Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Aprenda a cultivar rosas e camélias

Aprenda a cultivar rosas e camélias

Categoria: Bricolage Jardim
Visitas: 142
Comentários: 16

Consideradas por muitos apreciadores de flores as mais belas que existem, as rosas e as camélias partilham algumas características comuns. Assim, saiba que ambas preferem climas amenos e que se adaptam bem a temperaturas um pouco mais baixas, pelo que a sua plantação deverá ter lugar no Outono ou no Inverno em local abrigado, para que a intensidade das chuvas não prejudique as plantas.

Mas, apesar de parecidas nestes aspectos, rosas e camélias diferem em muitos outros, possuindo peculiaridades que deverão ser conhecidas e respeitadas, sob pena de se cometerem erros muitas vezes fatais para a planta.

Assim, a rosa prefere locais um pouco mais ensolarados e bem arejados, de maneira a evitar-se a formação de fungos que poderiam comprometer a sobrevivência da planta. Uma terra argilosa, rica em húmus, com ph neutro (6,5 a 7) e bem drenada é o solo preferido das roseiras que florescerão com toda a sua força, reunidas as condições. Cerca de uma semana antes de proceder à plantação da roseira, revolva bem a terra (recomenda-se que seja revolvida até 40 cm de profundidade) e misture-lhe estrume ou composto orgânico, para que a terra fique bem fertilizada. Os pés devem ser plantados a distâncias que oscilam entre os 20cm e os 2m, dependendo do tipo de roseira (arbustiva, trepadeira, cerca-viva, sempre-floridas, miniaturas ou rasteiras). Em termos de regas, as roseiras requerem água abundante e diária até ao desabrochar da flor, altura em que se deve limitar as regas a duas por semana (no Verão) ou a uma por semana (no Inverno).

A camélia, por sua vez, é originária do Japão e, como tal, prefere climas mais amenos e temperaturas mais baixas, pelo que o seu cultivo deverá ser levado a cabo preferencialmente nas estações mais frescas. Esta flor exige um solo permanentemente húmido e bem fertilizado, caso contrário pode chegar-se ao extremo de a época da floração surgir e as flores permanecerem invisíveis, porque não tiveram acesso aos nutrientes necessários para desabrocharem. Pode, se quiser, plantá-las em vaso e o resultado será igualmente apaixonante, se puser em prática os conselhos avançados anteriormente. Evite excessos de água que poderão desencadear o aparecimento de fungos nocivos ao bem-estar da planta. Pode, ainda, cortar alguns pés e colocá-los numa jarra, em casa. As flores da camélia são extremamente duradouras e contribuirão, sem dúvida, para o embelezamento harmonioso da sua casa, que se assemelhará a um autêntico Jardim do Éden.

Isabel Rodrigues

Título: Aprenda a cultivar rosas e camélias

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 142

804 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 16 )    recentes

  • Lili

    31-10-2017 às 21:24:16

    Tenho uma camelia q não me fode... o que eu faço ???

    ¬ Responder
  • Briana AlvesBriana

    10-10-2014 às 20:38:13

    Ótimo esclarecimento sobre a diferença de rosa e camélia. Ainda mais quando se quer cultivar, a gente deve seguir as regras de plantio, pois caso contrário, poderão morrer!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    24-04-2014 às 22:28:53

    As rosas e as camélias deixam qualquer ambiente bonito e harmonioso. Muito obrigada pelo texto.

    ¬ Responder
  • Lopes

    26-03-2014 às 22:57:47

    Tenho algumas orquideas e duas cameleiras numa varanda gostava de saber como cuidar delas para não morrerem

    ¬ Responder
  • mariaceciliavicente

    03-11-2013 às 20:47:49

    minha camelia ja deu flor, depois não deu mais que adubo devo por poi ja coloquei e nada de flhor ébranca

    ¬ Responder
  • cinara

    06-10-2013 às 13:35:11

    tenho uma camelia mas os botões não abrem, o que devo fazer?

    ¬ Responder
  • Irene

    29-07-2013 às 14:02:24

    Gostaria de saber também porque os botões das camélias não abrem?

    ¬ Responder
  • Andréa

    13-05-2013 às 10:55:18

    Olá Isabel, bom dia !!!
    Isabel gostaria de saber qual adubo usar nas camélias pois estão cheias de botôes sendo que naõ abrem. Moro em Petrópolis e acredito que o clima daqui seje bom para este tipo de planta.
    Obrigada

    ¬ Responder
  • andreia cristina

    29-04-2013 às 08:56:51

    olá bom dia Isabel gostaria de saber qual adubo usar nas camélias pois estão com botão e naõ abre acho que o clima onde moro é bom pois sou do sul de minas . aguardo resposta obrigada

    ¬ Responder
  • Rose CazulaRose Cazula

    11-09-2011 às 21:56:11

    minha tia fez um jardim muito bonito e plantou camelia ela da botao mas eles secam nem abre as flores oque se pode fazer

    ¬ Responder
  • elianeeliane

    31-03-2011 às 17:28:12

    @LAICE SEIXAS FERREIRA
    descobriu por que as flores da camélia não abrem? estou com o mesmo problema...

    ¬ Responder
  • ivaniraivanira

    12-07-2010 às 15:18:45

    @andreia
    gostaria de saber quando podar as camelias, k adubo usar?

    ¬ Responder
  • OdairOdair

    30-05-2010 às 02:07:01

    Eu fiz algumas estacas de camélias usando estacas dos galhos laterial do alto da planta e usei uma solução comprada em casa de plantas que informava que as mesmas deveriam ficar 12 horas nessa solução e depois plantadas.
    Repeti esses procedimentos muitas emuitas vezes e meu pé de camélia ficou só espetos e NUNCA...repito...nunca uma só muda vingou
    Onde posse ter errado tantas vezes assim
    Grande abraço
    Odair.

    ¬ Responder
  • LAICE SEIXAS FERREIRALAICE SEIXAS FERREIRA

    27-05-2010 às 02:32:28

    Minha pergunta é a mesma da Andreia, surgem muitos botões de camélia, mas não abrem. Você tem a resposta?

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoLainha

    03-03-2010 às 16:16:36

    @andreia
    Adoro e sou louca por camélias!
    Costumo plantar muitas vezes e utilizo adubo animal curtido de gado ou aves, cerca de 1 litro por muda de tamanho padrão, misturado com composto orgânico.

    ¬ Responder
  • Antonio Marcos da Silva Aquinoandreia

    03-03-2010 às 15:49:32

    Olá Isabel ! Muito esclarecedoras suas dicas. Gostaria de saber qual adubo coloco numa camélia branca que está cheia de botões e eles não abrem...
    Aguardo sua resposta.

    ¬ Responder

Comentários - Aprenda a cultivar rosas e camélias

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios