Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Imóveis Venda > Venda o seu imóvel com sucesso

Venda o seu imóvel com sucesso

Categoria: Imóveis Venda
Visitas: 2
Comentários: 2
Venda o seu imóvel com sucesso

Em tempos de crise, em que a maioria das pessoas perdeu ou vai perder poder de compra, o comércio de imóveis está a ressentir-se sobremaneira. Se a capacidade aquisitiva decresce, naturalmente que se pensa mais em fazer face a despesas correntes do que em apelar à Banca para contrair empréstimos. Para além das prestações a despender mensalmente, acaba por se subscrever uma sujeição incondicional a taxas de juro muito variáveis e, para quem não anda a par das notícias da alta finança, imprevisíveis. Não obstante, aqueles que não se ressentiram por aí além ou, ao invés, até beneficiaram com o clima de instabilidade, esta altura afigura-se como propícia para a aquisição de imóveis, pela possibilidade de colher proveitos decorrentes da adaptação da oferta às reais circunstâncias do mercado.

Se a dinâmica já não correspondia na íntegra às expectativas, agora piorou muito bem. Operar pequenos arranjos ou modificações passíveis de valorizar os imóveis e de os tornar mais atraentes (através, por exemplo, de uma inspecção pré-venda) representa uma dica importante e é susceptível de marcar a diferença. Para o cálculo de uma avaliação razoável do preço, podem consultar-se os classificados dos jornais ou recorrer-se a uma imobiliária. Estas agências, que têm a responsabilidade de anunciar a propriedade à venda, organizar visitas de potenciais interessados e zelar pela regularização de toda a documentação compreendida no processo, costumam cobrar entre seis a oito por cento do valor da transacção.

Se, por outro lado, se pretender vender por conta própria, é necessário comprovar a propriedade, bem como apresentar toda a papelada inerente ao edifício, incluindo a atestação de não existir nenhuma penhora ou hipoteca, que constituiriam restrições ao negócio. A certidão de ónus reais será a única despesa do proprietário com certificados.

Neste caso, deve anunciar-se por meio de placas (embora determinados condomínios não o permitam), jornais de grande tiragem e sítios na Internet.

Convém é que haja alguém com disponibilidade para atender o telefone que se dá como contacto. Mandar os compradores para a caixa de correio de voz ou constrangê-los com adiamentos sucessivos no que se refere ao atendimento não é boa ideia e vai contra todas as leis do marketing, que definem o cliente como prioridade absoluta, numa perspectiva (ridícula q.b., porque tudo o que é demais tem demasia…) de quase endeusamento. Ao contrário do que se apregoa, ele não tem sempre razão e talvez agradeça que lhe façam notar isso. «Nem tanto ao mar, nem tanto à terra»: há um bem que uma das partes quer alienar e a outra manifesta desejo de obter, e há procedimentos obrigatórios a cumprir e condições negociáveis. Sendo assim, e tratando-se de adultos, o que se procura é um consenso que favoreça os envolvidos.

Maria Bijóias

Título: Venda o seu imóvel com sucesso

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

626 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    05-05-2014 às 23:40:54

    As dicas foram excelentes em como vende o imóvel com sucesso, obrigada!

    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • antonio augusto bertramiantonio augusto bertrami

    12-10-2010 às 14:23:18

    quero compra para novela walcyr carrasco aprazo de 100 reis

    ¬ Responder

Comentários - Venda o seu imóvel com sucesso

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Arrendamento Jovem: Porta 65

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Arrendamento
Arrendamento Jovem: Porta 65\"Rua
Ouvia-se há uns tempos atrás – Quem casa, quer casa! Tão correcta e tão certa, esta frase mantém-se para tudo e para todos. Mas, como dizia outro alguém, os tempos e as vontades também mudaram, e hoje em dia não é só quem casa que quer casa.

Cada vez mais somos independentes e cada vez mais cedo. Sair de casa e ser independente, gerir a sua vida financeira e emocional está nos planos de muitos jovens. Sós ou acompanhados, partem então para a aventura de viver sozinhos, mesmo que seja na mesma rua onde moram os pais – sempre se janta ao cimo da rua, certo?

Com as oscilações das taxas de juro nos últimos anos, o mercado da casa própria por empréstimo bancário caiu, dando lugar ao mercado do arrendamento de imóveis. Alugam-se mais casas e aquelas que estavam desocupadas há muitos anos, ganharam vida com novos inquilinos e roupa estendida nos estendais.

Entre arrendamentos e jovens, a distância não é muita, mas entre jovens e grande poder de compra a distância é abismal. Mas então como podem os nossos jovens arrendar casa se ganham pouco e saem tarde? A resposta pode vir mesmo de cima e não é do céu.

Há uns anos o Governo Português resolveu criar um sistema que ajuda a apoia ao arrendamento jovem de forma a incentivar á independência, ao arrendamento e ao incentivo aos jovens. Chama-se a Porta 65.

Um dos objectivos é trazer vida a muitas zonas necessitadas de gente jovem e em progresso.

Após a candidatura, o Governo oferece aos jovens habilitados, uma percentagem da renda da casa o que lhes permite um desafogo muito grande.

Mas nem toda a gente se pode candidatar. Para ter direito a este subsídio, não pode candidatar-se a mais nenhum relativamente a arrendamento. Não pode ser proprietário de outro imóvel, nem ter mais nenhum contrato de arrendamento. Tem de ter mais de 18 anos e pode usufruir até aos 30. Acima de tudo é obrigado a ter um contrato de arrendamento legal, com imposto de selo da Repartição de Finanças pago e o imóvel não pode ser de nenhum familiar directo.

Estes são apenas alguns requisitos (existem mais uns quantos) exigidos aquando a candidatura. Os documentos podem ser apresentados via internet e depois é esperar pela resposta.

Apesar deste apoio ser importante e fundamental para muitos jovens, a verdade é que é muitas vezes complicado. Arrende sem contar com isto, mas nunca deixe de se candidatar.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:Arrendamento Jovem: Porta 65

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    05-05-2014 às 21:37:31

    Que bom saber desa forma de incentivo aos jovens em morar sós. Essa porta 65 parece ser bem interessante, a Rua Direita agradece pelas informações. Acredita-se que muita gente não sabe.

    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios