Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > O que saber sobre a gravidez

O que saber sobre a gravidez

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
O que saber sobre a gravidez

A gravidez é um estado de graça para a mulher e, por isso, esta tem muitos cuidados consigo e com o seu bebé: pesar-se, controlar os níveis de pressão alta e colesterol, teste è urina, auscultação dos batimentos cardíacos, análises regulares ao sangue, ecografias, exame ginecológico mal sabe que está gravida, entre outros. Deve recorrer ao médico se tiver problemas como hemorragia vaginal, ardor ao urinar, dores abdominais, diminuição dos movimentos do feto, entre outros. A gravidez dura cerca de 40 semanas.

As cãibras são habituais na grávida, principalmente no final da gravidez. Para combate-las faça fricções com álcool e coloque sacos de água quente na zona. A prisão de ventre é comum na grávida, uma causa de alguns hormônios que dificultam a digestão. Não é recomendável o uso de laxantes, pois, como toda a gente sabe, podem ser viciantes. As náuseas e os vómitos são muito habituais no início da gravidez. Para conseguir ultrapassar esta fase faça pequenas refeições e não deixe o estômago vazio durante muito tempo. O cansaço e o sono são frequentes nas grávidas, também causadas pelas malvadas hormonas. As varizes podem surgir devido ao aumento de peso.

A vontade constante de urinar é uma causa da pressão exercida pelo útero na bexiga. À noite suspenda a toma de líquidos. As grávidas têm maior factor de risco: com idade superior a 35 anos, consumo de bebidas alcoólicas, tabaco ou drogas, perigo de malformações do feto, como Síndrome de Down, possuidoras de doenças sexualmente transmissíveis, com anorexia ou excesso de peso, com hipertensão, diabetes, problemas cardíacos, etc. deve ter alguns cuidados com a higiene bucal: opte por uma escova com filamentos macios, uma pasta de dentes com fluor, ir ao dentista a partir do 4º mês de gestação, evite alimentos refinados.

Na alimentação: lave bem os alimentos crus, prepare alimentos simples, beba muita água durante o dia, suspensa a ingestão das gorduras. Evite bolos, alimentos com cafeina, marisco, carne mal passada, queijo fresco, entre outros. Durante a gravidez deve continuar a prática de exercício físico, mas evite grandes esforços e repouse durante alguns períodos. Pode continua a ter uma vida sexual com o seu companheiro.

Daniela Vicente

Título: O que saber sobre a gravidez

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 0

604 

Comentários - O que saber sobre a gravidez

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios