Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Materiais Construção > As utilidades do plástico

As utilidades do plástico

Visitas: 244
As utilidades do plástico

O plástico, enquanto material higiénico, asséptico, isolante térmico, leve, maleável, flexível, resistente, durável, fiável e reutilizável apresenta infinitas possibilidades de aplicação, sendo por isso empregue em ramos tão distintos como o artesanato, artes plásticas, construção civil, decoração, design, brinquedos, odontologia e indústrias automóvel, agrícola, farmacêutica, têxtil e até aeroespacial.

A própria comida tende a ser, cada vez mais, plástica, pelo que alguém, algum dia, vai afirmar que outra das vantagens do plástico é a fácil digestão…

A matéria-prima dos plásticos é, geralmente, o petróleo e, de acordo com as suas características de fusão ou derretimento, podem dividir-se em termoplásticos e termorrígidos.

Naturalmente que esta rigidez pode ser relativa perante uma fonte de calor excessivo e inadequado e, embora o plástico seja um material orgânico de grande maleabilidade possuindo a propriedade de se adaptar e transformar, não consta que de plástico “assado” se consigam produzir vasos, toalhas, bijutarias, sapatos, roupas e análogos…

Não há dúvida que o plástico veio facilitar a vida quotidiana e tornar o mundo mais confortável. Em acréscimo, exemplos concretos mostram que, sendo tecnicamente avançado, pode ajudar a reduzir o consumo de energia e a criar um futuro sustentável.

O plástico usa-se para manter os edifícios mais quentes ou frescos (o isolamento diminui a perda de calor ou de frio em cerca de 70 por cento), tornar os veículos mais leves (e menos peso implica menor consumo de combustível), e mesmo controlar os recursos de energia eólica e solar, de maneira “limpa” e eficiente. Para além de tudo, o plástico é reciclável.

Do exposto, conclui-se que nos encontramos, inegavelmente, na era do plástico. O Plastic Man ia sentir-se como “peixe na água”!


Rua Direita

Título: As utilidades do plástico

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 244

787 

Imagem por: GorupKa

Comentários - As utilidades do plástico

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: GorupKa

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios