Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Cirurgia plástica e sua técnica

Cirurgia plástica e sua técnica

Categoria: Beleza
Comentários: 1
Cirurgia plástica e sua técnica

A técnica consiste na retirada de grande quantidade de gordura através de pequenos orifícios feitos em locais camuflados, como a região dos pelos pubianos, umbigo ou dobras naturais da pele, utilizando-se para isso cânulas, com calibres variados, que são escolhidos conforme a região do corpo e a espessura da gordura a ser retirada. Essas cânulas são acopladas a aparelhos chamados lipoaspiradores ou a seringas com pressão negativa. Utilizando a técnica infiltrativa, que consiste em se infiltrar uma solução no local a ser lipoaspirado o que facilita a remoção da gordura, causando mesmo trauma e reduzindo em muito a perda sanguínea.

É possível retirar ate 5 a 7 % do peso corporal em volume de gordura. Esse volume de deve respeitado afim de que nenhuma alteração metabólica ou hemodinâmica seja causada ao paciente, lembrando que em grande parte dos casos a retirada do volumes menores é insuficiente para o tratamento dos depósitos localizados de gordura. No caso da indicação de lipoescultura, a gordura em excesso depois de retirada, é tratada e imediatamente injetada na área a ser preenchida ou remodelada, como em depressões, sulcos naturais da face e glúteos.

A anestesia é local em pequenas áreas e sedação peridural a sedação na maioria dos casos é geral. A duração da cirurgia é de 1 a 2 horas em média dependendo da quantidade de áreas a ser tratada a permanência no hospital é de 12 a 24 horas. O pré-operatório requer exames laboratoriais e radiológicos de rotina e eletrocardiograma. É importante que sejam seguidas as orientações quanto ao tempo de jejum e eventual suspensão do uso de certos tipos de medicações. Caso o paciente seja fumante, deve suspender o cigarro no mínimo 15 dias antes da cirurgia e 15 dias depois do pós-operatório.

Saiba que é importante o paciente estar próximo ao peso ideal para que seja o melhor resultado possível da cirurgia. O pós-operatório, a maioria dos pacientes queixa-se apenas de incomodo na região operada. Quanto há dor, essa é em geral facilmente controlada com analgésicos comuns. A áreas arroxeadas que são chamadas de equimose nos locais lipoaspirados são normais e desaparecem, em medida, nas 2 primeiras semanais após a cirurgia. Resultados da cirurgia podem ser percebidos logo no primeiro mês, chegando-se ao resultado definitivo, geralmente, entre o terceiro e o sexto mês recomenda-se o uso de cinta modeladora por 1 a 2 meses. Deve-se evitar exposição solar nos primeiros 3 meses.

Waldiney Melo

Título: Cirurgia plástica e sua técnica

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 0

636 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • AnónimaAnónima

    25-06-2012 às 09:06:58

    Fui submetida a uma cirurgia em, Janeiro deste ano, e quando eu fiz essa cirurgia, eu estava com 92k; Hoje cinco meses depois eu me encontro com 109,700kg. O que devo fazer? Meu e-mail é: [email protected] Por favor me ajude!!Muito grata pela atenção atecipadamente!

    ¬ Responder

Comentários - Cirurgia plástica e sua técnica

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios