Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > O tempo das catedrais

O tempo das catedrais

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Arte
Visitas: 24
Comentários: 2
O tempo das catedrais

Quando o clima de medo e insegurança foi ultrapassado e as cidades renaceram, a arte ganhou novas formas, desenvolvendo-se o estilo, marcadamente urbano, chamado Gótico.
Com efeito, a arte gótica surgiu em França, na região de Paris, entre ods séculos XII e XIII.

Os reis, nobres e burgueses empenharam-se muito na construção de catedrais, havendo grandes rivalidades entre as cidades, em virtude de cada uma querer construír a sua catedral, e mais alta, para estar mais perto do céu.

Destacam-se como principais características da arquitetura gótica, a impressão de verticalidade das construções, que atingem grandes alturas, a utilização de arcos quebrados nos portais, o uso da abóbada de ogiva e de cruzamento que distribuui o peso por colunas, arcobotantes e contrafortes, grandes janelões e rosáceas, com vitrais que permitem iluminar melhor o interior, a utilização de colunas mais finas, tornando os interiores mais amplos.




O estilo gótico produziu grandiosas catedrais, mas também edifícios civis tais como belíssimos castelos por toda a Europa.
A escultura gótica e românica, tinha uma função educativa, sendo aplicada na decoração dos seus edifícios e túmulos.rMas, contudo, tornou-se mais realista, pois representava motivos vegetais e figuras religiosas.

Na pintura, desenvolveram-se manuscritos e vitrais, que eram como livros de histórias abertos nas janelas das igrejas, palácios e catedrais.

Este é um período auge também para a ourivesaria, que conheceu um grande apogeu.
Sem dúvida, que toda esta arte é de um grande requinte e beleza, aliada aos tons dourados, ogivas, ouro e fachadas grandiosas.

Esta arte apareceu primeiro na França mas estendeu-se por toda a Europa, deixando marcas de grande beleza.

Por exemplo em Portugal, as construções caracteristicas foram: a Sé de èvora, A igreja do Mosteiro de alcobaça, o Mosteiro da Batalha, a igreja da Graça, em Santarém, a igreja de S.Francisco, no Porto, e a Sé da Guarda.

O mosteiro de Santa Maria da Vitória, mais conhecido por Mosteiro da Batalha, é considerado uma obra prima do gótico, sendo um monumento notável na Europa do seu tempo.

Há ainda em Portugal, bons exemplos de esculturas, sobretudo os túmulos de D.Pedro e D.Inês, no osteiro de Alcobaça.

Há ainda construções civis e militares representados nalguns castelos e palácios recontruídos neste tempo.


Teresa Maria Batista Gil

Título: O tempo das catedrais

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 24

768 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    17-06-2014 às 03:17:05

    Não se constrói mais catedrais, infelizmente. Os tempos mudaram, as preferências são outras. Mas, mesmo que tenha se passado várias gerações, ainda me encanto com as lindas catedrais que há no mundo. Que beleza de texto, parabéns!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    18-09-2012 às 10:00:01

    As Igrejas e Catedrais são símbolos religiosos que denotam a grande religiosidade, grandeza e sumptuosidade de uma época.Desde a Idade média que vêm sendo construídas e obedecendo a uma arte cada vez mais rica e grandiosa.Todas as cidades têm a suas igrejas e catedrais e são alvo de muitos visitantes.

    ¬ Responder

Comentários - O tempo das catedrais

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios