Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Como pedir um aumento?

Como pedir um aumento?

Categoria: Empresariais
Como pedir um aumento?

Num mundo em crescente competição torna-se por vezes difícil de tomar determinadas opções em especial quando se pretende um aumento de salário. Deste modo em primeiro lugar torna-se conveniente analisar bem a situação quer do funcionário quer da empresa ou outro organismo. No caso de empregos particulares a situação é mais complicada uma vez que se devem reunir os requisitos indispensáveis para pedir o referido aumento. Assim o funcionário deve analisar a sua situação e ver se contribuiu de algum modo para a evolução da empresa, deve conhecer as políticas por que ela se rege, analisar a sua escolaridade, os anos de experiência, há quanto tempo trabalha nela, a sua posição, horas extras e formação.

Após analisados estes requisitos deve preparar um discurso adequado e persuasivo, ter pulso forte e esperar a melhor oportunidade para falar com o chefe. Se já trabalha há dois anos e o seu desempenho foi bom deve enfrentar o chefe com postura e personalidade. Depois de estar preparado psicologicamente deve pedir uma hora para o encontro e falar com ele com segurança. Apesar de não haver nenhuma regra para pedir um aumento convêm usar de certa diplomacia e expor os seus pontos de vista relativamente ao trabalho e desempenho que conseguiu realizar nos anos anteriores.

Deve falar sempre em particular porque o falar junto com outros funcionários pode parecer um movimento sindical ou coagir o chefe a aumentar o salário.A conversa pode ser difícil e constrangedora, no entanto deve evitar-se falar em determinados assuntos nomeadamente assuntos pessoais, de filhos, de compras, de supermercados ou outros relacionados. O chefe não tem que resolver estes problemas mas sim os relacionados com o desempenho dos seus funcionários. Se a empresa lucrou com o trabalho do funcionário este deve apresentar a lista do trabalho que realizou a fim de analisarem se eles contribuíram para o crescimento e estabilidade da empresa.

É conveniente usar boa argumentação para a análise dos resultados e nunca comparar com os restantes ou outros salários de empresas semelhantes. Há que atender à estabilidade desta e no caso de não se ajustar tentar progredir noutra mais forte. No caso de trabalho em organismos públicos é mais fácil abordar um chefe porque os aumentos dos trabalhadores são definidos como regra geral para todos e em função da formação e desempenho dos trabalhadores. Actualmente com a crise económica tornou-se mais difícil progredir quer nas empresas particulares quer nas outras. Este discurso tem a ver com as políticas do estado e dos governantes e não com as dos funcionários.

Teresa Maria Batista Gil

Título: Como pedir um aumento?

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

634 

Imagem por: Sam Fox Photography

Comentários - Como pedir um aumento?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios