Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > DVD Filmes > O bem é progressão geométrica

O bem é progressão geométrica

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: DVD Filmes
O bem é progressão geométrica

Isso é o que se aprende quando se assiste ao filme “A Corrente do bem”(no Brasil) ou “Favores em Cadeia”(em Portugal). É um filme dramático, feito para emocionar o espectador, mas, sobretudo, para dar uma lição de esperança: se você fizer o bem e quem receber este bem o passar adiante, ele se espalhará e voltará de alguma forma para você.

Este é o jogo proposto pelo menino Trevor McKinney, vivido por Haley Joel Osment na história, ao realizar uma tarefa proposta na aula de estudos sociais. Seu professor, Eugene Simonet, interpretado pelo ator Kevin Spacey, solicita a tarefa de observar o mundo ao redor e criar um projeto que possa melhorar a realidade das pessoas e, com isso, mudar o mundo.

Surpreendentemente o menino, proveniente de uma família desestruturada, de mãe alcoólatra (Arlene, estrelado por Helen Hunt), avó solitária, não muito bem aceito pelos amigos, com um pai violento que bate na mãe, consegue levar adiante um projeto para mudar a vida de muitos ao redor, inclusive de sua mãe e de seu professor de estudos sociais.

A proposta desenvolvida por Trevor é muito simples: fazer um bem, um favor a três pessoas com a única intenção de que elas retribuam esse auxílio a mais três pessoas e assim sucessivamente numa progressão geométrica que atingiria o mundo todo. E assim, jogando o Pay it forward (Passe-o adiante), o menino consegue ver modificada a vida das pessoas que mais ama.

Porém, como, por incrível que pareça, o bem por vezes não é obrigação, é motivo de notícia, de destaque, o jovem Trevor passa a ser seguido por um repórter modificando a seqüência da trama e causando o inesperado final da história.

A Corrente do bem é um filme emocionante, com uma ideia positiva e possível para modificar tanta hostilidade e intolerância em que estamos presenciando no mundo hoje. Que tal adotar o Pay it forward em sua vida?

Há alguns críticos que não consideram o filme uma boa produção devido à direção de Mimi Leder, alegando ser uma produção sem grandes recursos estéticos, dramático em excesso, superficial e pouco realista. O que tenta qualificar o filme, segundo a visão destes críticos, são os excelentes atores e a ideia que propõe o roteiro.

Mas aos expectadores, sensíveis e carentes de boas ações que envolvam o seu ser e mudem a sua perspetiva de mundo, o filme representa uma forma de sublimação da emoção. É a possibilidade de fazer mais ao próximo e a si mesmo. Sair da acomodação e realmente fazer a diferença no mundo. Para alguém e para si próprio.


Rosana Fernandes

Título: O bem é progressão geométrica

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 0

648 

Imagem por: batega

Comentários - O bem é progressão geométrica

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: batega

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios