Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Fernando Pessoa

Fernando Pessoa

Categoria: Biografias
Fernando Pessoa

“O maior de todos os legados da língua Portuguesa em todo o mundo”. Foi desta forma que o famoso critico literário Harold Bloom se referiu uma vez à fantástica obra de Fernando Pessoa.

Poeta e escritor, Fernando António Nogueira Pessoa nasceu em Lisboa a 13 de Junho de 1888, em pleno dia de Santo António.

Ainda em criança partiu com a mãe para a Africa do Sul o que lhe permitiu conhecer novas culturas e dominar na perfeição o inglês. Foi com esta língua que começou desde cedo a escrever poesia e prosa.

O poeta dos heterónimos iniciou desde muito cedo as criações dos mesmos e reconheceu a criação do primeiro, através de carta a um amigo, quando se viu ainda pequeno a braços com a morte do pai e do irmão vítimas de tuberculose. No mesmo ano e com 6 anos escreve o primeiro e pequeno verso de título “À minha querida Mãe”.

Em 1899 cria o pseudónimo de Alexander Search quando frequenta o Liceu de Durban na Irlanda. A frequência nesta escola distingue-o como o melhor aluno e em 1901 é aprovado com distinção.

Em 1905 volta para definitivamente (depois de ter andado por alguns países) a Portugal e a sua estadia em Lisboa trá-lo de volta às suas grandes origens.

A educação britânica oferece-lhe os primeiros trabalhos como tradutor de obras para a língua inglesa. A frequência na escola comercial na Durban Commercial School também lhe oferece alguns trabalhos temporários.

Com a imaginação fértil própria de um poeta, continua a escrever em Inglês, mas sendo a língua Portuguesa o seu grande amor, em 1906 matricula-se no Curso Superior de Letras.
Participa em revistas literárias e estreia-se como ensaísta e critico literário já em 1912.
A sua obra apresenta-se dispersa em revistas e várias publicações. Publicou 3 livros em vida 2 em Inglês (“35 Sonnets” 1918 e “English Poems I-II” 1922) e um em Português – O mais fantástico de todos – “Mensagem” (1934).

Entre os fantásticos heterónimos, constam os mais extraordinários personagens como Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro. Todos de postura e características diferentes do “original” Fernando Pessoa e são criados de tal forma pelo poeta que têm inclusive data de nascimento. Apesar destes 3 serem os mais conhecidos, há quem procure todos os heterónimos de Fernando Pessoa, mas estima-se que o autor de “Mensagem” tivesse criado 127 nomes e personagens diferentes (estudo realizado por José Paulo Cavalcanti Filho).

Fernando Pessoa faleceu a 30 de Novembro de 1935 na sua cidade de paixão – Lisboa - e deixou um dos maiores legados literários do mundo.

Restam-nos frases deste extraordinário e pensativo escritor e poeta:
“Vale sempre a pena, quando a alma não é pequena” “Tenho em mim todos os sonhos do mundo”


Carla Horta

Título: Fernando Pessoa

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

603 

Comentários - Fernando Pessoa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios