Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como resolver os ciúmes entre filhos?

Como resolver os ciúmes entre filhos?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 5
Como resolver os ciúmes entre filhos?

Ser filho único é fantástico, mas ter um irmão é perfeito. Ninguém no mundo vai ter o mesmo elo de ligação à vida, como um irmão.

Mas será que assistir á chegada de um irmão é assim uma coisa tão perfeita como se diz? Nem sempre, e mais difícil que ver desviarem-se todas as atenções para o mano mais novo, é ser mãe incondicional de 2 crianças quando aquilo que as une é o ciúme.

Combater o ciúme entre irmãos pode ser complicado e em muitos casos pode até ter de ser acompanhado por profissionais da psicologia pediátrica.
É um processo que deve começar ainda antes da gravidez. Por exemplo, inclua o seu primogénito no plano de ter mais um filho. Respeite a ideia de que o seu filho mais velho também é um membro (e importante) da família.

Pergunte-lhe o que ele acha da ideia e comece a valorizar desde já que a ajuda dele no crescimento será essencial. Sem o pressionar, dê-lhe a ideia de que ele será um excelente exemplo para o irmão.

Quando engravidar, peça-lhe ajuda a colocar creme na sua barriga e peça-lhe para cantar uma canção. Explique-lhe que os bebes ouvem o que se passa cá fora e que ouvi-lo cantar será perfeito para o pequeno irmãozinho.

Pergunte-lhe sobre nomes a dar ao bebe. Vai sentir-se muito orgulhoso com esta situação e pedir-lhe para ajudar a escolher algum enxoval para o irmão será fantástico. A cada atividade, diga-lhe que a sua ajuda é indispensável.

Quando o bebe nascer, procure dar especial atenção ao seu filho mais velho. Podem por esta altura, ocorrer algumas situações que não eram costume. Um xixi na cama pode ser normal. Na eventualidade de isto acontecer, não entre no esquema de castigar ou de ralhar. Fale com ele e dê-lhe conforto. Não se esqueça que ele também se vai sentir envergonhado por isso acontecer.

Peça-lhe ajuda para mudar a fralda ou para lavar as costas do bebe na altura do banho.
Aproveite os seus momentos com o bebe, mas não perca a oportunidade de ver o mais velho crescer e de lhe dizer o quanto se sente orgulhosa dele. Crie momentos únicos com ele enquanto o bebe está a dormir e explique-lhe que o coração da super mamã é tão grande que cabem os 2 lá dentro bem juntinhos, para sempre.


Carla Horta

Título: Como resolver os ciúmes entre filhos?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

615 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    26-07-2014 às 21:30:17

    Muito bom! Evitar o partidarismo e favoritismo é muito importante para não criar esses ciúmes entre as crianças. Pode ter certeza, fica aquele sentimento muito ruim quando isso acontece e a criança leva por anos. Os pais precisam ver isso com muito cuidado. Nada de preferências!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoManuela

    24-07-2012 às 10:39:28

    Comigo correu muito bem. A diferença entre os meus filhos é de 7 anos, peloq eu quando o Miguel nasceu, a Beatriz já tinha os 7 feitos e a perfeita noção das alterações que iam acontecer na nossa vida. Perguntei-lhe sempre tudo e informei-a também. Pedi-lhe que me ajudasse a escolher as coisas para o quarto e até a maior parte do enxoval.
    Quando o Miguel nasceu e na primeira visita da Bia ao hospital, a primeira coisa que fiz foi aconchega-la ao pé de mim e dizer-lhe que ia sempre precisar dela na vida para ser feliz. Depois coloquei-lhe o Miguel no colo e vi o olhar enternecido dela. Foi o momento mais feliz da minha vida. Aqueles dois seres que já ali se amavam juntos, protegidos por mim. Foi o quadro mais bonito que já pude ver e sentir.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCristina

    24-07-2012 às 10:39:09

    Quando tive os gémeos a vida calma lá de casa sofreu uma reviravolta. Apesar da segunda gravidez ter sido planeada a 3, nunca pensei que viessem mais 2 em de do 1 desejado.
    Com as tarefas do dia-a-dia e como os gémeos nasceram em pleno Inverno, eu não consegui acompanhar como tinha feito até á altura a minha filha mais velha. Nunca foi uma criança de fazer birras pelo que se deixou cair numa tristeza enorme. Perdeu o apetite, fazia xixi na cama e nem a televisão lhe dava qualquer interesse. Um dia decidi fazer uma coisa diferente. Fizemos uma tenda no meio da sala e fizemos um piquenique ali mesmo no chão. Passámos a fazê-lo mais do que uma vez por semana e adotamos mais do que uma destas situações. Disse-lhe que se a vida agora com os manos era diferente, estão as brincadeiras também teriam de ser.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarina

    23-07-2012 às 12:30:19

    A minha filha mais velha reagiu muito mal. Cheguei a apanha-la a apertar o irmão e chegou a dizer-me que o odiava. Foi muito dificil para mim e para o pai. Começamos por resolver a situação deixando o bebé uma vez por semana na casa dos meus pais. Durante aquele bocadinho só havia ela e os pais. Lembro-me que lhe disse na altura que aquele iria ser o nosso momento a 3 e que mais ninguém iria fazer parte daquele nosso mundinho durante aquele tempo. Aos poucos comecei a pedir-lhe para que o irmão viesse ou a dizer-lhe para demorarmos menos tempo pois sabia que o irmão estava a ficar com saudades dela na casa dos avós. Alguns truques destes que fomos aplicando fizeram com que percebesse que era única para nós e que apesar do irmão também o ser, cada um deles tem um pedaço imenso no coração do pai e da mãe.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoLeonor

    23-07-2012 às 12:29:51

    A minha gravidez foi programada a 3. O meu filho Rodrigo foi consultado e ansiou pela irmã, tanto quanto eu e o pai. Como sempre fez planos connosco, nunca tivemos problemas de ciúmes, mas calculo que seja muito complicado. Aliar o filho mais velho aos planos e fazê-lo sentir-se indispensável (até porque o é) ajuda em todo este processo.

    ¬ Responder

Comentários - Como resolver os ciúmes entre filhos?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A história da fotografia

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Fotografia
A história da fotografia\"Rua
A história e princípios básicos da fotografia e da câmara fotográfica remontam à Grécia Antiga, quando Aristóteles verificou que os raios de luz solar e com o uso de substâncias químicas, ao atravessarem um pequeno orifício, projetavam na parede de um quarto escuro a imagem do exterior. Este método recebeu o nome de câmara escura.

A primeira fotografia reconhecida foi uma imagem produzida em 1826 por Niepce. Esta fotografia foi feita com uma câmara e assente numa placa de estanho coberta com um derivado de petróleo, tendo estado exposta à luz solar por oito horas, esta encontra-se ainda hoje preservada.

Niepce e Louis –Jacques Mandé Daguerre inciaram em 1829 as suas pesquisas, sendo que dez anos depois foi oficializado o processo fotográfico o nome de daguerreótipo. Este processo consistia na utilização de duas placas, uma dourada e outra prateada, que uma vez expostas a vapores de iodo, formando uma pelicula de iodeto de prata sobre a mesma, ai era a luz que entrava na camara escura e o calor gerado pela luz que gravava a imagem/fotografia na placa, sendo usado vapor de mercúrio para fazer a revelação da imagem. Foi graças á investigação realizada por Friedrich Voigtlander e John F. Goddard em 1840, que os tempos de exposição e revelação foram encurtados.




Podemos dizer que o grande passo (não descurando muitas outras mentes brilhantes) foi dado por Richard Leach Maddox, que em 1871 fabricou as primeiras placas secas com gelatina, substituindo o colódio. Três anos depois, as emulsões começaram a ser lavadas com água corrente para eliminar resíduos.

A fotografia digital


Com o boom das novas tecnologias e com a capacidade de converter quase tudo que era analógico em digital, sendo a fotografia uma dessas mesmas áreas, podemos ver no início dos anos 90, um rápido crescimento de um novo mercado, a fotografia digital. Esta é o ideal para as mais diversas áreas do nosso dia a dia, seja a nível profissional ou pessoal.

As máquinas tornaram-se mais pequenas, mais leves e mais práticas, ideais para quem não teve formação na área e que não tem tempo para realizar a revelação de um rolo fotográfico, sem necessidade de impressão. Os melhores momentos da nossa vida podem agora ser partilhados rapidamente com os nossos amigos e familiares rapidamente usando a internet e sites sociais como o Facebook e o Twitter .

A primeira câmara digital começou a ser comercializada em 1990, pela Kodak. Num instante dominou o mercado e hoje tornou-se produto de consumo, substituindo quase por completo as tradicionais máquinas fotográficas.

Sendo que presentemente com o aparecimento do FullHD, já consegue comprar uma máquina com sensores digitais que lhe permitem, além de fazer fotografia, fazer vídeo em Alta-Definição, criando assim não só fotografias quase que perfeitas em quase todas as condições de luz bem como vídeo com uma qualidade até agora impossível no mercado do vídeo amador.

Tirar fotografias já é acessível a todos e como já não existe o limite que era imposto pelos rolos, “dispara-se” por tudo e por nada. Ter uma máquina fotográfica não é mais um luxo, até já existem máquinas disponíveis para as crianças. Muitas vezes uma fotografia vale mais que mil palavras e afinal marca um momento para mais tarde recordar.

Pesquisar mais textos:

Bruno Jorge

Título:A história da fotografia

Autor:Bruno Jorge(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    05-05-2014 às 03:48:18

    Como é bom viver o hoje e saber da história da fotografia. Isso nos dá a ideia de como tudo evoluiu e como o mundo está melhor a cada dia produzindo fotos mais bonitas e com qualidade!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios