Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Cuidados das unhas

Cuidados das unhas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Comentários: 2
Cuidados das unhas

As nossas unhas são como um cartão de visita. Ao assinar um papel, ao dar um aperto de mão, ao acenar, as unhas estão à vista de todos. E todos sabemos que umas unhas mal cuidadas dão aspeto de falta de higiene e de cuidados pessoais.
No entanto não é necessário andar com as unhas desmazeladas, pois os seus cuidados são simples.

Passo 1: Limpeza do verniz

Quando temos as unhas pintadas, temos de remover o verniz antes de as arranjarmos. O removedor é, no entanto, dos productos para as unhas que mais as estraga e seca. Por este motivo, devemos escolher corretamente o removedor. Evite sempre removedores com acetona; embora sejam mais baratos, podem-lhe custar bem mais em tratamentos de reparação. Caso tenha as unhas secas e estragadas, deve também ter em conta esse fator ao comprar um removedor. Neste caso dê preferência aos que contêm óleo de tratamento.

Passo 2: Limar e limpar

Limpar e limar as unhas é uma parte essencial do tratamento. Inicie com a remoção das cutículas. Para isso aplique um creme ou gel suavizante, de preferência específico para cutículas, e empurre as cutículas já amolecidas para trás com um pão de laranjeira. Não deve cortar as cutículas, pois estas impedem que as bactérias se acumulem sob o sabugo, criando infeções. Seguidamente corte as unhas em caso de necessidade e lime-as. Para limar as unhas, tem dois formatos básicos: o redondo, clássico e simples, e o quadrado, reto, fashion e sofisticado. Aqui, a escolha é sua. Finalize com uma lavagem em água corrente com um sabão neutro para tirar o pó da limagem (para não agarrar ao verniz) e limpe por baixo da unha com um pau de laranjeira.

Passo 3: Tratamentos

É nesta fase que deve aplicar os tratamentos necessários. Bases, gel de tratamento, óleos, entre outros, devem ser aplicados nesta altura. Deve aplicar o óleo em primeiro lugar, seguido do gel. Só no fim de todos os outros productos absorvidos deve aplicar os vernizes de tratamento. Deve ter em conta dois factos:
*O verniz deve ser aplicado sobre unhas limpas, logo deve limpar os restos dos productos anteriores previamente;

*Os productos de não-secagem (gel de crescimento, óleo vitaminado, etc.) devem ser absorvidos pela unha, não os limpe antes da absorção.

Aqui ficam alguns tratamentos que pode aplicar nas unhas:

*Óleo vitaminado (ajuda as unhas a manterem-se saudáveis);

*Gel de crescimento (ajuda as unhas a crescer mais depressa, mantendo a suavidade);

*Verniz endurecedor (fortalece as unhas. Dê preferência aos que contêm keratina);

*Verniz Branqueador (branqueia as unhas, removendo manchas de verniz entranhadas, coloração amarela de cigarros, entre outros);

*Verniz Amargo (serve para evitar roer as unhas. Pode ser usado como base ou coat, ou mesmo sozinho);

*Verniz base (protege as unhas dos vernizes de pintura, que podem conter pigmentos agressivos).

Passo 4: Pintar

Aqui, fica ao seu critério como fará a pintura. Tenha apenas alguns passos em conta:

*Deve aplicar o verniz SEMPRE sobre um verniz base, seja ele de tratamento ou não;

*As pinceladas devem ser aplicadas primeiramente no meio e depois dos lados, para evitar unhas com riscos;

*Evite sujar as cutículas com verniz;

*Caso tenha as unhas largas e as queira estreitar, deixe um pouco dos lados por pintar, de modo a que não se note;

*Não aplique a segunda camada antes da secagem da primeira;

*Use sempre um Top Coat, se possível de secagem rápida. Tem vários tipos de Top Coat que pode escolher: easy-dry, alto brilho, matte, durabilidade, com
brilhantes, amargo, entre outros.

E pronto, em apenas quatro passos, consegue umas unhas perfeitas. Lembre-se sempre de levar um corta-unhas consigo para o caso de se partir uma unha fora de casa. Lembre-se também que mais vale dez unhas curtas que uma partida ou roída!

Happy Nails!


Patrícia Carvalho

Título: Cuidados das unhas

Autor: Patrícia Carvalho (todos os textos)

Visitas: 0

767 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Patrícia CarvalhoPatrícia Carvalho

    19-07-2012 às 17:10:14

    De nada :)

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla

    28-06-2012 às 10:11:47

    Hey muito agradecida pelas dias...
    Valeu

    ¬ Responder

Comentários - Cuidados das unhas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios