Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Eventos > Uma Festa de Queijos

Uma Festa de Queijos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Eventos
Uma Festa de Queijos

Muitas são as vezes em que se junta os amigos em volta da mesa. Os festejos podem ou não ter motivos. Uma festa de anos, um anúncio de noivado, o anúncio de um nascimento, ou simplesmente a reunião de amigos para um petisco enquanto se assiste a um jogo de bola, podem ser só alguns motivos para se juntar com amigos e familiares e conviver.

Também em jantarinhos românticos e a dois são pensados. Uma música calminha, na mesinha da sala, enquanto as cadeiras são substituídas por almofadas, faz parte de um programa memorável. Claro que as velas são indispensáveis.

Em alturas como estas, existe uma pergunta que assoberba as ideias de quem se vê obrigado a organizar um jantar, seja ele de grupo ou íntimo. O que se vai fazer para jantar?

Os grandes petiscos como a amêijoa ou as moelas, já são conhecidos pelos amigos e o fundiu de chocolate também já não é novidade para a cara-metade. O que fazer então, apesar da grande variedade que possa existir.

Aqui vai então uma ideia. Uma festa de queijos. É verdade, leu muito bem. Uma festa de queijos.

Se por exemplo, quiser surpreender a sua cara-metade com uma destas festas, aqui vão algumas dicas, truques e ideias para ser bastante original.

Visite lojas de gourmet. Estas lojas oferecem uma grande variedade de produtos de uma altíssima qualidade. É certo que os valores podem ser um pouco elevados, mas se procura queijos únicos e originais, aqui encontra de tudo com uma qualidade única.

Se o orçamento é mais reduzido, espreite os hiper-mercados. Costumam existir muitas feiras de queijos e enchidos, pelo que encontrará produtos comerciais e regionais com valores bastante acessíveis.

Cheire os queijos. Pelo cheiro poderá distingui-los no que possa dizer respeito ao sabor. Um aroma mais forte, é sinónimo de sabor mais característico e próprio. Compre poucas quantidades, mas uma vasta variedade. Imagine o que poderá encontrar.

Queijos frescos, magros, gordos, de cabra, de vaca, da serra, amanteigados e muitos, muitos outros. Depois das escolhas feitas, é importante a escolha dos vinhos. Vinhos tintos, maduros são um casamento perfeito com queijos. Não se fique por uma garrafa.

Para acompanhar, compre tostinhas, pão de mistura, de Mafra, e broa de milho. A variedade de pão vai ajudar na prova de todos os queijos.

Para apreciadores ou simplesmente para quem quer fazer algo diferente. Uma festa de queijos é sempre uma inovação.



Carla Horta

Título: Uma Festa de Queijos

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

629 

Imagem por: cwbuecheler

Comentários - Uma Festa de Queijos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: cwbuecheler

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios