Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Conheça as confidências da cafeína!

Conheça as confidências da cafeína!

Categoria: Alimentação
Visitas: 8
Comentários: 1
Conheça as confidências da cafeína!

A cafeína é, regra geral, associada ao café, mas a verdade é que se encontra numa grande quantidade de alimentos, tais como cacau (que depois dá origem ao chocolate), colas, chás, e também em mediamentos: analgésicos, antigripais, inibidores do apetite. A cafeína integra o grupo das metil-xantinas, substâncias capazes de estimular o sistema nervoso, ocasionando um estado de alerta transitório.

Nem toda a gente reage de igual modo à cafeína. Pessoas com maior sensibilidade necessitam de uma menor quantidade para obter os mesmos efeitos, inclusive os negativos, nos quais se incluem a perda de sono e o aumento da frequência cardíaca (taquicardia). Apesar de o nosso organismo não precisar de cafeína, a ingestão moderada não tem revelado, em casos normais, riscos para a saúde. Existem, todavia, situações de excepção, que requerem especial atenção: grávidas, doentes coronários e indivíduos com diagnóstico de úlcera no estômago devem reduzir ou até abolir o consumo de cafeína. No que se refere às crianças, este consumo deve ser alvo de apertado controlo, e se hiperactivas, evitado.

Há quem recorra a um suposto benefício do café para emagrecer. Efectivamente, ele acicata a lipólise (desintegração das moléculas de gordura), o que levaria ao emagrecimento. Essa acção conduz, todavia, à mobilização dos depósitos adiposos, fazendo aumentar os níveis de gordura em circulação. Sendo assim, elevam-se os índices de colesterol no sangue, aumentando, por conseguinte, os riscos de sofrer um enfarte do miocárdio. Mesmo na caso dos atletas, em que a mobilização dos depósitos de gordura pode apresentar vantagens, no sentido em que a estrutura corporal passaria a usar a gordura como fonte de energia em vez de recorrer ao glicogénio muscular tornando o corpo mais resistente à fadiga, as quantidades têm de ser muito bem calculadas e medidas, por causa das consequências colaterais.

A cafeína revela, igualmente, propriedades diuréticas, o que significa que se não houver reposição suficiente da água que se excreta pode ter início um processo de desidratação, com resultados mais ou menos gravosos. Por outro lado, uma porção exagerada de cafeína faz com que este composto interfira com a absorção de importantes nutrientes, especialmente o ferro. Estudos efectuados revelam que uma chávena de café (100 ml) tem poder para reduzir a absorção do ferro pelo organismo em cerca de 30 por cento. Por esta razão, é recomendável tomar produtos que contenham cafeína em horários desencontrados dos das principais refeições.

Investigações recentes têm ligado a cafeína ao tratamento de algumas doenças, adiantando efeitos positivos, por exemplo, na doença de Parkinson, no Transtorno de Défice de Atenção e na prevenção de cancro do pulmão no seio dos fumadores. Não obstante, consumi-la com frequência pode provocar dependência moderada e a interrupção brusca desse consumo originar dores de cabeça, sonolência, irritabilidade, náuseas e vómitos. Liberte-se!



Maria Bijóias

Título: Conheça as confidências da cafeína!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 8

678 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoArmando

    14-08-2009 às 12:04:37

    Quer faça bem ou faça mal não consigo viver sem cafeina!

    ¬ Responder

Comentários - Conheça as confidências da cafeína!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um caminho para curar o transtorno alimentar

Ler próximo texto...

Tema: Saúde
Um caminho para curar o transtorno alimentar\"Rua
De acordo com um relatório divulgado em novembro de 2014 pelo Comitê Permanente sobre o Status da Mulher, entre 600 mil a um milhão de canadenses cumprem os critérios diagnósticos para um transtorno alimentar em um dado momento. Problemas de saúde mental com ramificações físicas graves, anorexia e bulimia são difíceis de tratar.

Os programas públicos de internação frequentemente não admitem pacientes até que estejam em condição de risco de vida, e muitos respondem mal à abordagem em grupo. As clínicas privadas costumam ter listas de espera épicas e custos altos: um quarto custa de US$ 305 a US$ 360 por dia.


Corinne lutou juntamente com seus pais contra a bulimia e anorexia por mais de cinco anos. Duffy e Terry, pais de Corinne, encontraram uma clínica na Virgínia. Hoje, aos 24 anos, ela é saudável e está cursando mestrado em Colorado. Ela e seus pais acreditam que a abordagem holística, o foco individualizado e a estrutura imersiva de seu tratamento foram fundamentais para sua recuperação.

Eles sabem que tinham acesso a recursos exclusivos. "Tivemos sorte", diz Duffy. "Podíamos pagar por tudo." Mas muitos não podem.
A luta desta família levou-os a refletir sobre o problema nos Estados Unidos. Em 2013, eles fundaram a Water Stone Clinic, um centro privado de transtornos alimentares em Toronto. Eles fazem yoga, terapia de arte e participam na preparação de refeições, construindo habilidades na vida real com uma equipe de apoio empática. Os programas funcionam nos dias da semana das 8h às 14h, e até agora, não tem lista de espera. Porém essa abordagem é onerosa: aproximadamente US$ 650 por dia.

A família criou a Fundação Water Stone - uma instituição de caridade que fornece ajuda a pacientes que não podem pagar o tratamento. Os candidatos são avaliados por dois comitês que tomam uma decisão baseada na necessidade clínica e financeira. David Choo Chong foi o primeiro a se beneficiar da fundação. Ele havia tentado muitos programas, mas nenhum foi bem sucedido. A fundação pagou metade do tratamento. Dois anos depois, Choo Chong, feliz e estável diz "Water Stone me ajudou a encontrar quem eu sou".

Pesquisar mais textos:

Roberta Darc

Título:Um caminho para curar o transtorno alimentar

Autor:Roberta Darc(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios