Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Energias Renováveis > Energia solar. Como aproveitar.

Energia solar. Como aproveitar.

Visitas: 2
Energia solar. Como aproveitar.

Energia solar é toda a energia proveniente do sol, seja em forma de calor ou de iluminação.
O aproveitamento da energia solar ocorre diariamente, em tudo que é vivo no planeta, desde os menores seres vivos até os organismos mais complexos e desenvolvidos.
Aqui, quando falamos nas formas de aproveitamento da energia solar, nos referimos ao uso proposital e artificial dessa energia, ou seja, de forma estudada e planejada para o benefício do ser humano.
Veja algumas formas de aproveitamento da energia solar:

1.Na arquitetura e na construção.
Analisar a orientação solar é muito importante no desenvolvimento de uma construção.
Em locais de clima quente, o ideal é que as paredes dos quartos e salas não fiquem expostas à incidência direta do sol (principalmente no período da tarde), pois a alvenaria absorve a irradiação durante o dia e a libera em forma de calor durante a noite.
Nessas áreas de clima quente, os ambientes devem ser protegidos da incidência direta dos raios solares, e as aberturas devem estar posicionadas de forma a permitir que os ventos circulem pelos ambientes, refrescando-os.
Já nos climas mais frios é interessante proteger as edificações dos ventos e projetar as residências de forma que os locais de longa permanência, como quartos e salas, recebam a incidência direta do sol.

2.Para o aquecimento de água e outros líquidos.
Há disponíveis no mercado sistemas para aquecimento de água, que funcionam através do aproveitamento da energia solar.

Esses sistemas, mais conhecidos como ‘Boiler’, são constituídos basicamente por placas coletoras de energia solar interligadas a um reservatório de água aquecida, com proteção térmica. As placas captam a energia solar, que é convertida em calor e através de tubos de cobre, repassada para a água.
Esse sistema pode ser utilizado em residências e suprir a demanda em pontos de consumo como chuveiros e torneiras.

Também pode ser utilizado em construções comerciais, como hotéis e restaurantes, contribuindo para a economia de energia do local, e ainda em sistemas industriais para o aquecimento de produtos que necessitem permanecer no estado líquido para serem utilizados.
A economia de energia gerada por esse sistema de aquecimento pode chegar a 70% de toda e energia gasta em uma edificação.

3.Para a produção de energia elétrica.
A instalação de painéis fotovoltaicos (placas solares) em uma edificação, residencial ou comercial, permite que a radiação solar possa ser convertida em energia elétrica a ser utilizada diariamente, e em todas as atividades do local.

As placas solares são, geralmente, instaladas nos telhados das edificações de forma que captem a maior parte possível de radiação solar durante todo o dia, e para que isso ocorra da forma mais eficiente é necessária a orientação de um especialista (engenheiro, arquiteto, ou técnico).

Previamente à instalação dessas placas, deve ser feita uma avaliação detalhada da estrutura do telhado existente, considerando a possibilidade de reforço estrutural em virtude do acréscimo de peso e esforço que virá após a instalação dos painéis fotovoltaicos. Também deve ser estudada a altura da instalação dessas placas, bem como a inclinação correta das mesmas em relação ao sol.

Em alguns casos é possível a instalação de painéis em áreas abertas, na terra mesmo, e nessas situações deve-se avaliar se a influência de elementos locais, como árvores e construções, não causarão sombreamento da área, de forma a inviabilizar o uso das placas solares.

Há ainda que se considerar que essa energia limpa deve ser consumida durante o dia, e o uso à noite só pode ocorrer caso haja instalação de baterias interligadas ao sistema de geração de energia, e que armazenem a parte desse recurso não consumida no período diurno.

4.Para recarregar celulares, smartphones e tablets.
É possível construir um carregador simples para aparelhos como celulares, smartphones e tablets, utilizando basicamente uma (ou algumas) placa(s) fotovoltaica(s), alguns fios e uma bateria com entrada USB.

Bastará deixar o conjunto exposto à radiação solar até recarregar a bateria, que poderá ser utilizada a qualquer hora do dia.

Há várias outras formas criativas de se aproveitar a energia solar no dia-a-dia, e se em pequena ou grande escala, tudo dependerá da curiosidade e da criatividade.


Danília Oliveira Gonçalves

Título: Energia solar. Como aproveitar.

Autor: Danília Oliveira Gonçalves (todos os textos)

Visitas: 2

87 

Comentários - Energia solar. Como aproveitar.

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Habitação – Evolução qualidade/Preço

Ler próximo texto...

Tema: Alojamento
Habitação – Evolução qualidade/Preço\"Rua
Hoje vivemos dias muito complicados do ponto de vista económico, uma vez que a nossa sociedade moderna consumista tem acarretado para as famílias a triste ideia de que temos que possuir tudo o que existe para ser possuído.

Relativamente ao assunto especifico da habitação, com o passar dos tempos, as pessoas têm adquirido as suas casas em função do que há no mercado, e este mercado tem evoluído de uma forma perigosa em termos de custos; o que quero dizer com isto, é que há vinte anos atrás, encontrávamos apartamentos no mercado, e tenho por base um apartamento T3 que tinha 3 quartos conforme a tipologia descrita, naquele tempo uma cada de banho, uma sala de estar/jantar conjunta e talvez uma varanda, hoje o mesmo apartamento terá os três quartos, a sala, duas casas de banho das quais uma poderá estar num dos quartos a que passou a chamar-se suite, este apartamento hoje, tem forçosamente que ter pré instalação para aquecimento central, lareira com recuperador de calor, e muito provavelmente aspiração central, ou pelo menos a pré instalação… Assim, quem compra um apartamento hoje, apesar das dimensões de cada divisão estarem diminuídas, o preço foi muito incrementado pelos extras, e depois há ainda que adquirir uma caldeira para fazer funcionar a tal pré-instalação de aquecimento central, os radiadores porque sem eles o dito não funciona, naturalmente o trabalho do técnico… há ainda que adquirir em muitos casos o aspirador propriamente dito para fazer funcionar a aspiração central, e algumas coisas mais, acessórios dos quais, antes não tínhamos necessidade.

Não quero dizer com isto, que estes equipamentos não são úteis, são, mas e aquelas pessoas que compraram os seus apartamentos há uns tempos, cujos espaços não dispunham destas “modernices” como viveram? Como vivem hoje? Provavelmente aqueles que tiveram disponibilidade económica para isso, colocaram nas suas habitações, aquilo que julgaram necessário, não colocaram aquilo que não lhes é útil de todo, por outro lado aqueles que não tiveram disponibilidade económica vivem sem os equipamentos em questão, ou colocam um equipamento à dimensão das suas possibilidades. O real problema é que os referidos equipamentos valorizaram muito mais as habitações em termos de preço de compra do que o valor real dos mesmos, e as pessoas, estão apagar vinte ou trinta anos, para não dizer mais, um bom valor acima do que pagariam sem estas coisas, além disso comprariam aquilo que quisessem e pudessem.

Para além do exposto, a qualidade de construção e acabamentos não melhorou, antes pelo contrário. Hoje o valor das casas está a decair rapidamente, e as pessoas em geral vivem em casas cujos valores atuais de mercado são muito inferiores ao que estarão a pagar durante muito tempo…

Naturalmente o mercado poderá mudar, mas não é esse o caminho que parece seguir.

Pesquisar mais textos:

Ana Sebastião

Título:Habitação – Evolução qualidade/Preço

Autor:Ana Sebastião(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    21-04-2014 às 17:09:01

    A compra seja de apartamento ou casa estão mais caras e nem sempre oferecem serviços como mostram na divulgação. Não é bom financiar, pois custará o dobro. Realmente, o melhor a fazer é buscar preços que têm condições de pagar ou aderir a um consórcio.

    ¬ Responder
  • Sofia Nunes 13-09-2012 às 17:07:44

    Na minha opinião e de acordo com o que tenho observado, a relação qualidade/preço das habitações está a melhorar. E isso não é necessariamente bom, uma vez que é resultado da crise económica. Como refere, o valor das casas está a descer, pelo que se pode comprar uma vivenda pelo preço que há uns anos era de um apartamento. O problema é que, apesar de as casas estarem mais baratas, os compradores não têm dinheiro.

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios