Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Máquinas > Opte por um termoacumulador

Opte por um termoacumulador

Categoria: Máquinas
Visitas: 124
Opte por um termoacumulador

Ter água quente durante todo o dia é necessário para as necessidades básicas das famílias. No entanto coloca-se por vezes a dúvida de saber qual a melhor opção para aquecer a água, se o esquentador, a caldeira ou o termoacumulador? A mesma duvida se coloca em relação a consumo de gás ou electricidade. Saber qual é que gasta menos ou o mais adequado para o tipo de habitação nem sempre é fácil. No entanto convêm escolher de acordo a necessidade, espaço e número de pessoas.

As dúvidas são mais fáceis de esclarecer se tiver em conta se o espaço a abastecer se trata de um hospital, escola, vivenda onde é necessário abastecer vários pontos de tiragem de água ou num apartamento que dispensa um aparelho com maior capacidade. O espaço disponível também é importante para colocar um aparelho maior.

Apesar de muita gente preferir os esquentadores que ocupam menos espaço há quem opte por ter um termoacumulador que tem algumas vantagens.

As mais funcionais relativamente a estes aparelhos a gás são: A fácil instalação, não precisa de ficha eléctrica nem pilhas, tem uma protecção anticorrosão, é fabricado em chapa de aço esmaltado e com revestimento a espuma.

Existe em vários modelos e capacidade entre os 115 graus centígrados a 280 . São preparados para gás butano.

A água pode ser regulada entre 35 graus centígrados a setenta e cinco.

A temperatura da água em reserva é controlada por uma sonda termoestática, que permite ter água sempre que se necessita, de forma rápida e com uma pressão constante em vários pontos de tiragem, por exemplo na cozinha e na casa de banho.

São fáceis de acender bastando ligar a chama piloto +para ter o depósito a funcionar.

Estes são mais indicados para quem necessita de consumir água quente durante todo o dia e de uma forma muito regular. Os eléctricos são mais aconselhados para usar só de vez em quando como por exemplo em apartamentos de férias.

As vantagens são as mesmas dos aparelhos a gás, necessitando estes de ficha eléctrica e também têm para a mesma quantidade de capacidade.

Para prédios onde existe gás natural o ideal é instalar uma caldeira ou esquentador. A funcionalidade é idêntica embora o esquentador sirva mais para apartamentos que não precisam de utilizar vários pontos de tiragem da água.

Para grandes espaços e muita gente o ideal é o termoacumulador ou a caldeira a gás.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Opte por um termoacumulador

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 124

803 

Imagem por: stefano meneghetti

Comentários - Opte por um termoacumulador

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: stefano meneghetti

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios