Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Energias Renováveis > Biodiesel, principais vantagens e desvantagens

Biodiesel, principais vantagens e desvantagens

Visitas: 28
Comentários: 6
Biodiesel, principais vantagens e desvantagens

O biodiesel tem vindo a assumir-se cada vez mais como uma alternativa real e viável ao uso de combustíveis fósseis, como o petróleo, cuja prospeção é cada vez mais onerosa. O biodiesel, tal como o nome indica, provém exclusivamente da transformação e adaptação de óleos vegetais caseiros (soja, girassol, etc.) para a sua utilização em motores a diesel (automóveis, camiões, carrinhas, tratores e geradores). Atualmente existem já veículos exclusivamente movidos a biodiesel, como é o caso de autocarros que circulam em cidades europeias e sul-americanas. Analisemos, pois, quais as vantagens e as desvantagens relacionadas com o uso deste biocombustível.




As principais vantagens relacionam-se com o facto de ser uma energia renovável e biodegradável, sem apresentar índices de toxicidade; o biodiesel é facilmente transportável e implica menores riscos de explosão (cerca de metade) comparativamente ao petróleo; os carros movidos a biodiesel apresentam, igualmente, menor risco de incêndio e explosão; a utilização massiva do biodiesel constituiria um incomparável benefício para a natureza, uma vez que diminuiria significativamente o efeito de estufa; é gerador de emprego, uma vez que, a massificar-se, terão de abrir-se fábricas novas e criar-se novos campos de cultivo de oleaginosas, pelo que milhares de postos de trabalho serão criados; os produtores rurais poderão aproveitar a sua própria produção e, assim, poupar nos gastos energéticos.

Os subprodutos do biodiesel poderão vir a ser usados como nutrientes para os solos cultivados; a energia produzida por litro é quase igual à do petróleo; aplicável nas estritas exigências do Protocolo de Quioto; melhora a ignição do motor e, finalmente, não implica a transformação dos motores já criados, o que lhe dá um sucesso quase imediato e garantido.

Todavia, nem tudo são rosas e as desvantagens existem. Saiba quais são: o biodiesel proporciona uma menor explosão nos motores, logo gera menos energia; pode vir a ser mais caro do que o diesel normal, dependendo da oleaginosa utilizada; a exploração desmedida de solos, o desbravamento de matas e a especialização da produção numa só oleaginosa podem originar uma diminuição da biodiversidade e problemas relacionados com a presença de novos insetos, como o da malária; o preço dos alimentos tenderá a subir, pois a soja e o milho, por exemplo, passarão a servir não só de alimento, como também de combustível; finalmente, o biodiesel não é uma energia totalmente limpa e gera, igualmente, emissões de CO2, apenas em quantidades muito menores.

Pesem-se, pois, ambas as vantagens e desvantagens e opte-se pela melhor solução para preservar o nosso planeta e as espécies que o habitam (animais e vegetais).


Isabel Rodrigues

Título: Biodiesel, principais vantagens e desvantagens

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 28

764 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 6 )    recentes

  • Manuel Aguirre

    15-03-2013 às 16:11:25

    Desvantagens mencionadas são somente para o biodiesel produzido no Brasil a partir de oleaginosas. pode ser produzido a partir de algas, cobinando melhora ambiental e produção de combustivel. O Depto de energia de EEUU fez abundante pesquisa mas suspendeu quando passou a crise de petróleo. Tem variedades de algas que produzem biodiesel melhor que do petróleo sem precisar esterificação e a custo muito menor. Muita pesquisa mundial em segredo, mas somente necessita ideias claras e capital para isolar variedades de maior rendimento. Métodos de cultivo em grande escala necessitam definir métodos de tratamento dos resíduos. Pode usar esgoto sanitário, depurando a água. Teoricamente é possível fechar o ciclo:
    CO2 energia solar algas = biocombustível resíduos O2.
    Resíduos fermentação anaeróbia = biogas CO2
    biocombustível O2 = nergia elétrica energia térmica.
    Mais info na BAE - UNICAMP Tese Mestrado Manuel Aguirre.

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento

    17-09-2012 às 19:17:18

    Interessei-me muito por esse trecho: “As principais vantagens relacionam-se com o facto de ser uma energia renovável e biodegradável, sem apresentar índices de toxicidade...”. Isso indica que formas de evitar o degaste do meio ambiente já existem, notícia ótima!

    ¬ Responder
  • eduardoeduardo

    22-05-2012 às 00:41:27

    bio dieesell bobo

    ¬ Responder
  • paloma inàciopaloma inàcio

    03-06-2010 às 00:23:57

    o biodiesel é uma òtima idèia para preservar à natureza e reusar o òleo de cozinha.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãosocrates

    19-05-2010 às 19:14:04

    sim tem, obrigado por gostar de Portugal

    ¬ Responder
  • danuxdanux

    12-05-2010 às 18:53:58

    oi sabe me dizer se o biodisel tem como sub produto a glicerina ?

    obrigada

    ¬ Responder

Comentários - Biodiesel, principais vantagens e desvantagens

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios