Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Street Fashion - Moda Urbana

Street Fashion - Moda Urbana

Categoria: Vestuário
Comentários: 2
Street Fashion - Moda Urbana

O que é Street Fashion? Bem, é exactamente aquilo que o nome dá a entender. Moda de rua… Podemos achar o termo ligeiramente estranho ou até mesmo, de descuido, mas alguns, não poderiam estar mais enganados.

Street Fashion, implica antes de mais, muito bom gosto por moda e sentido de individualidade e uma personalidade já muito definida e forte. Esta corrente tem vindo a ser adoptada, principalmente pela cultura jovem, mas não falamos de adolescentes, referimo-nos sim, à faixa etária compreendida, entre os 23 aos 38 anos, mais ao menos.

São os artistas plásticos, os designers, músicos, jovens criadores e todos aqueles que de uma forma ou outra, estão ligados com o pensamento e evolução criativa, das nossas comunidades que, mais depressa vemos a adoptar esta linha de pensamento de moda.

Podemos reconhecer que este estilo implica uma mistura/ miscelânea de vários estilos retro, ou de apenas um destes, mas implicando linhas direitas/rectas e sóbrias. Materiais e cores de época, aplicados de forma mais sensual e modernas. O uso dos acessórios de época, nomeadamente, os óculos-de-sol típicos dos anos 60, malas de pele e os cintos finos, são alguns dos elementos que vêem a contribuir para dar alma a este estilo, sempre revivalista.

Podemos identificar, nas imagens que presentes, uma homage aos estilos, dandy e hippie… Mas este modo de vida, não se restringe apenas, a esta forma de vestir, temos também, aqueles que preferem um look mais urbano.

Estes por outro lado, demonstram o seu take na vida urbana, vestindo-se como que se fossem guerreiros urbanos.

Este é um look um pouco mais agressivo que o anterior mas que, é igualmente interessante, na medida em que vemos as botas para homem, tipo militar, a terem um novo despertar, bem como uma justaposição de peças várias,que conferem um ar mais pesado ao estilo em si. Este é porém um look mais escuro e complexo, sendo que iremos trata-lo numa futura rubrica.


Bruno Jorge

Título: Street Fashion - Moda Urbana

Autor: Bruno Jorge (todos os textos)

Visitas: 0

621 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    09-06-2014 às 03:18:19

    Adoro a moda street fashion - moda urbana! Acho lindos os modelos, acessórios, tudo bem informal, casual, estilo bem jogadaço.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla Horta

    11-09-2012 às 13:57:08

    Nota-se que esta moda se instalou nos adolescentes desta nova geração. Para os mais crescidos, há que ter atenção se não se cai num aspeto menos sério. Uma imagem colorida e cheia de estilo, onde os criadores se inspiram também nuns anos 80 muito loucos.

    ¬ Responder

Comentários - Street Fashion - Moda Urbana

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um caminho para curar o transtorno alimentar

Ler próximo texto...

Tema: Saúde
Um caminho para curar o transtorno alimentar\"Rua
De acordo com um relatório divulgado em novembro de 2014 pelo Comitê Permanente sobre o Status da Mulher, entre 600 mil a um milhão de canadenses cumprem os critérios diagnósticos para um transtorno alimentar em um dado momento. Problemas de saúde mental com ramificações físicas graves, anorexia e bulimia são difíceis de tratar.

Os programas públicos de internação frequentemente não admitem pacientes até que estejam em condição de risco de vida, e muitos respondem mal à abordagem em grupo. As clínicas privadas costumam ter listas de espera épicas e custos altos: um quarto custa de US$ 305 a US$ 360 por dia.


Corinne lutou juntamente com seus pais contra a bulimia e anorexia por mais de cinco anos. Duffy e Terry, pais de Corinne, encontraram uma clínica na Virgínia. Hoje, aos 24 anos, ela é saudável e está cursando mestrado em Colorado. Ela e seus pais acreditam que a abordagem holística, o foco individualizado e a estrutura imersiva de seu tratamento foram fundamentais para sua recuperação.

Eles sabem que tinham acesso a recursos exclusivos. "Tivemos sorte", diz Duffy. "Podíamos pagar por tudo." Mas muitos não podem.
A luta desta família levou-os a refletir sobre o problema nos Estados Unidos. Em 2013, eles fundaram a Water Stone Clinic, um centro privado de transtornos alimentares em Toronto. Eles fazem yoga, terapia de arte e participam na preparação de refeições, construindo habilidades na vida real com uma equipe de apoio empática. Os programas funcionam nos dias da semana das 8h às 14h, e até agora, não tem lista de espera. Porém essa abordagem é onerosa: aproximadamente US$ 650 por dia.

A família criou a Fundação Water Stone - uma instituição de caridade que fornece ajuda a pacientes que não podem pagar o tratamento. Os candidatos são avaliados por dois comitês que tomam uma decisão baseada na necessidade clínica e financeira. David Choo Chong foi o primeiro a se beneficiar da fundação. Ele havia tentado muitos programas, mas nenhum foi bem sucedido. A fundação pagou metade do tratamento. Dois anos depois, Choo Chong, feliz e estável diz "Water Stone me ajudou a encontrar quem eu sou".

Pesquisar mais textos:

Roberta Darc

Título:Um caminho para curar o transtorno alimentar

Autor:Roberta Darc(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios