Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Prevenir As Varizes

Prevenir As Varizes

Categoria: Saúde
Prevenir As Varizes

Toda mulher gosta de mostrar as pernas, sobretudo nos dias quentes em que as saias e shorts vira quase que figurino obrigatório. Mas, além da vaidade, as varizes podem se tornar inimigas do seu bem-estar. Sensação de pernas pesadas, dores, queimação, cansaço e edemas ao redor do tornozelo são alguns sintomas das varizes, um problema que afeta 38% da população brasileira, sendo que o número de casos é muito mais frequente nas mulheres do que nos homens.

A explicação para isso pode estar nas alterações hormonais pertinentes às mulheres e, especialmente durante a gravidez, quando o aumento do útero dificulta o retorno do sangue venoso.

Outros os motivos também são apontados para a ocorrência de varizes são excesso de peso, o uso de anticoncepcionais, bem como terapias de reposição hormonal e algumas atividades de trabalho que demandam longos períodos em pé ou sentado. Além disso, a hereditariedade ainda aparece como fator preponderante para o surgimento do problema, pois a pessoa já nasce com maior propensão de dilatação das veias.

De acordo com Gilberto Narchi Rabahie, cirurgião vascular do HCor, as varizes aparecem quando as válvulas venosas - por onde o sangue retorna das extremidades do corpo para o coração - perdem a elasticidade e dilatam de modo a não conseguir mais cumprir sua função. O sangue passa, então, a refluir, o que provoca mais dilatação e refluxo, levando à formação de varizes. "Uma vez dilatadas, sua função fica comprometida e pode levar a sintomas como dor, cansaço, inchaço, peso nas pernas e cãibras, devido à retenção do sangue nestas veias com dilatação. Além destes sintomas, o paciente tem também um desconforto estético", explica.

Nem precisamos falar que, do ponto de vista estético, as varizes criam limitações até mesmo na hora de escolher a roupa, já que as mulheres evitam modelitos mais curtos, evitando deixar as pernas de fora. No entanto, o tratamento das varizes é fundamental somente para a melhora estética, mas sim dos sintomas e, principalmente para evitar maiores complicações. "Hoje, existem as mais modernas tecnologias como o Laser Vascular, que torna a cirurgia de correção de varizes menos invasiva. Na cirurgia com Laser as veias não são removidas, mas cauterizadas, trazendo benefícios como redução do trauma cirúrgico, proporcionando excelente recuperação pós-operatória e o retorno às atividades habituais é mais precoce do que a técnica convencional", esclarece Rabahie.

O procedimento correto para quem tem varizes é procurar um cirurgião vascular, para diagnosticar qual é o melhor tratamento para o seu caso. Se houver alguma contraindicação ao procedimento cirúrgico, medidas paliativas podem ser aplicadas como uso de meias elásticas compressivas e medicações que melhorem o retorno venoso. As meias elásticas são uma ótima iniciativa pois servem para diminuir os sintomas e o inchaço. "As meias indicadas são as de média compressão e devem ser colocadas pela manhã antes mesmo de descer da cama, ou após um repouso de 5 a 10 minutos caso não as coloque antes de levantar", declara o cirurgião.

Algumas medidas podem ajudar a prevenir as varizes como a prática de exercícios físicos regularmente, ter uma alimentação saudável, evitar o sobrepeso, controlar o uso prolongado de hormônios, não fumar, elevar os membros inferiores sempre que possível e o uso de compressão elástica (meias elásticas). "Os fatores genéticos e hereditários não podem ser ignorados, pois são fatores que também influenciam no desenvolvimento de varizes", afirma o médico.

Quer aprender algumas formas simples de prevenir as varizes e manter as pernas lindas? O cirurgião vascular dá algumas dicas:

- Evite excesso de peso, adotando uma alimentação equilibrada;
- Evite usar salto alto diariamente, pois eles atrapalham a circulação do sangue;
- Antes de começar um tratamento com pílula anticoncepcional, consulte um médico e peça maiores explicações;
- Não fique o dia inteiro na mesma posição. Se for inevitável, levante e ande, isso irá ajudar a liberar e estimular a circulação sanguínea;
- Tenha cuidado com exercícios como a musculação ou a aeróbica de alto impacto, porque provocam uma maior tensão nos vasos e, por consequência, a sua dilatação;
- Sempre que possível, deite-se com as pernas elevadas, para favorecer o retorno venoso, já que os pés ficarão mais altos que o coração;
- Não fume, pois o cigarro é prejudicial a sua saúde e combinado com outros hábitos não saudáveis podem ocasionar as varizes;
- Use meias elásticas;
- Jamais trate as varizes sem o acompanhamento de um cirurgião vascular.


Miguel Pereira

Título: Prevenir As Varizes

Autor: Miguel Pereira (todos os textos)

Visitas: 0

507 

Comentários - Prevenir As Varizes

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Superstições Náuticas

Ler próximo texto...

Tema: Barcos
Superstições Náuticas\"Rua
Todos temos as nossas manias e superstições. Não que se trate de comportamentos compulsivos, mas a realidade é que mesmo para quem diz que não liga nenhuma a estas coisas, as superstições acompanham-nos.

Passar por baixo de uma escada, deixar a tesoura, uma porta de um armário ou uma gaveta aberta ou até deixar os sapatos em posição oposta ao correcto, são das superstições mais comuns. As Sextas-feiras 13 também criam alguma confusão a muita gente, mas muitos são os que já festejam e brincam com a data.

Somos assim mesmo, supersticiosos, uns mais do que outros, mas é uma essência que carregamos, mesmo que de forma inconsciente.

Existem no entanto profissões que carregam mitos mais assustadores do que outros, e por exemplos muitos actores não entram em palco sem mandar um “miminho” uns aos outros.

Caso de superstição de marinheiro é dos mais sérios e se julga que se trata só de casos vistos em filmes de piratas, desengane-se. Os marinheiros dos dias de hoje carregam superstições tão carregadas de emoção quanto os de outros tempos.

Umas mais caricatas do que outras, as superstições contam histórias e truques. Por exemplo, contra tempestades, muitos marinheiros colam uma moeda no mastro dos navios.

Tal como fazem os actores, desejar boa sorte a um marinheiro antes de embarcar, também não é boa ideia. Os miminhos dados antes de entrar em palco também servem para o efeito.

Dar um novo nome a um barco é uma péssima ideia para um marinheiro. Dizem que muitos há que não navegam em barcos rebaptizados.

Lembra-se que os piratas de outros tempos utilizavam brincos? Pois isto faz parte de uma superstição. Dizem que os brincos evitam que se afoguem.

Entrar com um pé direito na embarcação é sinal de bons ventos. Tal como acontece com muitos de nós, os marinheiros também não gostam de entrar de pé esquerdo.

Já desde remotos tempos se dia que assobiar traz tempestades. Ora aqui está um mote dos marinheiros, pelo que se assobiar numa embarcação, arrisca-se a ter chatices com o marinheiro.

Verdades ou mentiras, as superstições existem e se manter os seus próprios mitos acalma um marinheiro, então que assim seja. Venham as superstições náuticas que cá estamos para as ouvir.

Já agora uma curiosidade ainda maior. Dizem que se tocar a gola de um marinheiro passará a ter sorte. Será verdade ou foi um marinheiro que inventou?

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:Superstições Náuticas

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 06:39:27

    Não acredito em superstições de forma alguma.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios