado com objectos bonitos de decoração e uma estante para livros dá um ar mais intelectual ao ambiente. Deste modo mais propício para o recolhimento.

Não é por acaso que muita gente prefere o seu escritório para passar as horas que dispõe no seu quotidiano ou fins – de - semana. É um local propício a pensar mais nos projectos, no trabalho e nos encargos da vida. Deste modo cada divisão da casa tem uma funcionalidade diferente e um ar distinto dos restantes.

Não quer dizer que uma secretária em vidro não fique adaptada noutro local que não seja para o trabalho de estudantes ou outros, ela pode ainda adaptar-se para embelezar ou harmonizar espaços que estejam por preencher numa casa maior ou outro local. Sem dúvida que a secretária em vidro não vai deixar mal nenhum espaço onde se coloque.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Secretária em vidro

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    20-04-2014 às 15:52:38

    Fantástico texto! A Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios