Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Como pedir um aumento?

Como pedir um aumento?

Categoria: Empresariais
Como pedir um aumento?

Num mundo em crescente competição torna-se por vezes difícil de tomar determinadas opções em especial quando se pretende um aumento de salário. Deste modo em primeiro lugar torna-se conveniente analisar bem a situação quer do funcionário quer da empresa ou outro organismo. No caso de empregos particulares a situação é mais complicada uma vez que se devem reunir os requisitos indispensáveis para pedir o referido aumento. Assim o funcionário deve analisar a sua situação e ver se contribuiu de algum modo para a evolução da empresa, deve conhecer as políticas por que ela se rege, analisar a sua escolaridade, os anos de experiência, há quanto tempo trabalha nela, a sua posição, horas extras e formação.

Após analisados estes requisitos deve preparar um discurso adequado e persuasivo, ter pulso forte e esperar a melhor oportunidade para falar com o chefe. Se já trabalha há dois anos e o seu desempenho foi bom deve enfrentar o chefe com postura e personalidade. Depois de estar preparado psicologicamente deve pedir uma hora para o encontro e falar com ele com segurança. Apesar de não haver nenhuma regra para pedir um aumento convêm usar de certa diplomacia e expor os seus pontos de vista relativamente ao trabalho e desempenho que conseguiu realizar nos anos anteriores.

Deve falar sempre em particular porque o falar junto com outros funcionários pode parecer um movimento sindical ou coagir o chefe a aumentar o salário.A conversa pode ser difícil e constrangedora, no entanto deve evitar-se falar em determinados assuntos nomeadamente assuntos pessoais, de filhos, de compras, de supermercados ou outros relacionados. O chefe não tem que resolver estes problemas mas sim os relacionados com o desempenho dos seus funcionários. Se a empresa lucrou com o trabalho do funcionário este deve apresentar a lista do trabalho que realizou a fim de analisarem se eles contribuíram para o crescimento e estabilidade da empresa.

É conveniente usar boa argumentação para a análise dos resultados e nunca comparar com os restantes ou outros salários de empresas semelhantes. Há que atender à estabilidade desta e no caso de não se ajustar tentar progredir noutra mais forte. No caso de trabalho em organismos públicos é mais fácil abordar um chefe porque os aumentos dos trabalhadores são definidos como regra geral para todos e em função da formação e desempenho dos trabalhadores. Actualmente com a crise económica tornou-se mais difícil progredir quer nas empresas particulares quer nas outras. Este discurso tem a ver com as políticas do estado e dos governantes e não com as dos funcionários.

Teresa Maria Batista Gil

Título: Como pedir um aumento?

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

634 

Imagem por: Sam Fox Photography

Comentários - Como pedir um aumento?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios