Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Alberto Sampaio

Alberto Sampaio

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Biografias
Alberto Sampaio

Alberto sampaio nasceu em Guimarães em 1841, mais concretamente na rua dos Mercadores.
Foi batizado, na igreja da Colegiada de Nossa Senhora da oliveira e a sua infância decorreu entre Guimarâes, e Vila Nova de Famalicão, onde o pai era proprietário de uma quinta., chamada quinta de Boamense.

Fez os seus estudos primários no colégio de Landim, juntamente com o seu irmão, José.
Seguidamente, fez os seus estudos na cidade de Braga, tendo depois partido para Coimbra com 17 anos de idade, matriculando-se na Faculdade de Direito.

Foi aí que teve oportunidade de conviver com os intelectuais da Geração de 70, onde foi comtemporâneo de João de Deus, Teófilo Braga, Eça de queirós, Guerra Junqueiro e Antero de quental, com o qual manteve uma fraterna amizade.

Alberto Sampaio tentou a carreira de advocacia, mas não consehuiu adaptar-se. Deste modo regressou para o Minho, e repartiu a sua vida entre Guimarâes e Boamense.

Em Guimarâes, ocupou o lugar de guarda-livros, no banco comercial. Aqui teve oportunidade de conviver com Martins sarmento, a quem o ligavam grandes afinidades culturais e de quem se tornou grande amigo.

Sempre empenhado em promover a indústria vimaranense, foi a alma impulsionadora da exposição industrial de Guimarâes, e o principal autor do seu relatório.

Distingue-se por ser uma pessoa que sempre defendeu os interesses locais da sua terra natal, onde foi muito estimado.

Morreu com a idade de 67 anos, na sua quinta de Boamense, em 1908.

Além de ter desempenhado cargos e feito muito pela sua terra, ainda deixou um bom legado cultural, da história regional.

Na verdade, acabou por se especializar em História, onde aprendeu a globalidade da história nacional.

Aprendeu ainda a história da região nortenha, a economia rural e as atividades costeiras da mesma região.

Nas suas investigações, não descuidou as suas origens remotas, que permaneceram imutáveis, através dos séculos.

Como era um apaixonado pela terra, aprofundou conhecimentos agrícolas, chegando a colaborar com o ministro da agricultura, na elaboração de projetos.

Os estudos e investigações que fazia eram publicados em jornais e revistas da época, destacando-se os "Estudos históricos e Económicos.

Além destas obra, redigiu outras, que foram um marco na História da època em que o viu nascer.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Alberto Sampaio

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

605 

Comentários - Alberto Sampaio

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um caminho para curar o transtorno alimentar

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Saúde
Um caminho para curar o transtorno alimentar\"Rua
De acordo com um relatório divulgado em novembro de 2014 pelo Comitê Permanente sobre o Status da Mulher, entre 600 mil a um milhão de canadenses cumprem os critérios diagnósticos para um transtorno alimentar em um dado momento. Problemas de saúde mental com ramificações físicas graves, anorexia e bulimia são difíceis de tratar.

Os programas públicos de internação frequentemente não admitem pacientes até que estejam em condição de risco de vida, e muitos respondem mal à abordagem em grupo. As clínicas privadas costumam ter listas de espera épicas e custos altos: um quarto custa de US$ 305 a US$ 360 por dia.


Corinne lutou juntamente com seus pais contra a bulimia e anorexia por mais de cinco anos. Duffy e Terry, pais de Corinne, encontraram uma clínica na Virgínia. Hoje, aos 24 anos, ela é saudável e está cursando mestrado em Colorado. Ela e seus pais acreditam que a abordagem holística, o foco individualizado e a estrutura imersiva de seu tratamento foram fundamentais para sua recuperação.

Eles sabem que tinham acesso a recursos exclusivos. "Tivemos sorte", diz Duffy. "Podíamos pagar por tudo." Mas muitos não podem.
A luta desta família levou-os a refletir sobre o problema nos Estados Unidos. Em 2013, eles fundaram a Water Stone Clinic, um centro privado de transtornos alimentares em Toronto. Eles fazem yoga, terapia de arte e participam na preparação de refeições, construindo habilidades na vida real com uma equipe de apoio empática. Os programas funcionam nos dias da semana das 8h às 14h, e até agora, não tem lista de espera. Porém essa abordagem é onerosa: aproximadamente US$ 650 por dia.

A família criou a Fundação Water Stone - uma instituição de caridade que fornece ajuda a pacientes que não podem pagar o tratamento. Os candidatos são avaliados por dois comitês que tomam uma decisão baseada na necessidade clínica e financeira. David Choo Chong foi o primeiro a se beneficiar da fundação. Ele havia tentado muitos programas, mas nenhum foi bem sucedido. A fundação pagou metade do tratamento. Dois anos depois, Choo Chong, feliz e estável diz "Water Stone me ajudou a encontrar quem eu sou".

Pesquisar mais textos:

Roberta Darc

Título:Um caminho para curar o transtorno alimentar

Autor:Roberta Darc(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios