Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como resolver os ciúmes entre filhos?

Como resolver os ciúmes entre filhos?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 5
Como resolver os ciúmes entre filhos?

Ser filho único é fantástico, mas ter um irmão é perfeito. Ninguém no mundo vai ter o mesmo elo de ligação à vida, como um irmão.

Mas será que assistir á chegada de um irmão é assim uma coisa tão perfeita como se diz? Nem sempre, e mais difícil que ver desviarem-se todas as atenções para o mano mais novo, é ser mãe incondicional de 2 crianças quando aquilo que as une é o ciúme.

Combater o ciúme entre irmãos pode ser complicado e em muitos casos pode até ter de ser acompanhado por profissionais da psicologia pediátrica.
É um processo que deve começar ainda antes da gravidez. Por exemplo, inclua o seu primogénito no plano de ter mais um filho. Respeite a ideia de que o seu filho mais velho também é um membro (e importante) da família.

Pergunte-lhe o que ele acha da ideia e comece a valorizar desde já que a ajuda dele no crescimento será essencial. Sem o pressionar, dê-lhe a ideia de que ele será um excelente exemplo para o irmão.

Quando engravidar, peça-lhe ajuda a colocar creme na sua barriga e peça-lhe para cantar uma canção. Explique-lhe que os bebes ouvem o que se passa cá fora e que ouvi-lo cantar será perfeito para o pequeno irmãozinho.

Pergunte-lhe sobre nomes a dar ao bebe. Vai sentir-se muito orgulhoso com esta situação e pedir-lhe para ajudar a escolher algum enxoval para o irmão será fantástico. A cada atividade, diga-lhe que a sua ajuda é indispensável.

Quando o bebe nascer, procure dar especial atenção ao seu filho mais velho. Podem por esta altura, ocorrer algumas situações que não eram costume. Um xixi na cama pode ser normal. Na eventualidade de isto acontecer, não entre no esquema de castigar ou de ralhar. Fale com ele e dê-lhe conforto. Não se esqueça que ele também se vai sentir envergonhado por isso acontecer.

Peça-lhe ajuda para mudar a fralda ou para lavar as costas do bebe na altura do banho.
Aproveite os seus momentos com o bebe, mas não perca a oportunidade de ver o mais velho crescer e de lhe dizer o quanto se sente orgulhosa dele. Crie momentos únicos com ele enquanto o bebe está a dormir e explique-lhe que o coração da super mamã é tão grande que cabem os 2 lá dentro bem juntinhos, para sempre.


Carla Horta

Título: Como resolver os ciúmes entre filhos?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

615 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    26-07-2014 às 21:30:17

    Muito bom! Evitar o partidarismo e favoritismo é muito importante para não criar esses ciúmes entre as crianças. Pode ter certeza, fica aquele sentimento muito ruim quando isso acontece e a criança leva por anos. Os pais precisam ver isso com muito cuidado. Nada de preferências!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoManuela

    24-07-2012 às 10:39:28

    Comigo correu muito bem. A diferença entre os meus filhos é de 7 anos, peloq eu quando o Miguel nasceu, a Beatriz já tinha os 7 feitos e a perfeita noção das alterações que iam acontecer na nossa vida. Perguntei-lhe sempre tudo e informei-a também. Pedi-lhe que me ajudasse a escolher as coisas para o quarto e até a maior parte do enxoval.
    Quando o Miguel nasceu e na primeira visita da Bia ao hospital, a primeira coisa que fiz foi aconchega-la ao pé de mim e dizer-lhe que ia sempre precisar dela na vida para ser feliz. Depois coloquei-lhe o Miguel no colo e vi o olhar enternecido dela. Foi o momento mais feliz da minha vida. Aqueles dois seres que já ali se amavam juntos, protegidos por mim. Foi o quadro mais bonito que já pude ver e sentir.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCristina

    24-07-2012 às 10:39:09

    Quando tive os gémeos a vida calma lá de casa sofreu uma reviravolta. Apesar da segunda gravidez ter sido planeada a 3, nunca pensei que viessem mais 2 em de do 1 desejado.
    Com as tarefas do dia-a-dia e como os gémeos nasceram em pleno Inverno, eu não consegui acompanhar como tinha feito até á altura a minha filha mais velha. Nunca foi uma criança de fazer birras pelo que se deixou cair numa tristeza enorme. Perdeu o apetite, fazia xixi na cama e nem a televisão lhe dava qualquer interesse. Um dia decidi fazer uma coisa diferente. Fizemos uma tenda no meio da sala e fizemos um piquenique ali mesmo no chão. Passámos a fazê-lo mais do que uma vez por semana e adotamos mais do que uma destas situações. Disse-lhe que se a vida agora com os manos era diferente, estão as brincadeiras também teriam de ser.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarina

    23-07-2012 às 12:30:19

    A minha filha mais velha reagiu muito mal. Cheguei a apanha-la a apertar o irmão e chegou a dizer-me que o odiava. Foi muito dificil para mim e para o pai. Começamos por resolver a situação deixando o bebé uma vez por semana na casa dos meus pais. Durante aquele bocadinho só havia ela e os pais. Lembro-me que lhe disse na altura que aquele iria ser o nosso momento a 3 e que mais ninguém iria fazer parte daquele nosso mundinho durante aquele tempo. Aos poucos comecei a pedir-lhe para que o irmão viesse ou a dizer-lhe para demorarmos menos tempo pois sabia que o irmão estava a ficar com saudades dela na casa dos avós. Alguns truques destes que fomos aplicando fizeram com que percebesse que era única para nós e que apesar do irmão também o ser, cada um deles tem um pedaço imenso no coração do pai e da mãe.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoLeonor

    23-07-2012 às 12:29:51

    A minha gravidez foi programada a 3. O meu filho Rodrigo foi consultado e ansiou pela irmã, tanto quanto eu e o pai. Como sempre fez planos connosco, nunca tivemos problemas de ciúmes, mas calculo que seja muito complicado. Aliar o filho mais velho aos planos e fazê-lo sentir-se indispensável (até porque o é) ajuda em todo este processo.

    ¬ Responder

Comentários - Como resolver os ciúmes entre filhos?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios