Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Acabar Com O Chulé

Acabar Com O Chulé

Categoria: Saúde
Visitas: 2
Acabar Com O Chulé

Vamos descrever como se faz um remédio para acabar com o chulé, tirar o fedor dos pés, eliminar o mau cheiro dos pés, acabar com a micose que provoca o fedor, mau cheiro, chulé, nos pés, usando REMÉDIOS CASEIROS.

As recomendações básicas são as mesmas que se fazem para as micoses: não usar calçado apertado; não usar calçado de borracha (usar pele e couro, pano, ou “naturais”); não usar meias com fibras sintéticas, usar algodão, evitar as condições que provocam transpiração; pôr os pés ao léu (usar calçado aberto ou andar descalço) sempre que possível… Mas isso não chega! Até porque, quem tem o problema do chulé, muitas vezes se inibe de andar com os pés ao léu, precisamente por causa do mau cheiro.

Para acabar com o chulé em pouco tempo deve preparar, no mínimo, uma tintura de ALECRIM e uma tintura de ALFAZEMA (lavanda). Pode ainda preparar e usar: tintura de pinheiro, de cipreste…
A forma que usamos para preparar as tinturas aplica-se a todas elas: colocar uma boa porção da planta respectiva: ALECRIM, ALFAZEMA, PINHEIRO, CIPRESTE, o que for, num frasco de vidro, de boca larga e cobrir com álcool até um ou dois centímetros acima da planta. Deixar repousar cerca de 12 horas antes da primeira aplicação e depois guardar assim mesmo sem separar as plantas, porque a tintura só é "tintura", ao fim de vinte dias. As tinturas duram anos (se não se gastarem antes, é claro!).

A estratégia para acabar com o chulé é:
- colocar num cálice (vidrinho), numa chaveninha (xícara pequena), ou num pratinho, umas quantas gotas de tintura de ALECRIM e/ou de ALFAZEMA (lavanda), juntar (ou não) as duas tinturas e algumas das outras nas proporções que produzam o aroma que lhe é mais agradável.
As tinturas de Lavanda ou de Alecrim são básicas para o tratamento e devem ser usadas sempre, separadas, ou em conjunto, ou misturadas com as outras, conforme cada um preferir.
Se quiser acelerar o cura da micose pode juntar também uma ou duas gotas de tintura de cravinho.

- Juntar, à quantidade de tintura que se vai usar (deve ser o suficiente para aplicar na totalidade dos pés) um pouco de água (menos de metade da quantidade de tintura), mexer com o dedo e aplicar.
Se se preferir um efeito bem hidratante, então deve-se juntar, além da água, igual quantidade de óleo de girassol ou de soja. ou azeite mesmo, e um pouco de óleo para o corpo, ou óleo de bebé. Também pode juntar a um creme ou leite corporal. Mexe-se e fica cremoso, muito agradável.
Este preparado, com as tinturas, um pouquinho de água e os óleos, é excelente para usar como creme hidratante, para todo o corpo, depois do banho e o melhor tratamento que há para a pele e para as rugas.
Também é óptimo para acabar com a comichão, impinges, coceira, etc. aplicando a tintura (ou mistura de tinturas) pura.

Outros cuidados a ter:
- Lavar os pés sempre que se muda de calçado (ou, pelo menos, duas vezes ao dia), juntando umas gotinhas de água oxigenada à água onde se lavam os pés. Depois da lavagem seca-se e aplica-se o preparado da alínea anterior, nos pés, massajando bem. Não secar depois, deixar assim mesmo que seca rapidinho.

- O calçado deve ser lavado todos os dias, se isso for possível, ou então limpo por dentro, passando com um algodão (ou paninho) molhado em água oxigenada, primeiro, e depois com a mesma mistura das tinturas, mas sem água, azeite ou óleo.

Também pode usar só a água oxigenada, mas o efeito não é tão espetacular nem tão agradável. Na verdade até prejudica a hidratação dos pés…
Fazendo, com persistência, este tratamento que aqui se descreve, consegue acabar com o chulé em poucos dias. Depois é só fazer a manutenção: usar o tratamento 3 ou 4 vezes por semana, no mínimo.
Experimente que vai adorar. A sensação é óptima e a autoestima sobe muito…


Miguel Pereira

Título: Acabar Com O Chulé

Autor: Miguel Pereira (todos os textos)

Visitas: 2

507 

Comentários - Acabar Com O Chulé

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios