Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > D. Dinis, o Lavrador

D. Dinis, o Lavrador

Categoria: Biografias
Visitas: 4
D. Dinis, o Lavrador

D. Dinis nasceu em Lisboa ou Santarém, a 9 de Outubro de 1261, filho de D. Afonso III, o Bolonhês (1248-1279), e de D. Beatriz de Castela, e foi o sexto rei de Portugal da primeira dinastia, afonsina. Cognominado o Lavrador. Com a morte de D. Afonso III a 16 de Fevereiro de 1279, subiu ao trono português. Casou com D. Isabel de Aragão, a Rainha Santa, filha de D. Pedro III, o Grande, e de D. Constança, a 26 de Junho de 1282, em Trancoso. Deste casamente teve D. Constança, a 3 de Janeiro de 1290, e D. Afonso, futuro D. Afonso IV, a 8 de Fevereiro de 1291. Teve mais filhos fora do casamento: D. Pedro, 3º Conde de Barcelos, filho de D. Grácia Anes, D. Afonso Sanches, filho de D. Aldonça Rodrigues da Telha, D. João Afonso, filho de D. Maria Pires, D. Fernando Sanches, D. Maria Afonso I, filha de D. Marinha Gomes, e D. Maria Afonso II.

A 12 de Novembro de 1297, foi celebrado o Tratado de Alcanizes entre D. Fernando IV, rei de Leão e Castela, e D. Dinis, rei de Portugal, em Alcanizes. Neste tratado ficaram delimitadas decididamente as fronteiras entre os dois reinos.

No campo da cultura, para além de ter sido um fantástico poeta trovador (cantigas de amigo), criou a primeira Universidade em Portugal, na cidade de Lisboa, em 1290, designada Estudos Gerais. Em 1308, transferiu a a Universidade para Coimbra. Foi também no seu reinado que o papel começou a substituir o pergaminho.

Três anos antes de falecer, D. Dinis começou a dar sinais de cansaço. A guerra civil com o filho D. Afonso, entre 1319 3 1324, foi muito desgastante para o monarca. Antes de falecer em Santarém, a 7 de Janeiro de 1325, ainda viu nascer dois dos seus netos, D. Leonor e D. Afonso. Foi sepultado no Mosteiro de São Dinis, em Odivelas.

D. Isabel de Aragão faleceu a 4 de Julho de 1336, em Estremoz. Durante a sua vida esteve sempre muito ligada à caridade. Fundou o Mosteiro de Santa Clara de Coimbra e o Hospital dos Inocentes em Santarém. Foi canonizada em 1625.


Daniela Vicente

Título: D. Dinis, o Lavrador

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 4

657 

Comentários - D. Dinis, o Lavrador

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Ler próximo texto...

Tema: Utilidades Domésticas
Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!\"Rua
O seguro desemprego é instituído pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 e que tem por finalidade prover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa. Foi sancionado pelo presidente da República do Brasil e também é regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT.

Este benefício é concedido a todo e qualquer trabalhador que foi dispensado apenas em regime de sem justa causa ou quando houver acordo judicial e o juiz autorizar o pagamento devido ao ex-trabalhador da empresa.

Sua duração é de 3(três) a 5(meses) de forma contínua e dependerá do tempo em que ficou empregado. O valor mensal é calculado conforme o que o trabalhador ganhava durante o período em que estava empregado.

Essa assistência financeira e temporária tem algumas regras, por isso, é muito importante conhecê-la antes mesmo de solicitá-la nos órgãos responsáveis.

Para ter direito ao benefício:


- Precisa ter a carteira devidamente assinada da empresa;
- Ter trabalhado durante 6 meses na empresa (no mínimo);
- Não ter recebido esse benefício no período de 16(dezesseis) meses ininterruptos;
- Ter sido dispensado sem justa causa.

Quem tem direito ao benefício:


- Os trabalhadores demitidos sem justa causa;
- O pescador artesanal; e
- O empregado doméstico, desde que o empregador esteja recolhendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Como solicitar – Passo a passo:


1) Dirija-se à qualquer Caixa Econômica Federal ou ao M.T.E (Ministério do Trabalho e Emprego) da sua cidade munidos dos seguintes documentos:
- Rescisão contratual, carteira de trabalho devidamente dado baixa com a data de saída e assinada e carimbada pela empresa, as duas vias do seguro desemprego preenchido e fornecido pela empresa, cartão do PIS/PASEP ou o cartão cidadão, extrato do recebimento do pagamento do FGTS, comprovante de residência e os últimos 3 (três) contra-cheques;
2) Entregue todos esses documentos ao atendente. Eles vão fornecer o protocolo de entrada do seguro desemprego, vão lhe dizer quantas parcelas você tem direito e a data que você receberá a primeira (30 dias).

Bem, apenas isso e agora é só esperar para o recebimento do pagamento das parcelas. Para consultar, acesse este link: http://granulito.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf
Digite com seu número de PIS/PASEP e logo abaixo com o código no visor e clique em consultar. Vai abrir outra tela com as informações das parcelas.

Pesquisar mais textos:

Briana Alves

Título:Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Autor:Briana Alves(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios