Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Já experimentou jogar Squash?!

Já experimentou jogar Squash?!

Categoria: Desporto
Comentários: 1
Já experimentou jogar Squash?!

O squash tem a sua origem em França. Lá pelo ano 1500, os miúdos entretinham-se a atirar bolas contra as paredes de ruas acanhadas, o que serviu de inspiração à criação desta modalidade desportiva. Nos primórdios, os monges franceses serviam-se de luvas de rede, em vez das actuais raquetes. Importado para Inglaterra, introduziram-lhe raquetes de ténis que eram, naquela época, bastante idênticas às correntes raquetes de squash, apresentando cabos longos e cabeças diminutas. O squash é apropriado para quem aprecia jogos de raquete rápidos e não padece de claustrofobia, dado que o campo é exíguo e enclaustrado por todos os lados.

O court de squash é um rectângulo com 975 centímetros de comprimento e 640 de largura; a parede frontal mede 457 centímetros de altura e a da retaguarda 213 centímetros (altura da linha). A linha do meio campo encontra-se situada a 426 centímetros da retaguarda. A altura da linha de serviço é 184 centímetros e a caixa de serviço tem 160x160. A altura do tin (uma chapa que simula a rede no ténis) é de 48 centímetros.

As raquetas são feitas de materiais sintéticos e têm um comprimento máximo de 68,8 centímetros por 21,5 de largura, com área máxima de batimento de 500 centímetros quadrados.

As bolas (com diâmetro entre 39,5 e 40,5 milímetros e peso entre 23 e 25 gramas) apresentam cores para diferenciar a sua ligeireza. Por ordem decrescente: azul, vermelha, branca, amarela e dupla pinta amarela (as vulgarmente utilizadas em competição).

O sistema de pontuação mais usual é o PAR11. Sempre que ganha uma jogada, o atleta soma um ponto e, a partir dos 11 (inclusive), a partida só termina quando um deles tiver vantagem de dois pontos. Quem começa a servir (seleccionado aleatoriamente) escolhe um lado e, enquanto for vencendo, vai alternando de caixa de serviço. Quando o jogador que recebe o serviço ganhar uma jogada, passa ele a servir.

Nas competições é necessário usar camisolas que contrastem com a cor das bolas e sapatilhas que não marquem o chão. Em diversos torneios, é obrigatório utilizar óculos de protecção, em virtude da velocidade que a bola atinge: cerca de 200 quilómetros/hora. No Canary Wharf Squash Classic, em 2004, assinalaram-se embates de 270 quilómetros/hora, efectuados por John White. Não deve ser nada simpático levar com uma bola assim enfurecida! Portanto, vista-se e proteja-se a rigor e venha experimentar a jogar uma partida deste “ténis de trazer por casa”…



Maria Bijóias

Título: Já experimentou jogar Squash?!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

708 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    02-07-2014 às 01:11:35

    Nunca experimentei jogar squash e nem sei se há em meu país(Brasil). Gosto muito de desportos, aprecio todas as modalidades, em especial, a ginástica rítmica!

    ¬ Responder

Comentários - Já experimentou jogar Squash?!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios