Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Materiais Construção > Pavimentos de madeira

Pavimentos de madeira

Visitas: 10
Pavimentos de madeira

A madeira é um recurso largamente utilizado na construção civil, às vezes servindo de sustentação e apoio, como caibros e portais; outras vezes sendo elemento de decoração, conferindo ao ambiente elegância e aconchego, como nos pisos de revestimento. Há uma série de produtos disponíveis que precisam ser estudados, antes de se decidir por um deles, pois a escolha deve atender às carências do ambiente e ao estilo do morador.

Pisos laminados ou carpetes de madeira respondem às exigências de acolhimento e sofisticação, sendo formados pela combinação de madeira nobre prensada e resinas específicas. A finalização passa por tratamento de combate aos cupins, garantindo a durabilidade, enquanto o verniz, aplicado em camadas, ressaltará a beleza. Pisos mais resistentes contarão com maior número de lâminas. Embora sejam de fácil instalação e manutenção, só confie este trabalho a profissionais qualificados e especializados nas técnicas de assentamento de pisos. Este cuidado permitirá um acabamento impecável e seu piso atravessará os anos.

Problemas de umidade e infiltração devem ser corrigidos, pois o mínimo contato com a água causa danos a todo revestimento de madeira. Cuide de impermeabilizar portas externas, de cozinhas e de banheiros, e o contrapiso que será revestido e que, além disso, deve apresentar um perfeito nivelamento. Evite revestir pavimentos localizados no térreo, onde sempre há presença de umidade.

O tabuão ou assoalho é o revestimento em madeira mais caro e o de maior vida útil. Sua inquestionável beleza confere ao ambiente um ar de superioridade, pois em seu processo de fabricação estão madeiras nobres, como o Angelim e o Ipê, dos quais são preservados os contrastes naturais de tonalidades. Sua aplicação, considerada difícil, segue normas específicas de encaixe, fixação e distancia entre as peças. Caso seja o revestimento escolhido para pavimentos térreos, não descuide da impermeabilização do contrapiso.

Os Tacos e Paquetes, a exemplo dos assoalhos, preservam as características da madeira que lhe deu origem. Formados por pequenas peças, são facilmente manipulados, ensejando criativas combinações. Banir infiltrações e umidade é recomendação para instalação de qualquer piso de madeira. No caso dos tacos e paquetes, o contato com a água os fará dilatar e empenar. Regras de espaçamento precisam ser respeitadas sempre, pois a madeira expande naturalmente após a colocação de qualquer revestimento.

Seja qual for o seu estilo, os pisos de madeira serão um aliado para dar aos ambientes um ar de renovação e aquela agradável sensação de conforto.



Hediene

Título: Pavimentos de madeira

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 10

761 

Imagem por: Mr.Thomas

Comentários - Pavimentos de madeira

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Imagem por: Mr.Thomas

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios