Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Castro Verde – o dourado da planície alentejana

Castro Verde – o dourado da planície alentejana

Categoria: Viagens
Visitas: 4
Comentários: 1
Castro Verde – o dourado da planície alentejana

Dotada de um interessante património e de uma calma e uma luminosidade singulares, a vila de Castro Verde tem revelado interesse num turismo de cultura e ambiente, ou não fossem as paisagens uma das suas principais atracções.

Castro Verde é uma típica vila alentejana à qual nem os “compadres” sentados à conversa faltam. Paralelamente, a arte pública e as esculturas patentes nas rotundas dão bem conta do valor que esta vila confere às suas actividades e tradições. Alguns destes motivos referem-se a monumentos evocativos do ambiente rural, à feira suína e à riqueza do subsolo.

O Largo da Feira, próximo da rotunda alusiva à feira porcina, acolhe uma das razões de orgulho de Castro Verde: o moinho de vento, recuperado há poucos anos. Trata-se de um moinho de torre que “ressuscitou” volvidos 60 anos. Na actualidade, tem um moleiro residente e vai moendo sempre que o vento e a disponibilidade humana o fautorizem.

O património natural pode ser contemplado com a ajuda de um vasto leque de actividades didácticas e percursos temáticos na zona de protecção especial para aves de Castro Verde. De facto, a preocupação pelos assuntos ambientais é uma realidade materializada na criação do Centro de Educação Ambiental do Vale Gonçalinho (CEAVG).

A Basílica Real de Nossa Senhora, na Praça do Município, é absolutamente marcante no panorama do núcleo urbano da vila. No interior deste templo, o destaque vai para os magníficos retábulos de azulejos do século xviii que retratam a batalha de Ourique, também avocada num outro monumento perto da basílica. Algumas das peças mais importantes de arte sacra do concelho (como a cabeça relicário de São Fabião) encontram-se nesta basílica, cuja custódia integra também este rol.

A gastronomia e o artesanato são outros aspectos de preservação das tradições castrenses e, portanto, boas vias para conhecer a cultura deste povo. Há de tudo, desde tecedeiras a produzir mantas de lã, a ceramistas que continuam a dar manualmente formas e cor ao barro, e a valores intemporais. E é claro que não podiam faltar os costumeiros cantos alentejanos. Estes cantos, outrora associados ao trabalho, são agora mais de lazer e de convívio, mas, acima de tudo, de afirmação cultural. O canto alentejano leva o Alentejo a todo o lado onde seja entoado, com aquela voz e aquela postura que transportam aquém e além fronteiras as cores de um Alentejo profunda e definitivamente entranhado na alma de quem nele nasce. E que tal vir sentir o pulsar desta paixão pela terra alentejana ao vivo?


Maria Bijóias

Título: Castro Verde – o dourado da planície alentejana

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 4

633 

Imagem por: PhillipC

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    13-06-2014 às 17:22:42

    Adoro os trabalhos artesanais, provavelmente, iria gostar muito de conhecer Castro Verde. Além de toda sua beleza natural e suas mais ricas culturas!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Castro Verde – o dourado da planície alentejana

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Secretária em vidro

Ler próximo texto...

Tema: Mobiliário
Secretária em vidro\"Rua
A maior parte das casas tem um escritório para fazer os trabalhos relativos Á profissão ou outros. È uma divisão extremamente necessária para as pessoas se recolherem a trabalhar. Por isso o escritório deve ser um local com conforto e agradável. O ambiente torna-se extremamente importante para o recolhimento necessário e a concentração que certos trabalhos exigem. Se não se tiver no local de trabalho tem de construir-se em casa.

Em todas as profissões é útil ter uma secretária para colocar um computador portátil. Livros e outros acessórios. É uma peça de mobiliário que não se dispensa de forma nenhuma. Desde sempre que foi indispensável na escola, no escritório, na empresa. A sua funcionalidade é como a do computador que praticamente não se dispensa. Para onde se vá leva-se o computador portátil a servir de complemento.

No que diz respeito à secretária ela exige um bom material e design bonito. E de facto há secretárias muito belas desde o seu modelo ao material e design. Por exemplo uma secretária em vidro fica muito bem num escritório amplo de uma vivenda ou numa empresa particular bem decorada. Pode colocar-se também num pequeno escritório de um apartamento ou numa sala especial e decorada a gosto. Há quem prefira ter uma secretária num espaço pequeno especificamente para trabalho. Deste modo concentra-se mais nele e não pensa no que tem para fazer em casa. Ou seja, dá mais prioridade ao que eventualmente tenha que fazer numa secretária. Para além de ajudar a decorar e embelezar o espaço onde se coloca dá um certo ar de charme e gramou num ambiente. Se este for decorado com objectos bonitos de decoração e uma estante para livros dá um ar mais intelectual ao ambiente. Deste modo mais propício para o recolhimento.

Não é por acaso que muita gente prefere o seu escritório para passar as horas que dispõe no seu quotidiano ou fins – de - semana. É um local propício a pensar mais nos projectos, no trabalho e nos encargos da vida. Deste modo cada divisão da casa tem uma funcionalidade diferente e um ar distinto dos restantes.

Não quer dizer que uma secretária em vidro não fique adaptada noutro local que não seja para o trabalho de estudantes ou outros, ela pode ainda adaptar-se para embelezar ou harmonizar espaços que estejam por preencher numa casa maior ou outro local. Sem dúvida que a secretária em vidro não vai deixar mal nenhum espaço onde se coloque.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Secretária em vidro

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Imagem por: PhillipC

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    20-04-2014 às 15:52:38

    Fantástico texto! A Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios