Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Monsaraz – a magia do Alentejo

Monsaraz – a magia do Alentejo

Categoria: Viagens
Comentários: 1
Monsaraz – a magia do Alentejo

Embora o recente lago do Alqueva contraste com a tradicional planície dourada do interior alentejano, a fisionomia medieval ainda intacta da vila de Monsaraz revela um pouco da História da Península Ibérica. Trata-se de uma das mais antigas e pitorescas vilas portuguesas, preservando, no alto do morro, o seu carácter medievo.

O acesso ao interior da muralha pode fazer-se através de quatro portas talhadas em granito: a Porta da Vila e a Porta de Évora, em arco gótico, e a Porta da Cisterna e a Porta de Alcoba, em arco pleno. Xisto regional, granito, argamassa de barro vermelho e cal compõem a cerca da vila.

Mandado construir por D. Dinis em 1310, o castelo de Monsaraz constitui um exemplo da arquitectura militar do princípio do século xiv. Subindo ao alto da torre, tem-se uma magnífica vista circundante.

Partindo da Porta da Vila, a principal, é possível apreciar as típicas casas de xisto e embrenhar-se na pacatez que ali, como aliás em todo o Alentejo, se experimenta. Mais do que um vasto conjunto de locais a visitar, Monsaraz desafia a um passeio descontraído, onde não faltarão motivos de atenção e de surpresa. As casas com escadarias exteriores e varandas com grades de ferro forjado do século xvii, o branco que cobre estas mesmas casas, o invulgar património civil e religioso, patenteando estilos tão distintos como o gótico, o barroco e o manuelino, são apenas mostras da imensa riqueza que Monsaraz detém.

A igreja matriz de Santa Maria da Lagoa encontra-se no centro da Praça Velha e foi desde sempre o templo mais importante da vila. A construção primitiva remonta à segunda metade do século xiii, datando a contemporânea do século xvi. No interior desta igreja, que é do tipo igreja-salão, manifestamente renascentista, o monumento de destaque é o túmulo de Gomes Martins Silvestre, cavaleiro templário e povoador de Monsaraz.

Os Paços da Audiência estão num edifício erigido na transição do século xiv para o xv, sendo de realçar a exposição de arte sacra e um fresco do século xv que evoca a justiça, único do género em Portugal. Ainda no largo principal é possível contemplar o pelourinho, o hospital e a Igreja da Misericórdia, fundada em 1525, que ostenta um retábulo de pintura primitiva portuguesa.

Chegar a Monsaraz é muito fácil: apanha-se a A2 em direcção ao Sul, e depois a A6 para Évora. Seguem-se as orientações para Reguengos de Monsaraz e aqui toma-se a estrada que vai para Mourão, encontrando a cerca de nove quilómetros um desvio conducente à vila de Monsaraz. Apareça!


Maria Bijóias

Título: Monsaraz – a magia do Alentejo

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

625 

Imagem por: EDARF

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    13-06-2014 às 18:38:17

    Que linda paisagem! Monsaraz é pura magia e sua vila pitoresca realmente é encantadora.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Monsaraz – a magia do Alentejo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: EDARF

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios