Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Ter Ou Não Ter Um Bulldog?

Ter Ou Não Ter Um Bulldog?

Categoria: Animais Estimação
Ter Ou Não Ter Um Bulldog?

Vamos falar um pouco sobre os prós e contras dessa raça maravilhosa.
Primeiramente para tomar a atitude de comprar/adotar um cachorro seja qual for a raça, você deve estar preparado e ciente de que este é um ser que gera gastos no orçamento doméstico devido à alimentação, vacinas, e brinquedos para desentediar.

Acima de tudo você deve estar ciente também de que este como QUALQUER outro animal possui sentimentos (sim, para o espanto de muitos já foi comprovado cientificamente que até baratas possuem sentimentos).
O Bulldog é um cão inteligente e muito doce com a sua família. Gosta de companhia, é afetuoso e brincalhão. Dá a impressão de força, determinação e atividade. É considerado um cachorro alerta, leal, valente, corajoso, de aparência feroz, mas dotado de índole afetuosa.

São animais de porte médio. Como já foi citado, é um cão dócil e jamais irá demonstrar agressividade senão quando em situação de estresse absoluto.

Tipos de Bulldog:
Existem basicamente quatro tipos de Bulldog, iremos citá-los sem adentrar muito aos detalhes particulares de cada um deles. Temos nesta lista o Bulldog inglês, o americano, o campeiro, e o francês (no google facilmente encontrará ricos detalhes sobre cada um destes).

Para finalizar este texto e para que você possa ter ainda mais características a serem colocadas na balança na sua decisão de ter ou não um Bulldog, devemos lembrar que eles roncam (e muito), os de menores porte geralmente roncam até enquanto andam, já os maiores geralmente roncam muito enquanto dormem.

Além de roncar eles babam e acabam encostando a boca babada em nossas pernas ao pedir carinho. É um animal que fica depressivo quando não recebe atenção e isso faz com que a maioria das pessoas os crie dentro de casa, o que não é tarefa fácil já que eles são muito lindos em filmes americanos, porém na realidade exige muita higiene e cuidados.

Os preços são variados (geralmente um pouco salgados) e podem chegar à faixa de 4 ou 5 mil reais.

Eu possuo um Bulldog Campeiro e particularmente eu amo ele como um membro da família, ele é muito inteligente, de fácil adestramento, não compreende nada que é dito aos gritos, mas tudo o que é dito com calma ele corresponde da mesma forma que uma criança. E a propósito, ele ronca MUITO!


Andretti2014

Título: Ter Ou Não Ter Um Bulldog?

Autor: Andretti2014 Andretti2014 (todos os textos)

Visitas: 0

439 

Comentários - Ter Ou Não Ter Um Bulldog?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios