Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Música > A História dos Grammys

A História dos Grammys

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Música
Visitas: 18
Comentários: 2
A História dos Grammys

Os Grammy Awards (abreviatura de Gramophone Awards) são apresentados anualmente pela National Academy of Recording Arts and Sciences dos Estados Unidos e têm por objetivo premiar o desempenho dos artistas musicais que mais se destacaram nesse ano. Além do desempenho artístico, também o desempenho técnico e a excelência de carreira são aqui consagradas. Este é o prémio de maior prestígio que se pode atingir no meio musical, o prémio que no cinema é equivalente aos Óscares.

Existem ainda os GRAMMY Latinos, cerimónia complementar à principal e que se dirige ao mercado sul-americano.

Os Grammys são atribuídos desde 1958 e em categorias tão diversas como, por exemplo, melhor artista ou melhor performance pop, melhores espetáculos musicais, melhores vídeos ou ainda melhor capa de um álbum.

O troféu para cada categoria é um gramofone feito à mão banhado a ouro. Uma pequena curiosidade em relação ao gramofone é o de, durante a cerimónia, este ser falso.

O que é dado em mão aos artistas é uma réplica, de modo a evitar eventuais acidentes com o prémio.

Michael Jackson, foi o artista que mais Grammys recebeu numa só edição, no ano de 1984. Das doze nomeações com que chegou pelo álbum Thriller, conseguiu levar oito gramofones para casa. Aretha Franklin e Stevie Wonder foram os artistas que até agora mais vezes atuaram ao vivo na cerimónia, com um total de onze atuações cada.

Devido ao facto de não só quererem abarcar um maior número de representantes da indústria musical, mas também aos desenvolvimentos que esta sofreu ao longo dos tempos, este prémio foi distribuído na sua gala inicial em dezoito categorias diferentes, sendo que em 2007 esse número subiu para cento e oito categorias.

Uma das categorias principais dos Grammys é o Grammy Lifetime Achievement Award, que tem o objetivo de reconhecer o conjunto da obra de um artista. Este Grammy, também denominado Bing Crosby, em honra ao seu primeiro vencedor, já foi ganho por artistas tão diferentes como Frank Sinatra, Rolling Stones, David Bowie ou os The Doors.

Apesar desta cerimónia ser vista por alguns com algumas críticas, nomeadamente de ser uma promoção da indústria musical apenas para alimentar as massas e para se auto-promover, a verdade é que qualquer artista sonha em ter um pequeno gramofone de ouro na sua casa a reconhecer um trabalho seu.

A Academia, que desenvolve outras atividades para além da Gala Anual dos Grammys, tem um objetivo simples: ter um impacto positivo na vida de músicos, de membros da indústria e na sociedade em geral.


Luís Seco Passadouro

Título: A História dos Grammys

Autor: Luís Seco Passadouro (todos os textos)

Visitas: 18

786 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    13-05-2014 às 20:26:52

    É um dos eventos mais esperados do ano e mais conhecido no mundo inteiro. É bom saber da sua origem e sua evolução, fantástico!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Sérgio Baptista MateusSérgio Baptista Mateus

    08-04-2009 às 13:46:01

    Adorei a matéria se iver disponivel qualquer materia sobre os Óscares gostaria que enviasem

    ¬ Responder

Comentários - A História dos Grammys

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios