Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O Homem Futuro

O Homem Futuro

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 2
O Homem Futuro

Vivemos num mundo tecnológico que a algumas décadas atrás apenas existia na mente de escritores de ficção cientifica, Júlio Verne um autor que viveu no século XIX foi dos primeiros a escrever acerca dos computadores pessoais e muitos outros objetos que usamos no quotidiano sem sequer pensarmos acerca da sua origem e que sem os quais não conseguimos funcionar.

Assim, se podermos para instantes e centrarmos a nossa atenção num determinado pedaço de tecnologia e tentarmos perceber o que veio antes, podemos perceber que para além de não sabermos muitas vezes a resposta acerca da sua origem, não conseguimos visualizar qual será o seu aspeto e possibilidades daqui por mais uns 10 anos.

Considero curioso e interessante refletir acerca do futuro da tecnologia que usamos e usaremos no futuro, não serão as possibilidades infinitas?




A uns anos pensávamos em estender a vida de uma pessoa usando criogenia, hoje vemos que tal poderá nem ser a melhor forma de o fazer (degradação dos tecidos e células devido às temperaturas extremas do processo) e que poderá ser através da manipulação genética (ADN), usando células estaminais em conjunto com um estilo de vida mais saudável que poderemos atingir esse objetivo.

As tecnologias de comunicação por exemplo, são um outro bom exemplo da capacidade e evolução tecnológica da humanidade. Passamos muito rapidamente de continentes, países e indivíduos vivendo geograficamente limitados a uma cada vez mais crescente aldeia global, em que a transmissão de informação é feita de um ponto para o outro qualquer no mundo em tempo real. Os telemóveis são hoje autênticos escritórios móveis através dos quais tratamos das nossas vidas familiares, negócios e através dos quais temos vidas sociais online que nos preenchem (em alguns casos) tanto como a nossa vida física. Qual será o futuro de tudo isto?

Os meios de transporte são outro dos exemplos que fazem muitas pessoas sonhar, será que existiram carros voadores, quais serão as alternativas daqui por 50 anos? O petróleo irá acabar e soluções terão de ser postas em prática. Os carros passaram a conduzir-se sozinhos dentro das cidades do futuro?

Iremos daqui por 100 anos criar colónias noutros planetas?

E daqui por 300 anos? Consegue imaginar como será a vida de um ser humano?

Será que irá ser como alguns autores de ficção científica dizem? Que nos iremos fundindo gradualmente com a tecnologia e que ai seremos ainda mais dependentes do tecnológico? Ou será que daqui por 300 anos já nem nos lembraremos de como a vida era neste século?



Bruno Jorge

Título: O Homem Futuro

Autor: Bruno Jorge (todos os textos)

Visitas: 0

618 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Yuri SilvaYuri

    18-08-2014 às 06:26:23

    O mais importante é sonhar com aquilo que mais almejamos, desejosos que um dia venham a se tornar realidade. O homem futuro está a cada dia perto de nós.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla

    02-10-2012 às 10:04:27

    Boa! Gostei deste texto. Eu pessoalmente gosto muito de ficção cientifica, e é realmente o que gosto acerca de sci-fi que encontrei neste texto, a especulação assente na realidade da evolução tecnológica. Parabéns por um texto fantástico. Vou ver o que escreveste mais aqui.

    ¬ Responder

Comentários - O Homem Futuro

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios