Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Como enfrentar um estado alcoólico difícil?!

Como enfrentar um estado alcoólico difícil?!

Categoria: Saúde
Como enfrentar um estado alcoólico difícil?!

Lá está, quem não gosta de beber um copito de vez em quando, em dias especiais e não quer abusar, para não fazer figuras tristes?!

Quando está numa festa, como é óbvio muitas pessoas optam por consumir álcool, e outras não. No entanto, gostaria de comemorar com uns amigos e não quer ser o único a beber um refrigerante.

Para algumas pessoas, conforme o organismo, devem durante o tempo que estão a beber, consumir constantemente a mesma bebida, para mais tarde não poder vir a ter alguns problemas, como é o caso quando se consome diversas bebidas de teores de álcool diferentes, chamado também como, “fazer misturas”.

Os sintomas duma bebedeira começam pela pessoa ficar no estado de euforia, muito á vontade, como se manda-se em tudo. No entanto, para algumas pessoas o estado que vem a seguir, podem-se tornar violentas, caso exista algum rastilho para que a bomba rebente, como uma observação reparada que não devia ter sido pronunciada, ou algum gesto, ou seja, qualquer razão é tema de discussão. Para outras pessoas, poderão reagir em pensar que todas aquelas que a rodeiam são bonitas, muito amigos, simpáticos e que só querem o seu bem.

Com o consumo de bebidas, é hábito frequentar a casa de banho frequentemente, uma vez que só consome líquidos, que leva também a “despejar” algum álcool que está no organismo.
A festa em que está com os seus amigos, está prestes a terminar, logo deve deixar de consumir pouco antes de terminar, para que o álcool que está naquele preciso momento no sangue, reduza. Caso não suspenda a bebida antes de a festa acabar e continue a consumir, o álcool sobe á cabeça, começando a sentir-se com calores-frios, alguma agonia e mau estar, que o leva a lavar a cara e sentar-se um pouco, ora aqui está mais um erro que não deve cometer, que é o facto de parar e se sentar. E porquê?! Logo de seguida sente o dito “avião” ou a cabeça á roda, levando a bolsar-se, e se sentindo melhor mais tarde ou com vontade de dormir.

Num caso normal de má disposição, sem álcool nem outras substâncias á mistura as pessoas refrescam-se e descansam, sem quaisquer problemas de segundos sintomas.


Sandra Mendes

Título: Como enfrentar um estado alcoólico difícil?!

Autor: Sandra Mendes (todos os textos)

Visitas: 0

631 

Comentários - Como enfrentar um estado alcoólico difícil?!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios