Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Energias Renováveis > Energia solar. Como aproveitar.

Energia solar. Como aproveitar.

Visitas: 2
Energia solar. Como aproveitar.

Energia solar é toda a energia proveniente do sol, seja em forma de calor ou de iluminação.
O aproveitamento da energia solar ocorre diariamente, em tudo que é vivo no planeta, desde os menores seres vivos até os organismos mais complexos e desenvolvidos.
Aqui, quando falamos nas formas de aproveitamento da energia solar, nos referimos ao uso proposital e artificial dessa energia, ou seja, de forma estudada e planejada para o benefício do ser humano.
Veja algumas formas de aproveitamento da energia solar:

1.Na arquitetura e na construção.
Analisar a orientação solar é muito importante no desenvolvimento de uma construção.
Em locais de clima quente, o ideal é que as paredes dos quartos e salas não fiquem expostas à incidência direta do sol (principalmente no período da tarde), pois a alvenaria absorve a irradiação durante o dia e a libera em forma de calor durante a noite.
Nessas áreas de clima quente, os ambientes devem ser protegidos da incidência direta dos raios solares, e as aberturas devem estar posicionadas de forma a permitir que os ventos circulem pelos ambientes, refrescando-os.
Já nos climas mais frios é interessante proteger as edificações dos ventos e projetar as residências de forma que os locais de longa permanência, como quartos e salas, recebam a incidência direta do sol.

2.Para o aquecimento de água e outros líquidos.
Há disponíveis no mercado sistemas para aquecimento de água, que funcionam através do aproveitamento da energia solar.

Esses sistemas, mais conhecidos como ‘Boiler’, são constituídos basicamente por placas coletoras de energia solar interligadas a um reservatório de água aquecida, com proteção térmica. As placas captam a energia solar, que é convertida em calor e através de tubos de cobre, repassada para a água.
Esse sistema pode ser utilizado em residências e suprir a demanda em pontos de consumo como chuveiros e torneiras.

Também pode ser utilizado em construções comerciais, como hotéis e restaurantes, contribuindo para a economia de energia do local, e ainda em sistemas industriais para o aquecimento de produtos que necessitem permanecer no estado líquido para serem utilizados.
A economia de energia gerada por esse sistema de aquecimento pode chegar a 70% de toda e energia gasta em uma edificação.

3.Para a produção de energia elétrica.
A instalação de painéis fotovoltaicos (placas solares) em uma edificação, residencial ou comercial, permite que a radiação solar possa ser convertida em energia elétrica a ser utilizada diariamente, e em todas as atividades do local.

As placas solares são, geralmente, instaladas nos telhados das edificações de forma que captem a maior parte possível de radiação solar durante todo o dia, e para que isso ocorra da forma mais eficiente é necessária a orientação de um especialista (engenheiro, arquiteto, ou técnico).

Previamente à instalação dessas placas, deve ser feita uma avaliação detalhada da estrutura do telhado existente, considerando a possibilidade de reforço estrutural em virtude do acréscimo de peso e esforço que virá após a instalação dos painéis fotovoltaicos. Também deve ser estudada a altura da instalação dessas placas, bem como a inclinação correta das mesmas em relação ao sol.

Em alguns casos é possível a instalação de painéis em áreas abertas, na terra mesmo, e nessas situações deve-se avaliar se a influência de elementos locais, como árvores e construções, não causarão sombreamento da área, de forma a inviabilizar o uso das placas solares.

Há ainda que se considerar que essa energia limpa deve ser consumida durante o dia, e o uso à noite só pode ocorrer caso haja instalação de baterias interligadas ao sistema de geração de energia, e que armazenem a parte desse recurso não consumida no período diurno.

4.Para recarregar celulares, smartphones e tablets.
É possível construir um carregador simples para aparelhos como celulares, smartphones e tablets, utilizando basicamente uma (ou algumas) placa(s) fotovoltaica(s), alguns fios e uma bateria com entrada USB.

Bastará deixar o conjunto exposto à radiação solar até recarregar a bateria, que poderá ser utilizada a qualquer hora do dia.

Há várias outras formas criativas de se aproveitar a energia solar no dia-a-dia, e se em pequena ou grande escala, tudo dependerá da curiosidade e da criatividade.


Danília Oliveira Gonçalves

Título: Energia solar. Como aproveitar.

Autor: Danília Oliveira Gonçalves (todos os textos)

Visitas: 2

87 

Comentários - Energia solar. Como aproveitar.

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios