Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > À flor da Pele

À flor da Pele

Categoria: Literatura
À flor da Pele

Com pincel
Com um pincel te desenho em meu Céu
Invadido pela tempestade de chuva ácida
Que permeia a me trazer transtornos à tona
Que quero tanto esquecer o momento triste
Que nos ocorreu,
A traição a que me ocorreu que fora
Como se estivesse enfiado uma faca em meu peito
Calando de uma vez inoportuna o meu coração
Que clamava incansavelmente pela paixão,
Por sua incandescente emoção que parecia
Esconder-se em meus destroços visível na alma
E no coração deixando feridas e marcas avermelhadas
Que sangram sem parar e
Sem que nada tenha para estancar.

Erros
Erros que não quero mais cometer
Ao meu coração que parece cair a um poço
Sem ao fim chegar,
Sem a algum lugar chegar por apenas
Cair em uma escuridão sem fim nessa imensidão
Que parece me aguardar de braços abertos, a ilusão
Que sem compaixão apenas me condiciona
Alcançar a solidão fazendo-se perder-me ao som
Vago do silêncio que parecia fazer parte do espetáculo
Onde o objetivo é fazer minha alma se perder
Sem que ninguém o possa achar nessa imensidão
Que parece não me fazer, por uma vez
Que fosse acertar.

Tento
Tento não amar para uma vez na vida
Que seja acertar no caminho,
Nas escolhas dentre as opções
Devagar nessa imensidão de pureza
E inocência os nossos corações que se completam,
Tento não desperdiçar a chance de viver
Um romance com a pessoa certa a que diz o meu coração,
Mesmo que o instinto de homem que se cala agora
Mesmo que tenha vontade de clamar o amor aos quatro ventos,
Mesmo que essa paixão faça-me errar o caminho
E por ele seguir mesmo que não mais ele tenha volta,
Mesmo que não mais vemos nunca mais
Esse amor arraia como o sol nas fazendas e
Nos sítios.

Sangra
Sangra em meu peito uma lava de fogo
De um vulcão que há anos dormia profundamente
Até o dia que há primeira vista o coração de quem se via
Abandonado voltou a bater,
À paixão voltou a existir sem que em um conto de fadas
Eu vivesse sem me dar conta do que isso significava ou
Poderia significar uma eternidade aflorada
Da felicidade sem que a infelicidade
Possa estancar o sangramento que representa
À flor da pele essa paixão
Que faz sangrar em meu coração
A sua lava de fogo que ao atingir a raiz
Apodrecida da ilusão quando tudo de ruim
Se extinguisse como a solidão e essa escuridão.

Kaique Barros

Título: À flor da Pele

Autor: Kaique Barros (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - À flor da Pele

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios