Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O que leva os relacionamentos ao fracasso?

O que leva os relacionamentos ao fracasso?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 6
O que leva os relacionamentos ao fracasso?

Quando pensamos em relacionamentos amorosos nos tempos atuais, nos deparamos com uma realidade preocupante. No último levantamento divulgado pelo IBGE, os números de divórcios cresceram 36,8% de 2009 para 2010. Na contrapartida, há anos a revista Veja divulgou uma pesquisa que apresentava 90% dos jovens considerando um casamento feliz mais importante do que construir carreira e ter filhos. Então, se o objetivo do relacionamento é ficar junto da pessoa amada e serem felizes, o que acontece na trajetória dos relacionamentos que os leva ao fracasso?

Uma das respostas está na dificuldade de se estabelecer o diálogo com o companheiro. Não cito aqui as coisas cotidianas, mas sobre o que realmente impacta em um relacionamento. O simples fato de não falar sobre o que os incomodam ou da ausência de atitudes ou posturas que consideram importantes, pode levar a desgastes desnecessários.

Este tipo de situação pode ser ilustrado pela seguinte história: “Um casal tomava café no dia de suas bodas de ouro. A mulher passou a manteiga na casca do pão e o entregou para o marido, ficando com o miolo. Ela pensou ‘Sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amo demais meu marido e, por cinqüenta anos, sempre lhe dei o miolo. Mas, hoje quis satisfazer meu desejo, acho justo que eu coma o miolo pelo menos uma vez na vida’. Para sua imediata surpresa, o rosto do marido abriu-se num sorriso sem fim e ele lhe disse: Muito obrigado por este presente, meu amor. Durante cinqüenta anos, sempre desejei comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, jamais ousei pedir”.

Quantas “pequenas” coisas deixamos de dizer, ou melhor, deixamos de dividir com a pessoa amada. Devemos pensar no diálogo como o ato de dividir nossos desejos, aspirações, medos, dificuldades, gostos e até os detalhes mais simples como dizer que gosta de comer o miolo do pão.

Para isso devemos abandonar os velhos hábitos e crenças que nos bloqueiam, dificultando o exercício do diálogo, como por exemplo: “Se eu disser que não gosto disso, ele não vai me amar”; “Se eu disse que não gosto, ele vai ficar de cara feia a noite toda”.

Como podemos ter uma relação plena e feliz, se não estamos sendo nós mesmos, se estamos abrindo mão das coisas que são importantes em nossas vidas. É importante salientar que um dos maiores segredos para o sucesso do relacionamento, é saber ceder, fazer concessões para que ambos possam ter suas necessidades atendidas. E, para que isso ocorra de maneira saudável, trazendo bons frutos, é imprescindível que exista o diálogo.

Outro aspecto fundamental, onde a grande maioria dos casais se perde é na forma de falar. Dizer “Não aguento seus atrasos, dá próxima vez se for atrasar é melhor nem vir” faz com que verbalizemos sobre algo que nos incomoda, porém, dificilmente conseguiremos estabelecer um diálogo amigável e tampouco solucionar a situação.

Ao verbalizarmos sobre as situações que nos incomodam, devemos sempre ter em mente o cuidado ao falar. Primeiro para não magoarmos e segundo para alcançarmos o nosso objetivo de encontrar uma solução para o ponto em questão, que seja satisfatória a ambos e assim, modificarmos a frase para algo parecido com: “Amor, gostaria de dividir algo com você. Sempre que você se atrasa, eu fico aqui na porta sozinha esperando, e você sabe o quanto é perigoso. O que você acha que podemos fazer para melhorar isso?”.

A partir deste ponto estará aberto o diálogo, onde ele explica os motivos para chegar atrasado e juntos procuram uma solução que melhor atenda as necessidades do momento.

Para se chegar ao diálogo de sucesso listo 5 dicas:

1. O diálogo é a melhor ferramenta para aliviar, sentimentos e emoções, pois ao dividi-los com a pessoa amada, tiramos o peso de nossas costas, por isso, faça um acordo com a seu companheiro(a), de dividirem ao invés de guardarem para si, seus sentimentos, expectativas, dúvidas, etc;
2. Seja honesto(a) e sincero(a);
3. Tenha o cuidado que a pessoa amada merece, escolhendo as palavras, a forma e o melhor momento para conversar;
4. A prática leva a perfeição, então exercite o diálogo;
5. Resolva as situações de conflito, sem passar nem uma noite com situações mal resolvidas. Não durmam brigados, para evitar que aquela sensação do momento comece a cicatrizar no coração.

Como tudo na vida, os resultados são melhores quando se faz com amor, portanto, coloque amor e carinho em cada palavra e gesto e tenha sempre como objetivo principal, fazer o parceiro(a) feliz, crescendo e aprendendo juntos.


Robson Zukurov

Título: O que leva os relacionamentos ao fracasso?

Autor: Robson Zukurov (todos os textos)

Visitas: 6

635 

Comentários - O que leva os relacionamentos ao fracasso?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios