Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Barcos > O que deve saber quando comprar um barco

O que deve saber quando comprar um barco

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Barcos
Visitas: 58
Comentários: 3
O que deve saber quando comprar um barco

É certo que todos nós temos um certo fascinio pela mar. Ver o por do sol numa embarcação, quer com os amigos, quer com a cara metade. O romantismo ou a folia podem ser partilhados dentro de um barco, e se não enjoar, vai com toda a certeza usufruir de muitos bons momentos.

No entanto, na hora de decidir qual o barco que deve comprar, existe sempre alguma hesitação. Primeiro que tudo pensar qual é o destino que queremos dar ao barco, ou no minimo, os destinos que queremos percorrer.

Se a ideia é dar pequenos passeios com a pequena familia, a opção passará por um barco mais pequeno, mas se pelo contrario, a intenção passa pelo desafio de disfrutar de viagens mais longas com os amigos, numa disposição de aventura, terá a abrir os cordões á bolsa, e adquirir um barco maior e mais robusto.

Para que não compre um barco que tenha passado pelo Cabo das Tormentas, ajudamo-lo a decidir a melhor opção para si, exclarecendo-o sobre o que deve ter em conta na altura de comprar um barco. Se optar por um barco novo, encontrará lugares especializados, onde será encaminhado da melhor forma, e tal como num carro, um barco novo tem garantia do fabricante, pelo que a segurança de que está a fazer uma boa compra é muito maior.

Se a sua carteira só lhe permite comprar um barco usado, tenha em conta vários aspeto.

Antes de mais, e se não percebe muito de barcos, veja as diferença entre eles.

Uma lancha é uma embarcação rápida, para quem procura adrenalina. Mede pouco mais que 6 metros, e o espaço não é para a familia confraternizar. A ideia de adquirir um barco é para se divertir com velocidades. No entanto um iate (tipo veleiros ou lanchas enormes), com uma dimensão acima dos 20 metros, servirá para a familia e amigos numa harmonia mais descontraida. O veleiro a vela, tem a caracteristica de ter o mastro ao centro do barco. Somente os veleios regateiros são adquiridos para velocidade, pelo que se adquirir outro tipo de veleiro, está a adquirir um barco lento. As traineiras, são normalmente de madeira e usadas para a pesca.

Obviamente que existem outros barcos, mas numeram-se estes visto seem os mais conhecidos.

Em qualquer os barcos que opte, tenha em conta não só o estado, mas outros fatores.
Se optar por comprar uma lancha (o tal barco da velocidade), verifique o estado do casco. Tenha especial atenção se o casco foi pintado ou remendado. tamb´+em nos barcos de madeira deverá verificar o casco e procure remendos. Os barcos remendados tem um valor comercial mais baixo no mercado.

Independentemente do barco que esteja a espreitar, verifique o porão através de todas as tampas. Espreite as longarinas, travessas e quilha, e se nada está solto do casco. Também no porão deverá verificar as diferenças de cor, pois assim poderá detetar se o mesmo foi remendado e pintado de novo.

Conselho super importante é nunca comprar um barco com casco em espuma de pvc. Na eventualidade de ter um acidente e se o casco rachar, a água infiltra-se e o barco nunca mais volta a ser o mesmo.

Procure em qualquer lugar do barco, rachas ou locais que tenham sido sujeitos a remendos. Obviamente que um barco usado, apresenta-se de forma diferente de um barco novo, e não há “navio” que com o passar do tempo não apresente rachas, mas se forem apresentadas em grande número, demonstra falta de cuidado do antigo dono, e isso poderá não ser bom sinal.
Verifique ainda todas as ferragens e a borracha que envolve o barco. Estes não devem apresentar rachas e devem estar devidamente fixados.

Quanto á parte electrica e de motor do barco, é também necessária atenção redobrada. Procure pontos de ferrugem. É bastante comum, visto o barco estar dentro de água, mas também aqui poderá verificar o tratamento e a estima a que o barco tem sido sujeito até agora.
Para a parte electrica, tenha em consideração que poderá ser reparada ou substituida, mas atenção ao motor. Poderá ser a alma do negócio. Peça a um mecanico que o acompanhe. Nada melhor que um especialista para o ajudar.

Se comprar um barco num stand, o trabalho estará facilitado. Muitos stands, tal como acontece com os carros, oferecem uma pequena garantia, e como a oferta é maior, o problema poderá passar a ser por onde escolher.

Faça a melhor compra e divirta-se nos seu passeios por mar alto.



Carla Horta

Título: O que deve saber quando comprar um barco

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 58

765 

Imagem por: gumuz

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • SophiaSophia

    23-04-2014 às 16:18:04

    Antes de comprar um barco, a Rua Direita recomenda que utilize rigorosamente de toda a burocracia que, às vezes, se acha chato, mas que vai te livrar de grandes prejuízos como a documentação legal, os recibos, os dados do vendedor, enfim, todas essas coisas que são importantíssimos!

    ¬ Responder
  • adaada

    15-10-2010 às 00:43:58

    como se compra um barco

    ¬ Responder
  • JuniorJunior

    09-04-2010 às 16:32:06

    Queira desculpar-me, mas a espuma de PVC não absorve água. Você deve tê-la confundido com espuma de poliuretano (PU), que nem mesmo pode ser utilizada como núcleo estrutural em um casco. Cascos antigos utilizavam espuma de poliuretano (PU) para aumentar a flutuabilidade. A espuma de PVC é um dos materiais mais nobres que se pode utilizar em diversas construções mecânicas em compósitos, sejam elas nas áreas: naval, eolica, aeronáutica, ferroviária, automobilística, etc..
    Procure por divinycell na internet, que com certeza abrirá um leque de opções.

    ¬ Responder

Comentários - O que deve saber quando comprar um barco

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Imagem por: gumuz

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios